Alan Wake: The Signal - O prazer de jogar mais *-*

Após a frustração que passei jogando o Alan Wake para xbox 360, finalmente pude jogar em minha plataforma predileta o primeiro capítulo extra do jogo, The Signal. E agora vou falar o que achei. =)

História

Alan se vê em meio à cidade de Bright Falls, no entanto há algo estranho, ele não sabe como foi parar ali embora tenha a constante sensação de dejavu e por algum motivo as pessoas do lugar não parecem muito reais assim como vários lugares por algum motivo são envoltos em uma estranha sombra.

Sobre o jogo

Acho que todo mundo que começa a jogar se sente tão perdido quanto o Alan, principalmente se jogou os capítulos anteriores antes(embora eu não ache necessário já que parece que se encaixam de qualquer forma).Você de repente aparece em um lugar que você já lembra de ter visto, por alguns segundos eu pensei que estava repetindo uma parte de Alan Wake e foi então que notei como tudo estava estranho, as pessoas transparentes e lá fora você pode ver uma sombra esquisita. Então deixei rolar e comecei e me envolver com a história hehehe.

Em geral a jogabilidade se mantém quase a mesma que a já apresentada, mas existem algumas modificações que deixam "The Signal" com um climinha próprio. O jogo parece muito mais psicológico que antes, dessa vez você tem um narrador que é o próprio Alan, aparecendo de tempos em tempos em alguma televisão que se liga, mas ele fala de uma forma muito insana e dramática as cenas, sendo que em alguns momentos podem te fazer gelar porque ele fala coisas do tipo "E então Alan caiu na armadilha, não havia para onde fugir... Estava cercado de inimigos por todos os lados". Isso ficou muito fantástico!

Agora também é possível achar palavras soltas envoltas em sombras no ar que você pode queimar e fazer aparecer algo. Por exemplo se em uma parede você vê a palavra "Caixa vermelha" você pode queimar ela e assim aparecerá uma caixa vermelha com itens. Mas nem sempre são palavras com vantagens, tem um momento que você sai correndo no meio de várias palavras sendo perseguido por pássaros, mas você acaba se desesperando porque as palavras são coisas como "inimigos" e também "boom" que se queimado solta um raio forte que queima todas as palavras próximas, ou seja se qualquer luz batesse nessas palavras, inimigos iriam aparecer.

Outra coisa super interessante no jogo é que você tem um sinal de GPS que deve seguir e existe a voz de um outro Alan sem ser o narrador que fala com você, diz pra você seguir o sinal pra poder continuar se comunicando com ele e assim você tem que ficar sempre observando onde o sinal está e tentando se aproximar o máximo pra entender o que a voz quer te dizer exatamente e o significado de tudo isso.

Enfim

Eu gostei muito de The Signal, não me causou a sensação de viajar que tive anteriormente em Alan Wake, mas causou um climinha próprio de conto de terror noturno! Para quem jogou os episódios anteriores não pode deixar esse de lado. *-*

Postar um comentário

0 Comentários