Flycast | Um emulador que leva o Dreamcast a outro nível

Eu já tinha falado aqui sobre o quanto o Dreamcast foi um console surreal, e definitivamente temos que agradecer muito, pois se hoje em dia temos consoles com tecnologias interessantes, aquele video game da SEGA foi quase um mártir, arriscando tudo em um mundo que não estava pronto para receber algo tão cabuloso. E Flycast é um emulador surpreendente que aperfeiçoa ainda mais a coisa.

Por muitos anos, o Dreamcast foi um daqueles consoles com imensos problemas em ser emulados. Os anos passavam e emuladores de consoles bem mais atuais surgiam, se aperfeiçoavam, enquanto isso ele tava lá paradinho no tempo com sua listinha de jogos exclusivos, como é o caso do atmosférico Sword of the Berserk, que leva muitos fãs à loucura.
E  o Flycast é realmente um emulador que acabou naturalmente se destacando, do Reicast, que usa o melhor do emulador e teve diversas melhorias com seu código aberto. O resultado foi um daqueles emuladores elegantes, fáceis de se usar e disponível para várias plataformas, sendo Android, Linux, Mac OSX e PC!

Ficou um daqueles emuladores de configuração rápida e interface simples. Mas o melhor mesmo são suas características como suporte a Vulkan, possibilidade de ativar widescreen e várias outras pequenas opções que fazem a diferença, mas entre elas o que realmente me deixou encantado foi a facilidade do suporte a mods presente.

Com a ajuda de tecnologias como o ESRGAN, ficou possível aperfeiçoar as texturas de jogos antigos para outro nível e transformar diversos jogos em verdadeiros remasters de alta qualidade. Seria exagero dizer que se tornam algo equivalente a remakes, mas realmente é algo que consegue superar muitos remasters oficiais que vemos por aí.

E o melhor de tudo é que como se trata de um emulador de código aberto, as atualizações não param, e assim você fica alguns dias sem abrir e quando vai ver, recebeu uma penca de aperfeiçoamentos. E com a correria dos tempos modernos, todo mundo sabe o quanto é fácil esquecer de ver algo, portanto pode ser uma surpresa a evolução entre um uso e outro. Quem se interessar pode baixar aqui.

Postar um comentário

0 Comentários