Mi Band 4 | Abrindo as portas do futuro com seu precinho e benefícios

Uma das coisas que popularizou a linha Mi Band, foi o preço. Simplesmente o custo/benefício foi bom demais. No entanto a Mi Band 4 levou a coisa para outro nível, pois embora muitos considerem idêntica à Mi Band 3, acho que depende de como a pessoa vai usar, pois é o tipo de acessório que realmente tem funções para múltiplos tipos de usuários. E no caso, acho que o pacote de funções dessa abriu as portas para um novo mundo.

Eu não tive uma Mi Band 2, a minha primeira foi a terceira, porém uma das maiores críticas que eu via era sobre ser igual. Mas realmente entendo, pois a maior mudança que vi foi o fato das mensagens aparecerem escritas direto na pulseira da 3, enquanto na 2 ela só sinalizava que tinha mensagem nova no celular. E pra falar a verdade, eu acho a Mi Band 2 até mais bonita, mais compacta, então se ela tivesse essa função, sairia até mais interessante pra mim.



A 4, por sua vez também sofreu essa crítica, mas nesse caso, acho que vai realmente depender do usuário. E sinceramente, acho que vai além, pois como disse, ela abriu as portas para um novo mundo. E nem falo apenas por ela, mas sim pelo fato de que adicionou dois recursos que acho que acabam sendo naturalmente inspiradores para outras empresas em somar algo barato com funções que realmente interessam.

Como disse na review da Mi Band 3, um dos infortúnios que acho mais irritantes em smartwatches e que acho que tira o sentido da coisa para muita gente, é a bateria. Quem é que vai querer ficar recarregando um relógio sem parar? Relógio é pra ficar no pulso, não pra você sair andando com carregador pra todo lado. E a Mi Band acaba sendo atraente por ter 20 dias de bateria e carregar em uma hora e meia.

Porém para conseguir isso, a Xiaomi sacrificou uma quantidade absurda de elementos de um smartwatch. Em um olhar guloso pode ser fácil pensar "Ah, agora não tem mais graça!", mas convenhamos né? Quais funções realmente alguém usaria em um smartwatch? Seria necessário isso tudo só pra torrar bateria? Faz muito mais sentido coisas que são de fato úteis pra vida da pessoa e não algo que ela nunca vai usar, mas tem ali só pra dizer que tem. Quem é que vai digitar mensagens em uma tela de celular e visitar sites, tendo um celular ali no bolso pronto pra fazer isso com mais conforto?

E exatamente por isso, olhei muito torto quando ouvi falar do papo de que ia ter tela colorida. Sempre achei uma frescura imensa. Tela colorida pra que? Pra gastar mais bateria e ficar mais caro? Só por uma corzinha? Eu pensei que a Xiaomi estava perdendo o foco da coisa, começando a adicionar itens desnecessários, ao invés de se concentrar em algo útil.

Então nem preciso dizer a surpresa quando descobri como era a tal da tela colorida né? Porque ao meu ver ia ser tudo igual, só que com umas cores mudadas. Porém não... A verdade é que o visual muda, e mais, não é apenas um monte de pixels coloridos, mas sim algo com uma resolução tão boa, que é capaz de formar imagens como fotos.

Ou seja, é possível por papéis de parede nela, mas a coisa vai além e é capaz de rodar animações. Então a tela pode ficar em movimento. O bagulho é um pequeno monitor no seu pulso! Eu fiquei impressionado pra caramba. Embora não seja tão fã de personalização da coisa, isso abre um mundo para quem gosta, permitindo deixar único o visual de sua pulseirinha. E o melhor, gastando a mesma quantidade de bateria!

Eu gosto mais do visual externo da Mi Band 4 do que da 3, pois é reto e não arredondado, no entanto a parte interna (a telinha), achei meio feio o fato de você poder ver o quadrado onde é a tela, diferente da 3, que quando está apagada, fica completamente escura. Nesse caso fica escura também, só que você vê o contorno.

Agora os dois elementos que acho que levam a coisa a outro nível é o assistente de voz, que apesar de ter sido lançado em chinês, ao invés do google assistente, faz outras empresas verem o quanto isso pode ser bom. O segundo elemento é o controle de música direto na pulseira, que é uma verdadeira delícia e pra quem corre é maravilhoso!

