Wartile | Maravilhoso jogo de tabuleiro virtual com temática viking

É difícil não ficar encantado pela mitologia nórdica, e também é muito fácil ficar maravilhado pelas mecânicas do universo dos jogos de tabuleiro. Então a mistura dessas duas coisas acaba naturalmente gerando algo bem atraente e Wartile é uma dessas obras, que acaba encantando ainda mais com o visual tão elegante.

A história apresenta um grupo de vikings que tem que sobreviver a uma praga que atingiu sua vila. Você assume o controle de guerreiros e parte em viagens pelo mundo para tentar identificar a fonte desse grande mal. E para isso acabará passando por uma jornada cercada por feitiçaria e mistérios em lugares fantásticos.

Diferente do que se é de esperar de um jogo de tabuleiro tradicional, o que temos aqui não é algo semelhante às opções que vemos em Tabletop Simulator, com a adaptação de algo físico para virtual que usa as mecânicas exatamente do mesmo jeito. Isso porque não se trata de um jogo de estratégia em turnos puramente dito, mas algo que fica em um meio termo.

As fases são no formato de um jogo de tabuleiro muito bem elaborado, um cenário com relevo, não um ambiente chapado e os personagens são todos miniaturas que você precisa mover as peças. No entanto, existe uma contagem regressiva após cada movimento e só então é possível mover, o mesmo acontece com os inimigos. Ou seja, você não pode ficar parado pensando se tiver entrado em combate.

Ao se aproximar de um grupo de inimigos, existe uma marcação no chão, se você colocar a peça de um guerreiro ali, o combate se inicia e todas as peças dentro daquela área vão começa a se movimentar, usar habilidades e atacar. Para quem gosta de pensar um pouco mais é possível apertar a barra de espaço e ativar o modo câmera lenta, que dá um bom tempo extra.

Nos cenários há várias regrinhas e mecanismos, além de objetivos adicionais e até coisas secretas, por exemplo existem tesouros para serem coletados, passagens ocultas, armadilhas, elevadores. Com os detalhes presentes é possível montar estratégias, por exemplo ficar em um ambiente mais alto te dá vantagens na defesa, ficar atrás de inimigos te dá vantagens no ataque, e o mesmo vale para os inimigos.

Ao entrar em um cenário existe o objetivo principal, que você pode fazer e se mandar, mas existem também objetivos secundários que vão te dar tesouros, dinheiro e experiência extras. Se você sair antes de cumprir os objetivos, tem o que coletou garantido, mas se for atrás pode pegar bem mais, porém também pode morrer e perder tudo.

Cada fase tem um número máximo de miniaturas que você pode colocar, sendo que elas tem habilidades próprias. Atirar de uma distância maior, dar mais dano... Há atributos, habilidades e equipamentos próprios, sendo assim determinados personagens podem estar muito mais preparados do que outros em certas missões.

Esse é aquele tipo de jogo que não é linear, então as missões vão sendo destravadas, mas você pode repeti-las, seja para cumprir objetivos que não conseguiu, seja para ganhar mais recompensas. Com o dinheiro é possível comprar cartas de habilidades e miniaturas novas. Além disso os equipamentos conseguidos em baús ou de inimigos podem ser equipados depois e dão vantagens variadas.

Enfim, joguinho maravilhoso! Difícil pra caramba, mas daqueles que te deixam viciado, querendo voltar a fazer missões pra ficar mais tunado e ter maiores chances. E se você é fã de jogos vikings diferenciados, tipo Northgard ou Hellblade, tá aí mais um com uma jogabilidade bem própria. Recomendo sempre dar uma olhadinha no preço dele na Greenman Gaming antes de comprar na loja direta, algumas vezes os preços deles estão bem abaixo do normal, e sempre lembre de olhar os cupons de desconto que eles espalham pelo site, que deixa a coisa mais barata ainda, dê uma conferida aqui.

Postar um comentário

0 Comentários