Necrosphere | Tente sobreviver com apenas dois botões!

Enquanto algumas pessoas apenas procuram técnicas novas para relaxar, outras só querem ver o circo pegar fogo e testar suas habilidades indo ao limite do estresse. E se você é um desses, certamente irá se apaixonar por Necrosphere, um simpático jogo brasileiro do gênero metroidvania que é um verdadeiro desafio para gamers.


Você assume o controle do agente Terry Cooper, que vive na Normalsphere, no entanto ele acaba morrendo e indo para a Necrosphere, porém o que parece ser o fim, acaba sendo o início de uma aventura quando ele descobre que existem portais que podem tirá-lo do mundo dos mortos de volta para a Normalsphere.

Eu fui jogar esse jogo sem saber nada sobre, na verdade o que me atraiu foi o fato de ter uma arte pixelizada muito bonitinha. No início eu nem ao menos sabia que se tratava de um jogo brasileiro e não quis pesquisar muito sobre, pra descobrir na hora enquanto jogava no Twitch do Nerd Maldito. E foram várias surpresinhas.

A primeira é o fato de que o jogo tem apenas dois botões, esquerda e direita, e isso me deixou preocupado, afinal de contas essa limitação na movimentação com certeza complicaria minha vida. Mas acaba sendo um dos charmes dos jogos, afinal de contas jogos de plataforma pixelizados se tem aos montes, então esse não é apenas uma variação de Rex: Another Island.

O segundo elemento que me surpreendeu no jogo, é que também não era meramente um jogo de plataforma bonitinho, mas um daqueles jogos do diabo difíceis pra cacete tipo Abomination Tower e Lovely Planet Arcade, em que você muitas vezes tem que fazer certas coisas de forma sincronizada pra conseguir passar.

Existem muitos lugares do jogo que pareciam simplesmente impossíveis, à primeira vista não tinham nem lógica. Isso inclusive me fez ficar surpreso em como os desenvolvedores conseguiram bolar certas áreas de forma tão bem elaborada, porque é tão fácil olhar e não ver saída que quando você vai tentar umas loucuras acaba se sentindo um daqueles speedrunners loucos que saem fazendo manobras surreais em jogos.

Mas com certeza o que mais me surpreendeu no fim das contas foi descobrir que o jogo é um Metroidvania. Ou seja, ao contrário de jogos do tipo, como 10 Second Ninja, em que você vai fazendo level atrás de level, aqui você joga no mesmo ambiente, tendo que vagar por ele, indo e voltando, liberando áreas e destravando habilidades.

A forma que colocaram habilidades inclusive ficou muito maneira, pois você continua usando os mesmos dois botões de esquerda e direita, a diferença é que é preciso usar uma combinação dos dois botões para ativar. Por exemplo quando você pega a roupa de balé, pode dá dois cliques para uma direção e seu personagem dará um salto.

O visual do jogo é muito simpático, é um daqueles jogos pixelizados com pixels bastante grandes, porém com cores fortes e um estilo que é agradável aos olhos. Agora a coisa que mais me incomodou no jogo foi não ter suporte a português, eu entendo o nome entenderia se fosse dublagem, mas uma falta de legenda é sacanagem.

Enfim, Necrosphere é um jogo bacana, bem frenético e ótimo para aqueles que gostam de algo desafiador ou procuram um metroidvania bem diferente, com certeza vale a pena conferir. Recomendo sempre dar uma olhadinha no preço dele na Greenman Gaming antes de comprar na steam, algumas vezes os preços estão bem abaixo do normal, e sempre lembre de olhar os cupons de desconto que espalham pelo site, que deixa a coisa mais barata ainda, dê uma conferida aqui.

Comentários