Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

O Diabo Mora Aqui | Filme brasileiro no estilo Evil Dead

Esse é um filme que descobri bem por acaso no universo underground. Apesar de no Brasil o gênero terror ser bem carente, vez ou outra aparecem alguns títulos, como por exemplo o macabro Mar Negro, ou o acidentalmente lovecraftiano Estrela Radiante, e em O Diabo Mora Aqui temos uma obra com uma baita cara de Evil Dead, porém com uma identidade própria.



Aqui é apresentada a história de quatro amigos que vão passar uns dias na casa grande da fazenda onde um deles cresceu, no entanto há uma história sobre uma antiga maldição envolvendo um dono de escravos e um bebê que tem que estão condenados a morrer repetidamente pela eternidade e estão presos a um prego. No entanto eles decidem que é hora de libertar o bebê.

Bom, pelo trailer o filme parecia ser um baita de um clone safado de Evil Dead, no entanto foi uma surpresa ao ver que ele tem uma linha temporal bastante própria que o faz não ser uma mera cópia, mas algo que tem aquela essência porém sem ser um clone, sendo assim talvez o trailer seja um pouco tendencioso, já que a sensação que tive era realmente de jovens em uma casa antiga onde tem um porão e o capeta tá lá. De certa forma é isso mesmo, mas desenvolvem a coisa bem o suficiente pra você ir esquecendo Evil Dead com o passar do longa.

A ideia de terem explorado o tempo dos escravos e inclusive mostrar cenas de flashback nessa época dá uma certa elegância à coisa, faz a história ser mais desenvolvida do que meramente mais um grupo que chega em um lugar para morrer. E o filme dedica um tempo a um segundo grupo que está diretamente ligado ao vilão, isso faz a ideia ficar mais ampla.

A fotografia do longa é surpreendentemente boa, eu pensava que ia ser uma tosqueira louca pelo baixo orçamento do filme, ainda mais depois de ter visto outras obras do terror nacional em que a fotografia chega a ser cansativa, como em Mangue Negro. Porém aqui temos algo que é bem estiloso, o filme foi capturado de um jeito peculiar.

Por outro lado o filme também tem algumas falhas, apesar da atuação não ser a bagaceira que se esperava, tem algumas coisinhas incômodas que talvez o problema não seja nem o ator, mas o roteiro. Um exemplo são algumas falinhas forçadas, como o garotinho inocente que fala algo do tipo "Hoje nós vamos ser os heróis!", isso soa tão bobo que parece aquele tipo de fala constrangedora.

E por falar em atuação, não posso deixar de comentar sobre o ator que interpreta o irmão desse personagem. O cara detona, a atuação dele é fenomenal e consegue se destacar demais, uma loucura. Realmente gostei muito, passa bem aquela sensação de "perfeito pro papel", especialmente porque ele é o que mais tem cenas exageradas, só que saíram todas de forma extremamente natural. Isso em um ator ruim poderia gerar automaticamente um filme trash.

Aliás, sobre filmes trash, é engraçado mas esse não é assim. Ao invés de me lembrar o clássico terror tosco dos anos 80, me lembrou bem mais a palidez dos filmes de terror dos anos 70. Sabem aqueles onde as coisas macabras simplesmente vão acontecendo? Em que o terror está mais concentrado em se ver um personagem se aproximando, mas sem caras e bocas? Pois é, senti mais isso aqui que a gritaria e tremedeira louca de filmes trash.

Infelizmente achei o filme mórbido demais a maioria do tempo, por mais que ele tenha um desenvolvimento interessante, é tudo muito quieto, bem direto ao ponto. Talvez algumas pessoas curtam isso, mas não conseguiu me prender a maioria do tempo. Eu via os elementos, achava bacanas ou toscos, mas não batia AQUELA sensação. Exceto os momentos finais, que a propósito é quando desperta aquela essência de terror dos anos 70 que citei.

Enfim, com suas altas e baixas, acho que "O Diabo Mora Aqui" é um filme bem feito e no mínimo interessante para se assistir no momento certo. Aquela hora em que você está calmo e quer apenas aproveitar o fim de noite com algo diferente. Não é inovador, mas ao menos é um filme que você nota que tenta adicionar coisas diferentes e pode ser um bom passa tempo.


Nenhum comentário: