Konami comemorou o 35° Aniversário de Castlevania vendendo NFTs

O resultado da polêmica carta de Ano Novo sobre NFTs da Square Enix foi bastante variado. No mundo dos gamers, a coisa ficou dividida com algumas pessoas extremamente revoltadas, mas na questão financeira, as ações da empresa dispararam. E claro que outras empresas também ficaram de olho, a SEGA comentou preocupação com a reação do público Ocidental, a Ubisoft disse que não ia se intimidar com a Ubisoft Quartz, já a Konami foi mais despreocupada e pra comemorar o aniversário de 35 anos de Castlevania em 2022, lançou NFTs que nem são dentro de jogos.

Antes de tudo, se você não sabe o que é NFT, são basicamente objetos digitais que se valorizam ou desvalorizam como coisas físicas. Podem ser imagens, sons, vídeos, e em jogos costumam usar como objetos únicos que não serão vendidos como DLCs, mas sim usados como itens únicos que após distribuídos, só os donos podem vender. Fiz uma matéria explicada de forma bem fácil o que é NFT.

A descrição diz: "Esta é uma iniciativa para criar NFTs de arte usando cenas de jogos amadas de títulos da Konami, e para nossos fãs preservá-los por muitos anos" e também: "A compra do Konami Memorial NFT não lhe dá direito a nenhum direito de propriedade intelectual (direitos autorais, marcas registradas, etc).".
Nomeada de "Konami Memorial NFT", essa coleção de NFTs feita para leilão são de imagens ou pequenos vídeos de gameplay aleatórias de alguns jogos da franquia. Não são itens para serem usados em jogos. E como também não dá direito algum sobre as imagens, mas apenas sobre o item comprado, é como se você comprasse um livro do Harry Potter, isso não te dá direito sobre o personagem, apenas é dono daquele livro.

Mas isso gerou uma série de questões dos jogadores, sobre o objetivo da empresa em ter feito isso. Como ela já teve um passado um tanto ambicioso, como o remake de Metal Gear Solid 3 feito em máquinas Pachinkos (aquelas que tem que continuar colocando moedas pra coisa prosseguir), e alguns fãs a acusaram de tentar se aproveitar. Mas tem quem diga também que é apenas um jeito dos fãs poderem comprar algo único pra chamar de seu e assim ser especial. O que acham?

Postar um comentário

0 Comentários