Phenomena | Horror artístico extremamente influente para Clock Tower

Quando fiz a matéria sobre Chamas da Morte, falei sobre a influência do filme em Clock Tower, no entanto nos comentários falaram que Phenomena era muito mais influente. Fiz uma pesquisa rápida no google e vi imagens que realmente pareciam muito mais, e ao ver que era do Dario Argento, me empolguei muito mais pra dar uma conferida, afinal é um diretor que eu tava pra assistir algo há séculos, mas nunca ia atrás e essa parecia uma ótima oportunidade de ver esse mestre do horror em ação.



A história é sobre Jennifer Corvino, uma garota americana que é enviada para estudar em um colégio interno só para garotas na Suíça. No entanto a presença de um psicopata no lugar, junto ao sonambulismo da garota e estranhos fenômenos ligados a insetos que a rodeiam, acabam tornando a vida no lugar um inferno.

Esse sem sombra de dúvidas é um baita de um filme estranho. Até então eu não tinha tido contato com Dario Argento em suas obras clássicas, a não ser os episódios de Masters of Horror que ele dirigiu, mas que na época eu nem sabia que era ele, e assim não deu pra gerar exatamente uma "base" pra comparar (Apesar de ter lembranças peculiares de Jenifer, que inicialmente não gostei e anos depois comecei a perceber a genialidade da coisa). Sendo assim, acabo considerando esse o primeiro filme que realmente vi.

O filme é realmente muito estranho, e definitivamente pensei que seria um pouco mais apelativo. Sim, eu esperava algo artístico também, no entanto não tão artístico assim, afinal de contas se fui imaginando ser a influência de Clock Tower, acreditava que teria um toque um pouco mais clichê, porém a verdade é que acabei não vendo tanto de Clock Tower (Embora eu tenha ido atrás e que declaradamente foi uma influência). No quesito ação acho que Chamas da Morte ainda combina mais.

No entanto isso não quer dizer que o filme seja ruim, especialmente porque é considerado um clássico, e se for admirado da maneira certa, acho que pode se tornar inesquecível. A única coisa que com certeza achei horrível foi a trilha sonora, que curiosamente é do Iron Maiden,  banda que eu ouvia vez ou outra quando era mais novo, então até gosto, mas a sensação foi de comer feijoada com sorvete em cima. Então cenas com potencial para serem maravilhosas, acabavam virando só o bagaço com uma trilha completamente nada a ver.

A sensação é de ver um daqueles "Music Videos" que fãs criam de vez em quando, pegam cenas aleatórias de algum filme/anime/série e tacam um rock 'n roll radical nada sincronizado. Apesar de tudo, talvez essa esquisitice seja exatamente o que faça algumas pessoas gostarem, afinal com certeza é algo que foge do padrão. Não que eu ache que tenha que estar no padrão pra ser bom, mas isso também não significa que tudo que esteja no padrão seja obrigatoriamente ruim né? E umas cenas bonitas como as sequencias de sonhos me pareceu que merecia algo melhor trabalhado do que só tacar uma música do Iron jogada. Olha o começo do trailer, usam uma trilha sonora mais tranquila e fica magnífico.

Mas pra não ser tão cruel com a trilha sonora, assumo que  tiveram certas partes que achei boas até certo ponto, como a primeira cena que isso acontece e que aparece uma garota correndo no meio de um gramado. As batidas iniciais caíram muito bem, no entanto as cenas continuam e a música continua super dessincronizada com um vocal radical. Pareceu muito "Nooossa cara, olha que do mal! A mulher vai morrer e tá tocando um rock 'n roll!". Tem também uma música agitada que parece saída de Castlevania (Aparece no trailer), que acho que caiu muito bem até certo ponto.

Agora a direção geral achei super competente, cenas super bonitas, fotografia fantástica. Existe uma baita beleza geral na coisa. Tipo a primeira morte, em que aparece uma garota com a cabeça atravessando uma janela de vidro. Você consegue observar bem todos os cacos sendo despedaçado, há elegância na cena que é capturada de forma bem legal, especialmente pelo fato de ser um filme antigo, com tudo mais difícil de se fazer.

O ambiente suíço também é maravilhoso, é um local que não para de ventar. Em praticamente todas as cenas do lado de fora está uma ventania louca. Algo curioso é que esse é um filme da Itália, mas feito em inglês e depois dublado em italiano e gravado na Suíça, os atores variavam em suas nacionalidades e nem todos falavam inglês.

A mistura de elementos bem aleatórios dão um toque muito especial, gera uma estranheza que acho que agrada. Mas com certeza para alguns pode ser algo que acaba parecendo algo que junta muita coisa e no fim não ter pé nem cabeça.  Por exemplo a conexão da personagem com insetos, o sonambulismo, o assassino. Há vários detalhes que ganham uma certa atenção, mas que não existe um foco completo em nenhum.

Gostei de como o diretor ousou e colocou elementos estranhos como um macaco e as cenas com ele. Deve ter sido um inferno gravar, e definitivamente é o tipo de coisa que poderia ser descartada ou substituída. Mas foram ousados e decidiram pegar um macaco mesmo e gravar diversas cenas, o que deixou o filme mais robusto.

Essas várias pequenas coisinhas adicionadas são aquelas que acabam diferenciando mais um filme padrão, com soluções fáceis, e um que mesmo que você não seja do tipo que fique observando, acaba sendo marcado, porque é impossível não notar a diferença entre um filme que dedica cenas a uma garota mexendo com insetos e deixando eles andarem por seu braço, e um que é mais um grupo de jovens correndo pela floresta e morrendo um a um por um assassino cruel.

A forma que a trama é conduzida acaba sendo estranha, você entende bem o que está rolando. Mas parece que a coisa não anda como deveria. A sensação é mais para algo que está se acumulando de detalhes esquisito do que algo que está indo em uma direção. Tanto que a revelação do assassino (que eu nem sei se realmente é o foco do filme no fim das contas), não tem impacto algum, é mais pra "Tá, né?".

Enfim, é um filme curioso. Existe sim algo de especial nele, porém é meio seco também, então não acho que seja exatamente o tipo de obra que todo mundo vá gostar. É mais para aquele tipo de obra que admiradores da arte conseguem sentir algo profundo e intenso, enquanto alguém que vai assistir um filme de terror pra ver gritaria, pode acabar se cansando muito. Recomendo assistir, mas com cautela e no momento certo. O filme também pode ser encontrado pelo nome de Creepers.

Comentários