Katana Zero | Climinha urbano, jogabilidade frenética e história intrigante

Hoje em dia nós vemos uma quantidade imensa de katanas à venda, e a ideia de decorar a casa com algo assim é frequente. E isso não é à toa, afinal de contas a cultura pop está impregnada de obras que envolvem tempos modernos e esse belo toque de cultura oriental clássica. Vemos desde obras super populares como Kill Bill, até coisas feitas pelos próprios fãs como o Mod Katana. E hoje vou falar sobre mais essa obra, que consegue ter um belo de um brilho!


Aqui você assume o controle de um misterioso homem que vive no subúrbio de uma grande cidade, e por algum motivo estranho se veste como um samurai, inclusive empunhando uma katana. No entanto o que parece ser apenas uma excentricidade para os vizinhos, é muito mais macabro do que parece, pois a cada noite, ele sai para assassinar alguém e deixar uma pilha de corpos pelo caminho.

É muito fácil se comparar esse jogo a Hotline Miami, e definitivamente os fãs vão sentir aquela atmosfera, ainda mais com a paleta de cores meio semelhante ao que temos no gênero Seapunk, com frequentes cenários dando destaque ao roxo, rosa e azul, embora não seja um jogo completamente focado nisso. E essa ideia de algo urbano, poluído, noturno e assassinato. Além da jogabilidade frenética.

Apesar de tudo, assumo que tem jogos frenéticos que acho que são mais próximos e com o mesmo ângulo de visão, como Not a Hero, que você controla uma série de assassinos que invadem lugares e fazem a chacina, Ronin, que você é um habilidoso espadachim moderno que sai em busca de vingança com uma katana e Deadbolt, que você é um assassino que noite após noite sai para fazer uma chacina.

Além disso dá pra sentir uma atmosfera de algumas obras um pouco diferentes como Party Hard, que usa um clima psicodélico semelhante e você é um assassino que ataca festas, e Ruiner, que no geral é bem diferente, mas a forte atmosfera urbana de guerreiro misterioso solitário que sai matando à noite está bem presente.

Assumo que esse jogo me surpreendeu não pela jogabilidade, mas pela história e atmosfera presente. Acredito que qualquer um que tenha se informado um pouco antes de começar a jogar, logo tenha visto que a jogabilidade é bem maneira e naturalmente o elemento mais atraente. Sendo assim, era exatamente o que eu estava esperando, um jogo que me divertisse pela liberdade de movimentos frenética, então fui pego de surpresa quando vi o quanto a trama é profunda.

À princípio parece ser uma daquelas histórias confusas que olhando de forma rápida, não tem pé nem cabeça e somente em fóruns de discussão é que você realmente vai conseguir descobrir o que diabos está acontecendo. No entanto com o passar da coisa, logo vai começando a se localizar e ficar intrigado. Existe sim um certo toque de confusão, mas é do tipo que você sente que a resposta está na ponta da língua, você consegue entender, mas ainda assim fica meio intrigado porque tem uma áurea de mistério com o forte toque psicológico.

As fases são divididas em fitas de vídeo, você escolhe uma fita, coloca no vídeo cassete, seleciona a parte e inicia. Cada fita representa uma missão e é dividida em vários momentos do dia do personagem, com algumas vezes dando uma bela de uma variada sendo assim passa bastante aquela sensação de simulador de vida de assassino.

As partes no apartamento mostram um lado mais pessoal da vida do personagem, você pode interagir com os vizinhos, assistir TV, onde há notícias sobre o que está acontecendo na cidade, inclusive sobre o psicopata conhecido como "Dragão" e as chacinas que ele fez na noite anterior, também é onde acontecem coisas aleatórias, como a vez em que você chega em casa e a vizinha te dá uma fita de vídeo e diz que mandaram te entregar.

Há também as cenas durante os pesadelos, que sempre acontecem após você chegar de uma missão e ir se deitar. Essas partes são bem misteriosas e vão se formando aos poucos, você tem um pesadelo frequente que aos poucos vai se montando e ganhando sentido, inicialmente você não entende bem o que está vendo.

O personagem também frequenta um psiquiatra e após acordar de manhã você vai até ele e fala sobre coisas que vão fazendo você descobrir mais sobre o personagem. Existe uma certa liberdade, você pode pedir logo o medicamento e ignorar tudo, pode fazer perguntas que vão revelando mais sobre o personagem, ou pode conversar sobre os sonhos e o que interpretou do último, algo interessante sobre isso é que à medida em que você fala a interpretação, o sonho vai sendo mostrado e se moldando.

E por fim tem as missões, onde você recebe um dossiê com o alvo e instruções, seja não matar ninguém além do alvo, seja não ser detectado, ou mesmo não conversar com o alvo de modo algum. Porém algo bem legal, é que o jogo se adapta às suas escolhas, e você pode seguir à risca ou fazer do jeito que quer e ao invés da missão falhar, a história vai se adaptar ao que você decidiu fazer.

A jogabilidade é maravilhosa, você é extremamente rápido e habilidoso, porém é daqueles jogos difíceis que te fazem repetir inúmeras vezes a mesma coisa. Se torna viciante especialmente porque você vê o quanto o seu personagem é poderoso e rápido, então não passar de um lugar é puramente por falta de habilidade do jogador.

É possível saltar em paredes e pular pra outro lugar, rolar, lançar objetos e até mesmo rebater balas com a katana (Que por incrível que pareça, tem explicação na história). E tudo isso é de forma super frenética, com música psicodélica tocando e você repetindo sem parar o mesmo lugar, tentando fazer coisas diferentes. Decisões precisam ser feitas em menos de um segundo.

Os gráficos do jogo são maravilhosos, pixelizados e super detalhados. Por exemplo, no apartamento do protagonista dá pra ver tanto o lugar quanto os vizinhos barulhentos sempre festeiros do lado e o vizinho sempre ausente do outro lado. Durante as missões também é frequente os detalhes que chamam a atenção, como o rastro de sangue que voa no cenário dependendo do ângulo de corte que você fizer.

Enfim, fica essa dica de belo joguinho super divertido, ótimo passa tempo, clima simpático e pesadão ao mesmo tempo, e uma história super intrigante. Recomendo sempre dar uma olhadinha no preço dele na Greenman Gaming antes de comprar na steam, algumas vezes os preços deles estão bem abaixo do normal, e sempre lembre de olhar os cupons de desconto que eles espalham pelo site, que deixa a coisa mais barata ainda, dê uma conferida aqui.

Comentários