Cubo | Um clássico cult de suspense dos anos 90

Esse é um filme que conheci nos anos 90, mas nunca o assisti. Eu via a capa, me parecia macabra pra caramba e eu sentia que ia ter um baita de um desconforto assistindo aquilo. Atualmente um amigo me convidou pra assistir ele no Netflix Party e sem sombra de dúvidas me surpreendi, especialmente por usar elementos que se  tornaram populares anos depois, porém dando um toque de elegância difícil de se ver, além de ser uma obra que faz os amantes de conspirações pirarem.

A trama apresenta um grupo de pessoas que acordam dentro de uma sala cúbica com uma saída em cada extremidade. Eles não sabem como foram parar naquele lugar ou o motivo de terem sido tacado ali. Além disso não há nenhuma explicação, simplesmente estão lá e precisam descobrir o que exatamente está acontecendo.

O que mais me surpreendeu nesse filme foi o fato de que apesar de ser de 1997, usou uma fórmula que só se popularizou vários anos depois, que é aquela ideia de grupo em um experimento, tendo que usar suas habilidades e se virar pra sobreviver. Vimos essa atmosfera em obras como Jogos Vorazes, Circle e a série brasileira 3%.

Se trata de um filme de baixo orçamento, lançado direto pra vídeo e é uma das coisas que acabam valorizando ainda mais o esforço, afinal de contas quando se tem uma chuva de dinheiro pra gastar é fácil, agora quando não se tem grana, ou você improvisa ou deixa parecer uma tosqueira sem fim, e no caso desse aqui, improvisaram muito bem.

Apesar de tudo tem suas falhas e um bom exemplo é a atuação bagaceira que vez ou outra surge, especialmente em um dos personagens que gosta de fazer umas caretas ameaçadoras que é difícil não rir com a cara de capeta do maluco. Assim como alguns leves deslizes no roteiro que geram aquela pergunta "Por que diabos esse maluco tá sentando pra relaxar? ENTRA LOGO AÍ CACETE! VAI FECHAR!".

Mas no geral o filme é bom com a ideia, pra falar a verdade acho espetacular a ideia, pois se fosse hoje em dia seria só mais uma história de gente que se lascou e tem que se virar, mas nos anos 90 a coisa muda, foi uma bela de uma variada nas histórias da época. Causa aquela sensação incômoda de medo, mas o foco acaba sendo mais na paranoia dos personagens.

Outra coisa que gostei demais é o fato de que os personagens não ficam enrolando em pensamentos óbvios já de primeira, evitando aquele final em que todo mundo diz "Ah... Eu já imaginei desde o início", ainda mais pessoas de atualmente, que já viram tantas ideias semelhantes, então prever o fim de um filme desses é moleza. 

Mas aqui já de cara os personagens começam a conversar sobre serem aliens, o governo, um reallity show, um traidor entre eles, etc... Ou seja, qualquer surpresa previsível por ser um filme antigo já é descartada imediatamente, pois os personagens abrem o bico nas primeiras cenas sobre as possibilidades, descartando tentativa de surpresa delas imediatamente. 

Outra coisa muito boa que achei, é que usam um modelo inteligente e lógico para explicar o cubo, com conceitos matemáticos que tornam a coisa muito mais sólida. A maioria dos filmes não tá nem aí pra explicações muito profundas, mas esse parece ter nascido da mente de uma pessoa que gostava muito de matemática e criou uma história de terror à partir disso.

Os efeitos especiais são surpreendentes. Sinceramente teve umas cenas que fiquei confuso se eram ou não 3D, ficaram muito reais, e especialmente para um filme de baixo orçamento daquela época, a tendência era a ser a maior bagaceira né? Mas realmente conseguiram fazer algo muito estiloso e convincente.

Sem sombra de dúvidas os produtores foram mestres na arte de economizar. Acredito que apenas duas salas foram criadas, para que cada vez que os personagens atravessassem, fossem parar em outra igual com cores diferentes, e isso dá aquela sensação de jornada e grandiosidade, mas no fim das contas é uma ambientação minúscula.

Enfim, não é um filme perfeito, mas surpreende pela óbvia força de vontade que a produção teve. Se viraram com poucos recursos e criaram algo que causa a sensação de ser maior do que realmente é. Não economizaram nos efeitos especiais, deixando tudo super realista e apesar das falhas tosquíssimas de roteiro, conseguiu prender. Recomendo muito! Não recomendo ver o trailer, tem alguns spoilers.

Comentários