A briga em Diablo 2 que fez um amigo de décadas matar o outro

A mídia adora tacar a culpa nos video games por coisa completamente nada a ver. Um exemplo é a forma tendenciosa como Fallout 4 foi acusado de causar tiroteio em escola, e se emissoras de TV já vão à loucura com qualquer coisa mínima em que o acusado de um crime teve contato com video games, imagina quando a história realmente tem? O caso que vou contar agora aconteceu em 15 de dezembro de 2021 em  Clark County, Washington.
 
Os gamers Joshua G. Spellman (36 anos de idade) e Andrew W. Dickson (34 anos de idade) já se conheciam há mais de 26 anos e a amizade tinha se desenvolvido tanto que ambos moravam no mesmo terreno, em casas separadas. Nesse tempo, costumavam jogar online. Cada um com o seu PC, se conectavam à rede e falavam por headphones. Entre os jogos, estava Diablo 2.

Eles então criaram uma partida para jogar online com outros amigos, e Andrew pediu para que colocassem senha na partida e assim poderiam ter algo mais privado. No entanto, esqueceram de colocar a senha e um estranho entrou na partida. Enquanto matavam criaturas, um item extremamente valioso acabou caindo de um dos inimigos, mas nenhum dos amigos conseguiu pegar, apenas ver rapidamente, antes que o estranho pegasse.

Como Andrew tinha pedido para colocar senha, ele ficou extremamente nervoso disso ter acontecido. E começou a dar um chilique tão fervoroso e constante, que durou entre 3 e 5 minutos. Isso fez com que Joshua se irritasse e falasse que era para o amigo se acalmar ou então iria acabar tomando um tiro. Não se sabe exatamente como a briga continuou, mas Joshua tinha uma arminha do lado do PC, ele pegou e foi pro terreno e deu um tiro pra cima.
Andrew, que já estava irritadíssimo com o item que foi roubado, ficou ainda mais frustrado com a ameaça de tiro e também saiu furioso. Ao ver o amigo armado, foi irado em direção a ele questionando sobre a ameaça que tinha recebido. Provavelmente ele não tinha ideia de que Joshua iria realmente apontar a arma pra ele e dar um tiro.

O tiro o acertou bem no peito, mas ele foi socorrido e levado ao hospital. Lá passou por uma cirurgia, no entanto isso não foi o suficiente para conseguir parar o dano feito e assim ele não resistiu e morreu. Joshua naturalmente foi preso pelo o que fez e foi assim que a polícia descobriu tudo. Também ficaram curiosos pra saber o motivo dele ter uma arma e sua resposta foi:
 

"Por que não? Isso é a América!"

O juiz que ficou responsável pelo caso colocou uma fiança em 750 mil dólares. Mas segundo o jornal "The Columbian", o procurador adjunto queria algo muito mais robusto e tinha pedido que o acusado pagasse 2 milhões de dólares, afirmando: “um incidente aparentemente menor resultou em alguém sendo baleado e morto.”. Não é a primeira vez que uma briga fútil relacionada a nerdice acaba em tragédia, é só ver o fanboy da Nvidia que matou o amigo com 11 facadas.

Postar um comentário

0 Comentários