HyperX Cloud Revolver S 7.1 | Uma orquestra portátil para seus ouvidos

Fone de ouvido é o tipo de item que é tão comum se adquirir versões genéricas, que muita gente se acostumou a trocar de seis em seis meses, se tornando automaticamente uma daquelas peças de computador onde a longo prazo o barato sai caro. No entanto se você estiver pensando em investir pesado em qualidade, talvez o a versão 7.1 do HyperX Cloud Revolver tenha tudo o que você precisa. Uma cópia me foi fornecida e é hora da análise!

Antes de tudo é preciso deixar claro que em meio aos vários fones da linha Hyperx, não existe apenas um Cloud Revolver. Isso pode acabar gerando confusão. Inicialmente foi lançada a versão normal que tem detalhes de cor vermelha. E então mais pra frente veio o HyperX Cloud Revolver S 7.1, que tem detalhes de cor branca e a diferença é o fato de ter áudio 7.1, ou seja, ao invés de agir como se tivesse só dois auto-falantes, simula ter 7 auto-falantes enviando som.

O grande diferencial de algo desse tipo é o fato de que você tem sete fontes de som, permitindo assim que um ambiente de jogo e alguns filmes possam enviar os os sons de forma separada, causando aquela sensação de imersão absurda. Tipo quando você tá no cinema e ouve aquele som de algo vindo das caixas de som que estão atrás de você.

Acabamento

O acabamento desse fone é melhor ao vivo do que em fotos. Antes de receber, me pareceu algo meio frágil e molenga, no entanto ao colocar as mãos, logo vi que era bastante firme e ao mesmo tempo flexível, pois tem aquela parte de cima ajustável aos mais variados tipos de cabeça, podendo esticar ou se manter no formato original.

Outra coisa interessante é que a área onde você coloca a orelha também é ajustável, e quanto mais você usa, mais se adapta ao seu formato de cabeça. Ou seja, é um fone que vai se moldando e ficando cada vez mais confortável, dependendo apenas da quantidade de vezes que a pessoa usar. Na primeira vez pode ser meio estranho, mas cada vez vai ficando melhor até se ajustar completamente. 

Inicialmente achei ele bem apertado, me lembrando imediatamente o Razer Tiamat 7.1 V2, no entanto não tem apertado. Mas com o passar dos dias a coisa realmente foi ficando bem tranquila. Ainda sendo um fone que abafada o que acontece ao redor, mas sem dar aquela agonia da cabeça estar sendo pressionada.

Algo que me pegou de surpresa é o fato de que os detalhes dele são em branco mesmo, pelas imagens eu pensava que ele estava desligado e acenderia ao ligar no PC, mas é realmente dessa cor. Para aqueles que querem um computador todo em uma cor só pode acabar sendo um problema, por outro lado se você tem outros produtos da linha como o HyperX Pulsefire Surge RGB e o HyperX Alloy Elite RGB, isso pode ser resolvido em um piscar de olhos já que você pode configurar ambos para ficarem brancos.

Cabo

A preocupação de muitas pessoas em relação a fones de ouvido é o tamanho do cabo. No entanto com o Cloud Revolver, as opiniões podem se dividir, isso porque não é apenas grande, é exageradamente grande! Sendo assim pra alguém como eu que deita na cama pra assistir séries e filmes pode ser ótimo, mas pra alguém que sempre fica sentado no PC pode ser bem desagradável ter mais d e 3 metros de fio.

A melhor solução que achei, foi conectar o fone na parte de trás do computador ao invés da frente, deixando o cabo caído pra trás da mesa e quando vou me deitar, o puxo. Acabou ficando muito bom, mas fiquei com medo do fio se desgastar nesse arrasta-arrasta e assim comprei uma fita de borracha de fogão e preguei na lateral da mesa, aí ficou ótimo pra arrastar em algo macio.

O fio é dividido em dois, o que está no fone, que é curtinho em um tamanho normal e permite você usar normal, conectando direto ao PC em um conector 3,5 mm, mas ele não tem o 7.1, e o segundo fio que tem mais de dois metros é onde a mágica acontece, nele tem a placa que converte o som pra 7.1 e somente se estiver usando esse fio que você usará todo o potencial da coisa.

