Eli | Horror distorcido que você pode amar ou odiar

Tá aí um filme que saiu na Netflix e chamei bem por acaso um amigo pra assistir e acabou se mostrando uma obra com alguns toques promissores. É aquele tipo de filme que é bem fácil odiar exatamente por apresentar elementos distorcidos que não são o que parecem e podem ser um verdadeiro incômodo para quem esperava algo diferente, porém para os fãs  de obras variadas de terror certamente podem se agradar bastante.


A história é sobre um menino chamado Eli que tem uma doença rara em que sua pele degenera quando ele entra em contato com o ar livre. Isso faz com que ele tenha que usar uma roupa esterilizada. No entanto uma esperança surge quando seus pais conseguem pagar o tratamento experimental que logo se mostra bizarro com efeitos colaterais que fazem o menino ver o que parecem ser fantasmas.

Como podem ver, a proposta inicial já é meio esquisitinha, misturando algo científico com algo aparentemente sobrenatural. Normalmente filmes escolhem um ou outro, por exemplo já vimos muito do clima infernal de obras como A Freira, mas também já vimos bastante coisa biológica e mais científica como Um Lugar Silencioso. Mas vez ou outra surge algum filme mais bizarro com mistureba como o caso de Phenomena, e Eli está bem nesse tipo.

É um filme com orçamento modesto, custando apenas 11 milhões de dólares, então não é de se esperar grande coisa. Porém devido à localização limitada, se passando apenas no laboratório, exceto pelas cenas iniciais da viagem da família, esse orçamento acaba sendo o suficiente para fazer uma obra decente.

Porém esse é um filme que eu considero algo padrão com algumas pequenas gotas de algo promissor. Ou seja, por um lado não é um filme de baixo orçamento todo zoado como a maioria dos filmes de terror, mas por outro não consegue ser uma pequena pérola por usar muito dos filmes padrões e acabar sendo mais um "feio bem temperado".

Por exemplo, o filme tem muita cena de perseguição. Na verdade praticamente a história toda é Eli correndo de algum espírito macabro, apenas havendo algumas pequenas pausas para mostra ele falando com os pais e logo mostrar a noite seguinte com mais um querendo sacanear ele. Achei isso bem cansativo, pois acaba não desenvolvendo muita história.

Por outro lado achei curiosos os elementos da trama que revelam os mistérios do lugar. Gostei do fato de ser algo ousado, achei uma pena que eu desvendei o segredo já em uma das primeiras cenas, mas o meu amigo só descobriu quando ele realmente foi revelado. Mas levando em consideração a ousadia que é a reviravolta, acho que é o tipo de coisa que divide públicos. Ou você fala "MEU! EU NUNCA IA IMAGINAR!" ou você fala "MEU! KID'S GRAÇA!".

Enfim, de qualquer forma acho que é um filme bem bacana para assistir com os amigos, talvez te agrade tanto quanto A Chave Mestra ou no mínimo você vai achar que é um filme de terror padrão que consegue servir como passatempo sem muito compromisso. Então recomendo sim, vai na fé que você terá uma surpresa de um jeito ou de outro kkkkkk.

Comentários