Geforce Now é liberado para todos no Brasil com teste grátis!


Geforce Now é um sistema de jogos via streaming que ficou extremamente popular por sua qualidade, conseguindo rodar jogos pesadíssimo direto da internet e acessando sua biblioteca Steam ou Epic, sem a necessidade de comprar de novo o jogo no serviço e acessando de qualquer PC velho ou até mesmo celular. E sua chegada ao Brasil foi um estouro, pois mesmo antes de chegar ao país, a coisa já se destacava, afinal pessoas usavam VPN pra acessar e rodava bem.

Pra quem está completamente por fora, esse é um serviço de streaming de jogos. Com ele você não roda o jogo no seu PC, ele é rodado nos servidores do serviço e transmitido. A maior surpresa é em como funciona bem, rodando desde jogos quietinhos que não exige  tanta movimentação como um point and click, até um fps online, com explosões e as coisas acontecendo loucamente.
 
Então você só precisa de um PC ou celular e então ao se conectar ao serviço, ele lê sua biblioteca da Steam e Epic. Não dá acesso à biblioteca inteira, mas os jogos mais jogados estão lá. O resultado é que você pode fazer coisas como comprar um bom controle de celular, encaixar nele e ir pra sua cama jogar The Witcher 3.

O meu primeiro contato com o serviço, foi indireto, pois enquanto fazia lives, um dos meus amigos usava VPN pra acessar o serviço e jogava comigo. Era de tudo, jogamos desde Conan Exiles Isle of Siptah até Deep Rock Galactic. Eu ficava maravilhado em como ele só pegava os jogos e iniciava sem instalar nem nada e jogava tranquilo com a gente.

Quando chegou ao Brasil, claro que eu tive que testar. Vi que tinham três planos, o gratuito que você joga meia hora e o jogo fecha na tua cara e obviamente como sou mão de vaca, foi o que eu peguei. E tinha a opção de mensalidade de R$44,99 por mês, que ficava R$40,50 se você optasse pagar 6 meses de uma vez. Não preciso nem dizer os problemas do servidor no primeiro dia, um inferno e nem consegui entrar, aparecia que só quem pagasse tinha prioridade e tava lotado.

O resultado é que ABYA, representante da Nvidia no Brasil que ficou responsável pelo serviço, fechou as temporariamente novas assinaturas pra dar qualidade de quem tinha assinado. E no outro dia, durante a minha live matinal, fui testar e deu, mas tinha uma fila de umas 500 pessoas. Esperei uns 40 minutos e entrou. Resolvi testar Warhammer Vermintide 2, que eu sabia que ia exigir muitos dados, pois é cheio de explosões e uma quantidade monstruosa de personagens na tela.

Não rodou nos gráficos máximos, mas notavelmente rodava bem melhor que no meu PC, uma taxa de fps muito mais alta. E o mais fantástico é jogar um jogo online, fazer live (que consome uma quantidade absurda de recursos de internet e do PC) e ao mesmo tempo ter uma experiência boa. Senti um pequeno delayzinho no mouse, mas no mesmo nível do que eu sentia ao rodar no meu PC com uma qualidade inferior. Então completamente jogável!

Esse é o tipo de serviço com potencial para mudar o mundo dos jogos. Afinal de contas se tem um garoto que a mãe nunca vai dar um PC pra ele, a ideia de pelo menos poder jogar meia hora ali em algo de graça e usar os jogos grátis que a Epic dá toda semana é algo que já trás um entretenimento que ele simplesmente não teria antes.

E quanto ao povo que quer pagar, se você for calcular quanto você pagaria em uma mensalidade durante cinco anos, ainda assim não conseguiria pagar um PC tunado o suficiente  para sobreviver esse tempo. E assim pra quem não quer se preocupar ou não tem como pagar de uma vez um console ou computador, acaba sendo algo super atraente.

Enfim, tá aí um serviço que fiquei muito feliz quando vi a notícia da chegada em nosso país e que acho que todo mundo deveria dar uma conferidinha, pois com certeza enquanto pode ser um mero quebra-galho para alguns, tem potencial para ser a salvação completa para outros.

Postar um comentário

0 Comentários