Uma vantagem desse fio dividido em dois, é que aquela irritação de tirar o fone pra desenrolar o fio acabou, pois você pode simplesmente dar uma giradinha na base e fica tudo certo sem a necessidade de dizer o típico "Espera um minuto pessoal, vou desenrolar o fio aqui". É algo bem simples, mas que às vezes incomoda demais.

Adaptador 7.1

Gostei muito do fato do adaptador ser bastante compacto, ele não é como o do Tiamat que é do tamanho da palma da mão e pode ser bem desagradável carregar algo daquele tamanho por aí. Além disso nesse tem um grampo atrás que permite prender na roupa ou em alguma parte da mesa, o que pode ser ótimo para quem quer ter o controle parado em algum lugar.

Nesse adaptador existem alguns botões em que você pode rapidamente controlar certas coisas, como por exemplo ativar ou desativar o 7.1 a qualquer momento. Isso permite usar quando você quiser, e sim, existem algumas coisas que não ficam tão legais em 7.1, depende do que você vai assistir ou ouvir, nem tudo é feito pra suportar algo assim afinal né?

Mas mesmo sem o 7.1, o adaptador fornece opções exclusivas para remixar o áudio de formas variadas, basta apertar o botão e você receberá o mesmo áudio em até três formas diferentes. Essa não é uma opção que a maioria dos usuários vai usar sempre, mas pode ser uma ótima solução pra aqueles casos em que você recebe um áudio que não consegue entender e assim poderá testar ouvir em um "tom" diferente.

Existe também um botão para ativar ou desativar o microfone, portanto se você recebe uma ligação e não quer que todo mundo ouça, basta apertar o botão, que fica aceso, deixando bem claro que está mutado e assim te dando certa privacidade. É uma ótima ferramenta para quem quer mutar e desmutar de forma bem rápida.

Nas laterais há ainda dois ajustadores de volume, um para o microfone e outro para o fone de ouvido. Isso te permite rapidamente ter controle sobre os níveis. Para aquelas pessoas que tem problema com áudio estourado ao conversar online, vai ser ótimo poder ajustar o volume do microfone rapidamente sem precisar mexer, já o áudio é o padrão de sempre.

Algo que não gostei e que me pegou de surpresa é o fato desse adaptador esquentar. Não imaginava que algo relacionado a áudio podia ficar tão quente, especialmente quando o 7.1 está ligado. Sorte que não prendo na roupa, porque acho que deve incomodar um bocado, e mesmo desligado também fica quente.

Microfone

Esse é um aspecto que acho que divide bastante opiniões, ele é um microfone removível, o que muita gente gosta muito, afinal de contas é possível usar só o fone de ouvido normal, ou você pode por o microfone e transformá-lo em um headset. Porém é o tipo de coisa que pode não agradar todo mundo, e foi o meu caso.

Gosto muito mais de poder só levantar o microfone e abaixá-lo, mas em uma posição fixa isso me atrapalha muitas vezes, até porque costumo comer no PC enquanto jogo com os amigos ou converso, e ter um microfone ali apontando pra frente o tempo todo é desagradável. Ele é flexível e dá pra entortar, mas ainda assim retirá-lo completamente da frente me agrada muito mais do que só empurrar um pouco pro lado.

A qualidade do som é ótima, um amigo que costumo conversar sempre ficou surpreso porque com meu microfone antigo era possível ouvir tudo ao redor e inclusive coisas fora da minha casa, mas com esse tudo ficou concentrado somente no que estava na frente, deixando a voz muito mais nítida que microfones normais.

Por outro lado, é preciso posicionar bem o microfone de uma forma que você não fique soprando e fazendo aquele barulho chato, e ao mesmo tempo tem que ser um ponto onde sua voz também não acabe sendo abafada por completo. Esse é o tipo de coisa que pode ser bem chatinha e que embora tenha me adaptado, me desagrada ter que ficar entortando de vez em quando pra por na posição certa.

Som

Eu acho que nem preciso falar que o som é lindo né? Mas vamos lá... Como já citei, esse é um fone que usa áudio 7.1 emulado. Sendo assim não tem 7 auto-falantes físicos, ao invés disso são simulados pelo conversor que tem no fio. Existem muitas discussões na internet sobre isso ser melhor ou pior, já que a versão física da coisa coloca auto-falantes tão pequenos e próximos uns dos outros, que muitos dizem que isso mais prejudica do que beneficia a experiência.

Sendo assim ser emulado não significa de forma tão imediata que é inferior à versão real, é melhor ser visto como diferente. Uma das vantagens da coisa é que você não precisa comprar uma placa de som 7.1, que custa o olho da casa e somente com ela você poderá conectar todos os plugs. Já uma virtual o plug é USB, portanto qualquer um pode ligar.

Em jogos é possível ouvir com muito mais clareza os sons ao redor, sendo bem destacados, e jogadores de FPS que ficam atentos, podem inclusive ter vantagem graças a isso, já que poderão escutar detalhes como passos e origem dos sons com uma precisão muito maior. O ambiente sonoro 3D gerado é bem real. Mas claro, isso vai variar de jogo pra jogo.

Eu tenho usado muito ele pra assistir Netflix Party com um amigo e é fenomenal a sensação de que a voz dele está vindo de cima quando comenta sobre algo. Você nota bem claramente que os sons estão bem divididos e bate aquela impressão de que está conversando com um amigo ao lado enquanto assistem algo juntos.

Para quem ouve música é óbvio que também vai depender de cada uma, mas como o headset isola bastante tudo, você tem aquela sensação mais grandiosa de algo que está ao seu redor. Inclusive só posso fazer isso nos momentos certos, já que simplesmente não consigo ouvir o interfone tocar ou alguém batendo à porta.

Ligando em outros lugares 

Obviamente um fone desses não se limita apenas a computadores, no entanto acaba tendo uma limitação na maioria dos outros dispositivos, que é o fato de você não poder conectar um USB, fazendo com que seja necessário usar o conector 3,5 mm, que pra quem não sabe é aquele único plug que carrega fone e microfone juntos ao invés de precisar de dois plugs.

Existem diversos aparelhos que podem ser ligados, como celulares e controles, que foi o que testei, mas dispositivos em geral contém esse tipo de conector, contando ainda com adaptadores, portanto é sempre bom ficar ligado pois é possível tirar bastante proveito, até porque o fio do fone não é gigante igual o fio do adaptador.

Eu o testei em um celular, e mesmo  sem usar o potencial 7.1. é notável que ainda é um fone de qualidade, afinal de contas sem o adaptador, ele ainda se torna o que a versão comum desse fone tem a oferecer né? Ou seja, algo muito bom e com qualidade, apesar de não tão alto quanto você pode colocar no PC, até porque não tem o adaptador de som pra mudar os níveis.

Também conferi no controle do Xbox One, fique atento que as primeiras versões desse controle não tem conector 3,5 mm, mas as que vieram depois passaram a oferecer. Mesmo assim aqueles que tem a primeira versão podem usar um adaptador. O controle do Playstation 4 por sua vez já vem com esse tipo de plug desde as primeiras versões.

Algo muitíssimo bacana de se usar no controle do Xbox One ao invés de conectar direto no PC, é quando você está conversando com alguém, isso porque você não apenas ouve jogos, música, filmes e a voz de amigos, mas também pode falar já que esse conector também lê o microfone. Ou seja, você pode ir até a cozinha fazer um lanchinho enquanto continua batendo papo.

Conclusão

Tá aí um baita de um headsetde ouvido fenomenal, realmente perfeito para aqueles que procuram por algo de qualidade e especialmente para o público gamer, ressaltando ainda mais jogos competitivos em equipe onde é preciso se comunicar. A experiência é muito mais imersiva e facilmente gera um conforto que não se tem em fones comuns.

Apesar de tudo é preciso ficar atento que esse é um headset bastante caro e que o custo benefício pode não ser para todos. Sendo assim é importante ver suas prioridades, inclusive a própria HyperX tem uma linha de modelos pra cada tipo de pessoa, e muitas vezes é possível pegar algo mais barato que se adeque mais ao seu estilo.

Comentários