Criador do Xbox esculhambou a Activision após o anúncio de compra da Microsoft

É claro que o anúncio da Activision Blizzard causou uma alegria para boa parte dos gamers, seja os fãs da antiga Blizzard, que fez obras primas como Diablo 2 e Starcraft, até os usuários do Game Pass, empolgados em ver a franquia Call of Duty e outras no serviço. Mas nem todo mundo ficou tão satisfeito assim, seja pelo medo do monopólio ou os donos da plataforma Playstation, temendo não ter mais jogos da empresa por lá. Mas indo além, figuras mais famosas, como Seamus Blackley, que mostrou total desprezo.

Sabem aquelas coisas que acontecem na vida, te irritam e você fica com isso marcado e de tempos em tempos acaba se lembrando do que passou e como foi irritante? Parece que Blackley passou por isso com a Activision. Como mostrado no documentário Power On, a história do Xbox foi complicada e árdua, exigindo muito esforço, e Blackley correu muito atrás, se esforçou e teve que encarar uma grande falta de respeito e desdém de muitas empresas gigantes. E entre elas estava a Activision, que com o anúncio de sua venda para a Microsoft, ele comentou:
 
"Estou enojado que a recompensa por anos de práticas desprezíveis em desenvolvedores pareça ser um enorme bônus econômico para seus autores. Minha esperança é que a aquisição cause uma mudança na cultura da Activision e possa catalisar alguma responsabilidade para aqueles que até agora estão impunes."
 
"Acredito fortemente em Phil Spencer como um líder e como um executivo. Acho que esta é uma jogada muito perspicaz e pode ser uma grande vitória para o Xbox. Há desafios assustadores em todas as grandes aquisições. Vejo a questão da cultura dos estúdios como principal, antes de mais nada."
 
"É terrivelmente, incrivelmente, assustadoramente estranho ver o pequeno Xbox devorar a Activision. Na Activision, alguns ainda se lembrarão de um jovem Seamus Blackley aparecendo em 2000 e dizendo coisas sobre um novo console de jogos que seria lançado pela Microsoft, apenas para ser basicamente ridicularizado por eles. As vezes essas memórias do passado voltam pra mim."

Vixe, fico pensando em como foi a atitude da Activision na época, lembrando que ela aparecia muito mais. Quem não lembra daquela logo do Playstation 1 com uma parede sendo estourada e formando o nome da empresa? Confira também como a Activision tentou comprar a Kotaku e PC Gamer pra mudar a opinião pública sobre ela.

Postar um comentário

0 Comentários