Mas é o que falei, varia de pessoa pra pessoa. Eu lembro que uns tempos atrás vi uma review de uma Mi Band que achei bem absurda. É de um canal famoso aí que tem um nerdzinho, e ele falou que não dormia com a Mi Band, o que dá pra entender, já que nem todo mundo consegue, mas isso elimina a análise de sono, e o relatório matinal do quanto você dormiu, que horas acordou, em que momentos teve sono profundo e etc. Mas aí veio a parte que achei absurda...

Ele disse que acha irritante a função de receber mensagem e que incomoda e não tem porque uma pessoa ficar recebendo mensagem enquanto é muito mais fácil pegar o celular. Só que essa é a função que mais me ajuda diariamente. Eu recebo mensagens e ao invés do meu celular apitando pra eu pegar e me frustrar vendo um SMS do telemarketing ou qualquer outra besteira, só dou uma espiada na Mi Band e já sei e pronto.

Daí meu pensamento foi "Oé... Esse cara não dorme com ela, não recebe mensagem nela, e não vai me dizer que esse nerdzim da tecnologia aí é fitness e malha o dia inteiro né? Então o que diabos esse maluco faz com uma Mi band?". Pode até ser que ele só estivesse fazendo review, mas no próprio vídeo ele diz que adora a mi band.

Sendo assim, acho que esse é um belo exemplo de como usuários podem ser diferentes, pois ao meu ver, a Mi Band ficaria bem menos útil sem essas funções. Mas aí eu penso, uma pessoa que malha,  pode pensar o mesmo de alguém como eu, que usa ela mais como espelho e ponto de avisos para não ser atrapalhado o tempo todo.

Porém essas duas funções são realmente mágicas! As pessoas passaram a usar assistentes de voz sem parar, mas até então era uma função limitada a smarwatches caros e que a bateria acabava na velocidade da luz. A Xiaomi introduziu essa possibilidade em algo barato e com uma bateria gigantesca, permitindo assim que as concorrentes vissem que também podem fazer.

Já a música é outra coisa. Eu não sou alguém que ouve tanta música assim, mas meu melhor amigo é apaixonado e ele vive pra música. Não sai de casa sem fone de ouvido, e vejo que muita gente é assim. Põe o pé pra fora e já pega o smartphone e taca uma playlist. Com essa função de controle direto no pulso para dar play, pausar, avançar ou voltar e aumentar e baixar volume, a coisa é maravilhosa!

Isso sem contar em como você pode brincar com a internet das coisas. Por exemplo, esses dias eu estava deitado na cama mexendo no celular, e bateu aquela vontade de ouvir uma música, ativei no spotify, e fiquei ouvindo. Daí pensei "Ei, eu to no meu quarto, não é porque estou com preguiça de me levantar pra ir por essa música no PC que eu não possa ouvir ela alto", e assim apertei o botão para espelhar ela no meu Google Home e a música ficou tocando alto no quarto. Daí resolvi testar a Mi Band 4, e foi lindo de ver, pausando, continuando, mudando de música usando o relógio, porém a coisa rolando no Google Home ao invés de no celular.

Fora isso, ela tem todas as funções da Mi Band 3 e algumas aprimoradas, por exemplo tem mais sensores atrás para contar os passos que a pessoa dá em um dia com maior precisão. Você tem uma tela de status para ver detalhado quantas calorias queimou e a distância andada. Os batimentos cardíacos também são mostrados em tempo real, sem precisar ativar. As mensagens não precisam ser apagadas, se você as lê, elas somem sozinhas, e também tem mais espaço, deixando-as mais bonitinhas, além do símbolo dos aplicativos aparecer já colorido, tipo Whatsapp verdinho.

E tem todo aquele kit de itens bacaninhas, localizador de celular para você descobrir onde ele está quando perder, alarme, previsão do tempo, cronômetro (inclusive com contagem regressiva),  e várias outras coisas. E dessa vez muito mais seguro, pois você pode por até senha, e se você tirar ela do braço, ativa automaticamente, não permitindo que ninguém leia.

Enfim, gostei demais. Pelas imagens eu pensei que era gigantesca, mas a verdade é que ela só é um pouquinho mais alta, coisa que achei imperceptível, e só colocando lado a lado que pude ver mesmo, além de que as pulseiras são na mesma medida, então você pode usar as da 3 na 4, se tiver comprado aquela coleção colorida. Tá aí um item que é revolucionário para o dia a dia, vale a pena demais!


Comentários