Galera! A Amazon tem uma página focada em promoções atualizadas diariamente! Vão desde celulares, videogames, notebooks e até pequenos itens baratinhos como pingentes para presente! E tem frete grátis ao comprar R$129 em itens com selo prime! Veja no link de afiliado Amazon!

Celeste 64 é um jogo grátis no universo do indie que concorreu a Goty contra God of War

God of War de 2018 foi um jogo aclamado, que venceu o GOTY e gerou coisas inusitadas, como God of War: Card Game. Mas se por um lado, vivemos em uma época de games Triplo A tunados, e temos máquinas super potentes, como o notebook gamer com resistência militar da Asus, muito desejado e que roda jogos com gráficos cabulosos, assim como o S23 Ultra da Samsung, um celular com IA que consegue deixar muitos PCs no chinelo, não significa que a simplicidade não possa gerar maravilhas. E, enquanto Red Dead Redemption 2 concorreu com GOW naquele ano, teve uma pequena pérola que desafiou o gigante. Celeste! E seus criadores lançaram de forma inusitada um jogo no mesmo universo, só que gratuito.
 
O adblock bloqueia links de afiliados da Amazon como esse aí, então se não estiver aparecendo, é só desativar o adblock.

Em 2015, rolou a "Pico-8 Jam", uma competição pra programadores testarem seus limites. E assim, a Maddy Makes Games, pequeno estúdio de duas pessoas, entrou. Em quatro dias apresentaram "Celeste Classic". Gostaram tanto do resultado, que decidiram expandir, e contrataram o estúdio brasileiro Miniboss pra criar um visual para uma versão atualizada e cuidar das relações-públicas. E assim criaram Celeste, que surpreendeu e concorreu a jogo do ano na The Game Awards de 2018. Perdeu, mas conseguiu dois prêmios "Jogo Mais Impactante" e "Melhor Jogo Indie".

E no começo de 2024, o estúdio decidiu fazer algo muito inusitado. Uma coisa com cara de demake, mas que no fim das contas acaba mais para sequência, já que é em 3D e o original é em 2D. Em uma semana eles fizeram "Celeste 64". Trata-se de um jogo de plataforma que homenageia o visual do Nintendo 64, porém no universo de Celeste. Confira o resultado:

Maravilhoso, né? É bacana demais quando empresas lançam obras gratuitas oficiais, tivemos inclusive coisas grandes, como Silent Hill: Short Message, que foi uma bela de uma surpresa. Mas normalmente esse tipo de coisa não é oficial, como Resident Evil 2 Source, remake completo que um fã fez dentro de Half-Life. Ou Elden Ring Demake de PS1, que apresenta o jogo da FromSoftware de um jeito bem peculiar. E se você se interessou, pode fazer o download aqui:

O Celeste original foi lançado para diversas plataformas, incluindo Nintendo Switch. Atualmente muitos games lançados para o console da Nintendo estão disponíveis no Brasil, caso tenha interesse, confira:

 
O adblock bloqueia links de afiliados da Amazon como esse aí, então se não estiver aparecendo, é só desativar o adblock.

Imagem da promoção Galera! O Nerd Maldito tem um link de afiliado na Amazon atualizado todo dia com listas temáticas de itens que vocês vão amar! Já viram hoje? Confira no link de afiliado Amazon!
 
Sobre Celeste

Celeste, lançado em janeiro de 2018, é um notável jogo indie de plataforma que ganhou destaque tanto por sua narrativa envolvente quanto por sua jogabilidade desafiadora. Desenvolvido pela Maddy Makes Games, que é, na realidade, um pseudônimo adotado por Maddy Makes, e a MiniBoss, um estúdio de desenvolvimento brasileiro composto por Pedro Medeiros e Amora Bettany, o jogo oferece uma experiência única e memorável.

O enredo do jogo segue Madeline, uma jovem determinada a escalar a montanha misteriosa chamada Celeste. A narrativa é habilmente entrelaçada com temas de autodescoberta e superação pessoal, proporcionando uma experiência emocionalmente envolvente para os jogadores. Cada capítulo da montanha Celeste apresenta desafios únicos e ambientes visualmente deslumbrantes, destacando-se pelo design criativo e pela progressão gradual de dificuldade.

Em termos técnicos, a MiniBoss desempenhou um papel crucial no desenvolvimento do jogo, contribuindo significativamente para o design de arte e animações. A estética pixelizada, os detalhes minuciosos dos cenários e os sprites expressivos dos personagens são resultado do talento artístico da MiniBoss. Essa colaboração entre Maddy Makes Games e MiniBoss não apenas enriqueceu visualmente Celeste, mas também influenciou positivamente a atmosfera única do jogo.

A trilha sonora envolvente, composta por Lena Raine, é outro aspecto técnico digno de destaque. A música se adapta dinamicamente à progressão do jogador, contribuindo para a imersão e intensidade emocional do jogo. Essa combinação de elementos técnicos, como design de arte, animação e trilha sonora, cria uma experiência coesa e impactante.

No aspecto de jogabilidade, Celeste baseia-se na habilidade do jogador em saltar e escalar paredes. A introdução de elementos como ventos fortes e plataformas móveis mantém a jogabilidade fresca e desafiadora. Além disso, o jogo implementa um sistema de checkpoint amigável, equilibrando a dificuldade para tornar a experiência acessível a uma variedade de jogadores.

O reconhecimento de Celeste vai além do sucesso comercial, conquistando prêmios e aclamação da crítica. O jogo recebeu o prêmio de Jogo do Ano no The Game Awards 2018, consolidando seu lugar como uma obra-prima indie. A comunidade de jogadores ao redor do mundo continua a celebrar Celeste, compartilhando experiências e estratégias em comunidades online, destacando seu impacto duradouro.

Em suma, Celeste representa a excelência do desenvolvimento independente, demonstrando como a colaboração entre estúdios talentosos, como Maddy Makes Games e MiniBoss, pode resultar em uma experiência de jogo notável. Desde a narrativa emocional até os detalhes técnicos impressionantes, Celeste é uma celebração da criatividade no universo dos videogames.

Postar um comentário

0 Comentários