Veja a mensagem de lamento da Crunchyroll após ameaças de morte a Guilherme Briggs

Não tem jeito, vez ou outra sempre acabo postando alguma treta aqui no Blog Nerd Maldito. E enquanto alguns animes são naturalmente polêmicos, como o bizarríssimo Midori Shōjo Tsubaki, outras obras acabam atingindo a polêmica de outras formas. A Crunchyroll, uma das principais plataformas de streaming de anime, criticou o cyberbullying de fãs após ameaças ao dublador Guilherme Briggs, conhecido por dar voz ao personagem Demônio do Futuro em Chainsaw Man, adaptação do popular mangá de ação e horror com elementos de fantasia e poderes sobrenaturais.

O anime de Chainsaw Man, baseado no mangá japonês de mesmo nome, foi lançado no Brasil pela Panini e vendeu feito água (Link de afiliado ein!)! Tendo sido muito bem recebido pelos fãs, ficou com frequência entre os mangás mais vendidos da Amazon. No entanto, a adaptação para português também gerou polêmica entre parte dos fãs, devido a alguns termos não autorizados e controversos usados nas traduções de scans do mangá, que acostumaram esses fãs com aquela tradução e se irritaram ao ver diferente a oficial.
Não é muito difícil ver polêmicas na indústria do entretenimento, é só ver a polêmica plástica de Ellie de The last of Us sofreu possivelmente pra não rolar processo. Infelizmente, às vezes isso acaba passando dos limites com o nível de ameaças a um indivíduo, e foi o caso com CSM. A tradução brasileira resultou em ameaças e xingamentos a Guilherme Briggs, o dublador responsável por dar voz ao personagem Demônio do Futuro, especialmente quando ele mostrou uma página com teor antissemita, e comentou que não dava pra por uma tradução oficial colocar aquilo, existindo regras a serem seguidas.

É lógico que existem umas loucuradas oficiais relacionadas a anime. Um jogo como H3ntai Redemption, por exemplo. é oficial, mas é indie. Já obras clássicas como os violentíssimos Genocyber, Violence Jack, Wicked City ou mesmo Shigurui, são obras de outros tempos, e muita coisa mudou. E no caso, a versão escaneada, traduzida e distribuída por fãs colocava o personagem de Briggs dizendo "O futuro é P#ca". Isso viralizou e muitos esperavam, mas tanto a editora Panini quanto a Crunchyroll preferiram versões diferentes, saindo "O Futuro é Show" e "O Futuro é Top".
À partir daí o caos se estabeleceu e a revolta tomou conta, resultando em Briggs anunciando que tava com medo de perder suas contas, que tentaram invadir, os xingamentos, a treta e que ele acabou preferindo sair. A plataforma de streaming de anime, Crunchyroll, se posicionou publicamente contra o cyberbullying após as ameaças de morte recebidas pelo dublador Guilherme Briggs, que interpreta o personagem "Demônio do Futuro" em Chainsaw Man, um mangá de ação, horror e fantasia de sucesso no Japão e no mundo. Confira a nota:

"Não existe espaço para cyberbullying dentro da comundiade de anime. A Crunchyroll apoia plenamente o dublador Guilherme Briggs e condena os ataques direcionados a ele e ao seu trabalho fantástico de dublagem junto à equipe do estúdio "Som de Vera Cruz". Gostaríamos de agradecer aos fãs que expressaram seu apoio ao Briggs, assim como à equipe de dublagem por seu trabalho e profissionalismo. É o trabalho de vocês que fortalece a indústria hoje, e a comunidade Crunchyroll estará sempre com vocês.
 
Em estúdios de dublagem é constante a importância da sincronização e da locução para dar vida aos personagens de desenho animado e fica em destaque o trabalho dos profissionais envolvidos na adaptação e direção de dublagem. mas é necessária a autorização da editora Shueisha para as adaptações para o português e costumam evitar termos polêmicos e controvertidos, além obviamente de futuros processos.
 
Mas apesar da causa ter sido a própria fanbase, nem toda ela caiu em cima du dublador. A saída de Guilherme Briggs foi lamentada então não apenas pela equipe da Crunchyroll, mas também por parte dos fãs do mangá e anime Chainsaw Man, que se posicionaram também contra o cyberbullying e pediram mais respeito aos profissionais envolvidos na produção do conteúdo.

Com a saída de Guilherme Briggs, o estúdio Som de Vera Cruz acabou naturalmente sabendo que teria que encontrar um novo dublador para o personagem Demônio do Futuro em Chainsaw Man. Ficou nas mãos da empresa o esforço para manter a qualidade da locução, enquanto também seguia as normas de tradução e adaptação estabelecidas pela editora Shueisha.
 
Já a Crunchyroll ficou com o trabalho de combater o cyberbullying e garantir que seus fãs pudessem desfrutar de seus animes favoritos de forma segura e respeitosa, permitindo que continuassem a desfrutar de Chainsaw Man e outros títulos populares de ação, horror, fantasia e poderes sobrenaturais. E já que estamos no tema, vocês sabiam que o ChatGPT é capaz de gerar finais alternativos para as histórias? Confiram 10 utilidades fenomenais que a AI Chat GPT é capaz de fazer. E se estiver atrás de muito mais nerdices, veja no Blog Nerd Maldito. No Brasil, Chainsaw Man foi lançado pelas mãos da editora Panini. Caso tenham interesse, podem conferir no link de afiliado da Amazon.

Postar um comentário

0 Comentários