Minecraft 8bits | Demake gratuito 2D do fenômeno mundial

Sem sombra de dúvidas, Minecraft é um fenômeno. A ideia foi inovadora e acabou não apenas influenciando diversos jogos, como também diversos produtos alternativos peculiares, e obviamente os fãs não poderiam ficar de fora. Mas apesar dos conteúdos baixáveis serem mais conhecidos pela lista de mods, alguns fãs foram além e Minecraft 2D é uma das provas mais fantásticas disso.


Talvez você já conheça Mine Blocks, que certamente foi o clone gratuito 2D de Minecraft mais popular que teve. Por outro lado ele não foi o único jogo no estilo e fãs decidiram fazer um clone com todas as letras. Esse demake simula como o jogo seria se ele tivesse sido lançado na época do Nintendo 8bits.

Pelo lado dos pixels, acho que ficou bem adequado para a era 8bits, por outro lado acho que a paleta de cores me pareceu meio inadequada e acredito que um console da época não conseguiria rodar algo assim. Não que esteja tão bonitona, afinal eles apenas recriaram a paleta exata do Minecraft original, o deixando idêntico.

Mas independente se rodava ou não, a coisa ficou realmente bonita e fiel. Inclusive parece que o código usado na programação do jogo foi realmente feito para ser uma versão 2D da coisa, pois inclusive o mundo gerado aleatoriamente está presente, o que é uma verdadeira surpresa, visto que demakes costumam usar a maior quantidade de limitações possíveis.

A jogabilidade parece ser um meio termo entre o modo criativo e survival. Infelizmente os caras não chegaram a lançar uma versão completa que clonava elementos como os monstros. Mas você pode cavar e ir descobrindo cavernas, coletar recursos, forjar novas ferramentas, etc... Ficou realmente muito bem feito.

Enfim, tá aí um projeto simpático que no começo inclusive cheguei a pensar que era um mod 2.5D, porém ao olhar com cuidado, vi que foi apenas a paleta de cores muito semelhante que me causou essa ilusão, pois o mundo é realmente quadradão, com o personagem feito de pixels enormes. É bem charmoso. Quem se interessar em testar pode baixar aqui.

Comentários