Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

No-End House | A adaptação do conto para série de terror

Uma das histórias de terror mais badaladas da internet é "A casa sem fim", no entanto nem todo mundo sabe que ela recebeu uma adaptação para série de TV e ficou com uma atmosfera bastante peculiar. Então chegou a hora de falar sobre essa maravilha sombria que infelizmente não é muito falada.




A história apresenta duas amigas que se reencontram e vão passar uns dias juntas, o que naturalmente acaba fazendo com que resolvam sair para se divertir um pouco e em meio a um papo descontraindo descobrem a existência de um lugar chamado "Casa sem fim", uma casa temática de terror que impressiona todos que entram. Com o passar da festa decidem dar uma passada por lá para ver se é mesmo isso tudo.

Antes de tudo saiba que essa série é na verdade a segunda temporada de Channel Zero, que adapta uma creepypasta por temporada. A primeira foi Candle Cove e me surpreendeu demais pela seriedade em que adaptaram a coisa. Já essa eu imaginei que iria ser um pouco mais clichê, afinal de contas é uma adaptação de uma história já pronta e cheia de coisas mirabolantes. Isso sem contar com a presença de jovens como protagonistas.

Apesar de tudo a coisa foi bem diferente, e mantiveram uma atmosfera tensa pra caramba. Isso podre acabar incomodando fãs do conto original, pois aquela história não é usada, a casa é o único elemento realmente presente, agora as situações são em geral novas. Você sabe as regras, cada sala é uma loucura.

Por um lado eu gostei muito, já por outro não. Vendo a série apenas como uma série, acho impecável, realmente muito atmosférica e bem feita, sem exageros. Algo que é completamente fora do padrão da Syfy (Canal responsável, que costuma fazer coisas mais toscas como Z Nation. Acho que é algo que usaram o orçamento de uma forma muito bem aplicada e criaram uma história sólida de seis episódios.

Agora vendo como leitor do conto, é um desperdício imenso em certos aspectos. Por exemplo a somente uma sala realmente é aproveitada. As outras mostram coisas curiosas mas bem rápido, fica tudo no primeiro episódio. E acho que a série deveria ter feito aquele negócio de "O que tará na próxima sala?". Seria bom ter aquela sensação.

Ter adaptado A Casa Sem Fim mesmo seria bacana, é verdade que não iria ter a tensão que é gerada nessa versão, mas ainda assim fica aquela sensação de oportunidade única que deixaram passar. Seria maneiro demais ver aquela primeira sala com enfeites de dia das bruxas e então a coisa começando a ficar cada vez mais pesada. Mas tudo bem, o que importa é a casa afinal. Então minha maior crítica fica em relação a não darem maior peso às outras salas.

Enfim, sobre a série em si, ficou muito boa, estilosa pra caramba. Chega a ser triste não ter recebido um maior valor como American Horror Story, acho que se tivesse uma divulgação maior iria cair no gosto do povo. Não é voltado para o público adolescente, mas ainda assim acho que teria uma boa aceitação entre o público de jovens adultos. Recomendo demais!


Nenhum comentário: