Video Games podem ser considerados arte?

Antes de tudo eu quero dizer que essa matéria é para pessoas que admiram jogos de uma forma muito mais profunda do que simplesmente gráficos legais e tiroteio, pessoas que conseguem ver outros detalhes que vão além disso.
No século 18 definiram o que é arte em dois tipos, as belas artes e as belas letras. As belas artes eram compostas pela pintura, gravura, música, escultura, arquitetura e coreografia. As belas letras eram compostas pela poesia, eloqüência e gramática. No total eram nove tipos de artes, mas como falei, eram divididas em dois grupos e o grupo das belas artes era mais popular, talvez pela maior quantidade, não sei, o que definia elas era o fato de serem formas de artes expressadas puramente pela beleza. No fim do século 18 chegou o cinema e logo ficou conhecido pelo termo "A sétima arte" já que era colocado no grupo das Belas Artes.
Hoje em dia eu vejo muita gente falando que video game é arte, sempre em um ou outro fórum vejo um falando, mas parece sempre algo tão vazio, parece puramente que a pessoa resolveu falar da boca pra fora pra causar impacto, não parou para pensar naquilo. Afinal a afirmação pode causar reações como vir algum admirador das belas artes dizer "Como? Video game, um brinquedo de criança colocado como arte??? Ridículo!" o que não seria surpresa afinal video games nasceram mesmo no mercado como algo para crianças e muita gente manteve essa mente quanto a jogos. Daí chega uns pirralhos hoje em dia "Video game é arte" e você pergunta o motivo, o cara nem sabe o que é arte, e fala "Oé olha os gráficos meu! Os gráficos!". Então acaba parecendo que nem os admiradores da arte e nem os próprios gamers levam isso a muito sério.
Dizem que a fotografia é a oitava arte e a história em quadrinho a nona arte, e eu acho realmente que video game pode ser considerado como a décima arte. Embora as palavras vazias de muitas pessoas sobre isso ser arte estejam em toda parte, é inegável que passamos da fase em que videogame era um brinquedinho e já estamos além.
Acho que como o termo cinéfilo tem um peso, o termo gamer poderia ter também o seu peso, por mais bobo que possa parecer, apesar de que gamer é um termo muito amplo. Porque assim, arte em geral pode ser aproveitada, existem aqueles que simplesmente curtem o momento, acham legal e aqueles que sentem intensamente a profundidade daquilo. Existem por exemplo quadros que são super estilosos e pessoas em geral falam "Que massa, isso foi pintado a mão? Muito bonito mesmo!" e existem aqueles quadros que são verdadeiros borrões e todo mundo olha e fala "Mas que porra é essa?" já tem aqueles que olham e falam "Explêndido! Olha os detalhes disso! Olha a perfeição!" e outras pessoas simplesmente não conseguem entender como aquele bagulho é considerado melhor que o primeiro quadro com uma imagem estilosa. O mesmo com música e outros tipos de arte pode ser visto, existem as músicas para o povão e as músicas para um publico que consegue compreender. Desses artistas que fazem obras primas não se vê todo dia surgir uma nova, eles demoram muito tempo para lançar algo novo e quando lançam, para os admiradores profundos de belas artes, é algo espetacular, já os outros tipos vêem o tempo todo.
Eu vejo a mesma coisa em video games, hoje em dia o principal elemento observado é o visual, as pessoas só ligam para o gráfico, isso é o que realmente chama atenção do povão, ter um gráfico bonito. Mas existem jogos que tem uma complexidade tão grande, uma história profunda, muitas vezes chama atenção com gráficos espetaculares também, mas às vezes os gráficos simplesmente não são bonitos, mas as idéias novas são tão espetaculares e a história é tão profunda que acaba sendo realmente para qualquer um, e eu não falo apenas dos espetaculares jogos com história, mas sim de jogos que você nota que foi feito com amor, que foi feito para ser perfeito, que mesmo que os gráficos não sejam os mais lindos feitos, você veja que aquela é uma obra profunda. Por exemplo hoje existem jogos que são lançados todo ano ou quase, simplesmente todo ano vemos um novo, é um atrás do outro e não pára nunca, são jogos feitos realmente pra vender, porque sabem que vai gerar grana então vão ser lançados, e na maioria das vezes você joga e esquece, é legal enquanto dura mas passa. Já existem aqueles jogos que demoram anos e a empresa fala muito pouco, mas você sabe que quando sair, será O JOGO, e quando sai, realmente é  O JOGO, os caras fazem algo para marcar, para ficar pra sempre, algo que você pensa "Caracas meu... Isso me levou pra outro universo realmente..." existem jogos que envelhecem e só viram mais entulho virtual, ninguém lembra dele, não marcou em nada, e tem aqueles que os gráficos já podem ser considerados horríveis mas mesmo assim o jogo continua chamando atenção de tão bem trabalhado que foi.
Então existe também essa divisão no mundo dos jogos, nem sempre um jogo absurdamente bem feito é admirado, muitas vezes as pessoas falam "Credo que lixo, é muito ruim aquele jogo" existem aquelas pessoas que quando mais jovens acham um jogo um saco e então crescem seus gostos vão ficando mais sofisticados e passam a ver aquele jogo que consideravam horrível, como algo espetacular e ficam surpresos de antes não ter conseguido enxergar aquilo. Eu falo isso por experiência própria e por alguns amigos que vejo que o gosto mudou, por exemplo aos 13 anos de idade eu JAMAIS conseguiria jogar Final Fantasy I, que quando decidi finalmente jogar eu fiquei realmente impressionado em como me senti realmente em um mundo medieval, já Fighting Force (Olha o nome da desgraaaaça) eu jogava pra cacete! Zerava direto com um amigo meu, e o jogo era só andar pra frente e meter porrada, inclusive mais pra frente virou motivo de chacota minha com alguns amigos, qualquer jogo que fosse complexo demais, ou até mesmo jogos que fossem legais só que o amigo não tivesse gostado, falávamos a clássica piadinha "É... Você parece não estar preparado para algo complexo assim... Olha, vamos fazer o seguinte, eu vou te recomendar um jogo, o nome é Fighting Force, é só segurar o botão de ir pra frente e apertar quadrado o jogo inteiro que você zera, acho que é algo mais aconselhável pro seu nível." uahahaahha nós zuamos muito com essa sempre.
Então é isso pessoal, acho que video game hoje em dia é algo profundo, existe os jogos para o povão, os para os pequenos grupos, e os que conseguem a façanha de atingir os dois grupos. Não que tenha algum problema em gostar de jogos do povão, afinal o objetivo principal de jogar video game é se divertir e a pessoa joga o que ela bem entender, o que mais satisfazer ela, mas no caso a matéria é sobre o motivo de video games poderem ser considerados a décima arte, que eles são sim uma forma de beleza que conseguem se transmitida de forma a fazer quem está jogando realmente sentir a profundidade daquilo. Mas os jogos para o grande grupo são realmente necessários, afinal não é sempre que se está com cabeça para se admirar algo profundo, às vezes se quer apenas jogar um jogo pra passar o momento, mas espero ainda poder ver a palavra GAMER ter tanto peso quando CINÉFILO.
Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Postar um comentário

13 Comentários

  1. Pois é,infelizmente ainda existem pessoas que veem games como perda de tempo,eu tenho um ódio desgraçado com essas pessoas,existem jogos que tem gráficos incríveis e que são divertidos mas que não tem "personalidade" como o Call of Duty Black Ops,outros que tem musica ruim, gráficos ruins mas que são incríveis como o Minecraft por exemplo,ah e Sky,eu tenho o Fighting Force II aqui,tem realmente uma diferença entre jogar algo profundo e algo divertido,é divertido sair por ai enfiando porra em todo mundo e dando tiro(tinha até katanas naquele jogo)mas era divertido fazer combos e tal,e tem jogos mais profundos como o (eu sempre cito esse)Final Fantasy VII,em que haviam histórias profundas e personagens carismáticos também,existem jogos para ambos os nichos como você mesmo disse.

    ResponderExcluir
  2. se o jogos tem historias melhores do que os livros, videos melhores do que os filme, desenhos melhores que o quadrinhos, como pode não ser considerado uma arte?

    ResponderExcluir
  3. wow, um jogo q me impressiona ateh hoje eh o fahrenheit (nome escroto :D) alias, parece ateh um poco a história do Eu Sou Deus, no começo do filme o kra ta num banheiro, ai ele moh fika possuido du nadaaaa e matauma pessoa O.O, ai ele acorda, entao vc tem q esconder o corpo, a faca, limpar o sangue e talz e dpois vc vai vendo uns monstros, mas isso soh la pro meio... mas tem um probleminhaa, vc nao controla apenas esse cara, vc controla mais outros 2 parceiros policiais (um homem e uma mulher) q querem prender ele Ò.Ó e no final as histórias se cruzam, mas como eu nao entendia mto ingles nao deu para apreciar a complexidade da história, vou ateh jgar de novo soh pra sentir nostalgia *--* outro jogo dessa nova geração (q foi feito pela mesma empresa q o fahrenheit) eh Heavy Rain, tenta olhar esses dois jogos sky, acho q vc ja viu heavy Rain por q vc citou ele aki uma vez >.< (ah, ambos dos jogos tem como fazer finais alternativos)

    ResponderExcluir
  4. Ja zerei Jean, é bem legal mesmo hehe

    ResponderExcluir
  5. Realmente, não consigo pensar em Shadow of the Colossus ou Assassins Creed como sendo outra coisa senão obras de arte.

    ResponderExcluir
  6. Que coincidência, ontem de noite eu tava pensando mais ou menos nisso.
    E por falar em video-games e arte: levanta a mão quem não aguenta mais esperar o Half Life 2 Episode 3!!! o/
    Eu ainda lembro que a primeira vez que eu joguei Half Life 2 (eu joguei ele antes do primeiro) eu fiquei impressionado com os gráficos e a história e ainda hoje eu pesquiso sobre e percebo que ainda não vi tudo.

    ResponderExcluir
  7. jogos sao obras de arte sim, e só vc ver assassin creed, shadow of the colossus,dissidia final fantasy(só joguei esse), muitas pessoas quando pensao em arte pensam em van gogh, da vincin na minha cabeça sempre vem o nome Tetsuya Nomura (se vc n conhece pesquise, AGORA)

    ResponderExcluir
  8. Quem ja jogou Chrono Cross e Chrono Trigger sabe q jogo é uma arte...ÉPICO...sem mais...

    PS:quando eu era criaça, fighting force era o bixo xD, tbm tinha um outro game bem parecido com ele, q eu zerei varias vezes com o meu irmão!!!

    ResponderExcluir
  9. Aaaah... Spore. Para os que olham de primeira, não vêem nada além de um joguinho de criança com gráficos ruins. Mas para os que vão além, vêem que Spore é mais do que um jogo, é a história da vida. Eu AMO jogos que fazem os jogadores pensarem em teorias para solucionar mistérios encontrados no jogo, e Spore tem isso. Mas eu também AMO jogos que fazem os jogadores pensar e refletir sobre algo. Spore tinha isso.

    Mas também gosto demais dos jogos que fazem você se sentir realmente o protagonista, e Spore tinha muito disso também. Pena que agora ele foi abandonado... O simulador de evolução mais perfeito até agora, na minha opinião. Começa com você em um meteoro que cai nos mares de um planeta aparentemente deserto, você sai dele (jogando como uma célula) e a partir daí evolui seu animal, depois vai pra terra, e ganha inteligência mais a frente, formando uma tribo, logo após conquista seu planeta com sua nação e constrói uma nave, vai para o IMENSO espaço (realmente é grande) e descobre novos mundos... Spore, a arte de viver...

    ResponderExcluir
  10. Pra mim video-game é arte sim. Na verdade existem alguns problemas técnicos que prefiro não citar, que impedem que seja classificado como arte, dentro do conceito clássico. Mas ainda assim alguns jogos superam essas questões e se tornam arte. Eu diria que nem todos os jogos são arte, mas afirmo com certeza absoluta que alguns o são.

    ResponderExcluir
  11. Half fife episode 3 que não sai, disseram que o jogo vai assustar todo mundo O_O'' aquelas imagens postadas pela valve da vontade de imprimir e fazer um quadro

    ResponderExcluir
  12. Eu acho sinceramente que videogame é SIM a décima arte. Tem muito jogo bom, com histórias fodas, musicas fodas, mas pena que atualmente eles estao meio q em extinço '-'

    ResponderExcluir