Tokyo Reborn | Mini série que compara Akira ao mundo real

Desde o lançamento de Akira em 1982, as pessoas passaram a esperar o ano em que aconteceria a coisa, 2019! Nesse meio tempo, vimos muito se falar sobre a coisa, e claro o lançamento das edições luxuosas. Foi uma surpresa empolgante quando descobrimos que o mangá tinha acertado sobre as Olimpíadas na capital japonesa. E a série Tokyo Reborn é um fruto de Akira, mostrando a coisa de maneira meio realista.



Esse é um documentário de seis episódios do grupo televisivo NHK (Nippon Hōsō Kyōkai), que faz uma mistura entre ficção e o mundo real, apresentando uma visão geral sobre Neo-Tokyo, a cidade que foi reconstruída após ter sido destruída na história, e ainda continuou  tendo inúmeros problemas sociais geradas pelo evento e faz uma comparação com a Tóquio de 2019.

O objetivo da série é fazer uma mistura atmosférica entre os dois mundos, afinal de contas por mais que nós não tenhamos nos tornado aquele universo em si, temos pontos bem mais evoluídos que ele. De certa forma nosso mundo é mais evoluído, salvo por coisas como as motos voadoras e equipamento militar laser, que embora exista no mundo real, não é popular a ponto de ser comum, como vemos em Akira.

Sabem aquelas cenas atmosféricas do filme de Akira que mostram a cidade com aquele visual grandioso e arranha-céus que cobrem todo o horizonte? Tokyo Reborn é como se fosse uma adaptação dessa parte da animação. Fala sobre esse plano de fundo, como evoluiu, o dia a dia da cidade e das pessoas que vivem nela.

Algo super bacana é que toda a estética de Akira é usada na coisa, com ângulos semelhantes aos apresentados, e membros que participaram da produção da coisa, como Shoji Yamashiro, que compôs a trilha sonora tão peculiar e que fica tocando de fundo, Hiroshi Hirata, que foi o calígrafo da fonte da logomarca da franquia, e que é usada como fonte de textos da série, além é claro do próprio Katsuhiro Otomo, criador e que aparece falando sobre sua visão do que se tornou Tóquio.

Enfim, achei fantástica demais a ideia, ainda mais com o cenário sendo preparado para as olimpíadas de verdade, acaba parecendo que é um documentário real do mundo de Akira mostrando o dia a dia da cidade. XD ! Só é uma pena que esse tipo de coisa é underground pra caramba fica muito por aquelas bandas, é tipo o cardgame do Berserk, que surgiu no Japão e acabou morrendo por lá mesmo, tornando-se difícil o acesso para o resto do mundo. Mas é a vinda né? Quem sabe mais pra frente não apareça uma boa alma que traga pra cá.

Comentários