O criador de Sonic queria trabalhar pra Nintendo

Existem elementos da cultura pop que simplesmente não param de aparecer, entre eles está o Sonic, que tem uma quantidade absurda de conteúdo e conseguiu sobreviver até mesmo após a queda da SEGA com o rombo que o Dreamcast causou. No entanto essa máquina de dinheiro nem sempre foi olhada com bons olhos... Pra falar a verdade o co-criador, Yuji Naka, assumiu que queria mesmo era trabalhar pra Nintendo.



Hoje em dia achamos curioso ver os crossovers entre Sonic e Mario, mas nos anos 90 isso ia além, era algo praticamente impossível, pois se tratavam de personagens rivais de verdade, pertencentes a empresas rivais e cada um querendo se mostrar superior ao outro e cheio de complicações relacionadas a direitos autorais. Mas isso poderia ter sido bem diferente segundo Yuji Naka em uma entrevista que deu em 2001.

"Quando eu estava dirigindo para minha casa em Osaka de Tóquio, decidi parar na sede da Nintendo em Quioto"

"Eu queria saber o tempo que levaria para ir de Osaka para os escritórios da Nintendo. No entanto, quando parei meu carro no estacionamento deles, um segurança saiu e começou a me olhar de forma suspeita. Eu me senti intimidado e decidi que era melhor voltar para casa."

"Se aquele segurança não estivesse lá, vai saber o quão diferente meu futuro seria!"

"Eu trabalhei duro em Sonic e estava bem confiante nele, mas a Sega previu que não venderia muito bem, então quando minha avaliação de trabalho chegou eles não me deram uma nota muito boa."

"Eu briguei com meu chefe sobre isso e decidi me demitir. Depois comprei alguns livros sobre 'Como Começar Sua Própria Empresa' e comecei a ler."

"Enquanto lia os livros, eu recebi uma ligação de uma desenvolvedora third-party me perguntando se poderia trabalhar com eles. Mas a verdade é que eu estava esperando uma ligação da Nintendo"

"O motivo disso é porque, alguns meses antes de eu me demitir da Sega, tinha ouvido uma história sobre outro programador de uma grande companhia de games sobre que havia desistido do seu trabalho, e depois recebeu uma ligação da Nintendo"

"Eu pensei: 'Nossa, isso poderia acontecer comigo também!'. Então quando eu saí da Sega, tinha esta pequena esperança de receber uma ligação… mas ela nunca veio."

O resultado é que Naka acabou voltando para a Sega mesmo e trabalhou por lá até 2006, quando caiu fora e depois conseguiu um trabalho na Square Enix. 

Engraçado como as coisas são né? Hoje em dia vemos coisas feita pelos próprios fãs como Sonic 2 HD, o live action de Sonic, ou coisas mais macabras como Sonic.exe. Mas em 1991 quando foi lançado, o personagem era mais visto como um tapa buraco do Mario, só que com sua jogabilidade própria conquistou corações e passou a ser visto como igual, inclusive ganhando coisas inusitadas como o Sonic 64.

Comentários