Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 17 de outubro de 2017

A Babá - Muito gore, boas risadas e um toque de terror

Sabe aqueles filmes muito loucos que geram uma estranha sensação de empolgação e te faz querer logo saber o que vai acontecer depois? Tipo Projeto X e SUPERBAD? Imagine um desses com elementos de terror, é o que temos aqui! Aliás, tá aí um filme que lamentei plenamente ter assistido o trailer, então se quer minha opinião, assista o filme primeiro e só depois volte pra essa matéria.




Cole é um garoto de 12 anos que fica surpreso quando uma amiga diz que as babás chamam os namorados pra transar depois que as crianças vão dormir. E assim ele decide fingir que adormeceu e espera. Logo descobre que realmente alguém chegou em sua casa, mas não é um mero namorado, e sim uma galera toda pra se divertir em uma festinha, e claro... Depois fazer um ritual satânico, como toda adoradora do Diabo sempre faz ao se reunir com sua seita.

Descobri muito por acaso esse filme, eu fui fazer uma pesquisinha pra deixar mais robusta a postagem sobre a Chiquinha em Stranger Things, e acabei indo parar no canal mexicano da Netflix, lá vi a miniatura de um filme chamado "La niñera", não resisti e cliquei. Antes de terminar o trailer eu já parei e vi se tinha na Netflix Brasil, foi só felicidade ao ver que era um filme original da empresa.

Esse é daqueles filmes puramente divertidos, não tem uma fórmula pronta, a coisa parece só ir seguindo freneticamente, te fazendo dar boas gargalhadas. É uma mistura de terror e comédia. No geral não gosto do gênero comédia, mas esse é um tipo diferente, a graça da coisa é mais pelos elementos de filme trash com muito sangue e diálogos bizarros.

No quesito empolgação os dois filmes que citei são bem semelhantes, mas acho que se for pra comparar o terror meio descolado, me lembra Arraste-me para o Inferno e também um pouco de Garota Infernal e A Hora do Espanto. Outro detalhe é que tem uma série de cenas sugestivas que parecem ser homenagens a outras obras, como Psicopata Americano.

Uma coisa muito bacana é que o filme te faz ficar imaginando o que vai rolar depois sempre, afinal de contas a babá é linda, maravilhosa e legal absurdamente. Realmente consegue transmitir a sensação de pessoa bacana de verdade e o garoto tem uma paixãozinha por ela. Aí do nada tá lá ela com um daqueles livros de ritual satânico, e não é adorando nenhuma entidade exótica não, é o Diabo mesmo, hahahaha.

A forma dos personagens se expressar também é demais, essa é uma das coisas mais hilárias do filme, não é aquela coisa certinha. Eles falam com vontade, são bem desbocados. E ver uma líder de torcida com uma faquinha correndo pra matar o moleque faz naturalmente dar vontade de gargalhar. E ao mesmo tempo tem o contraste do gore do filme e cenas macabras como enforcamento.

Enfim, tá aí uma ótima opção de filme pra você chamar os amigos e assistir a noite, com certeza vão rir demais. É uma boa mistura de emoções, queria muito assistir mais filmes assim, que você termina de ver e tem aquela satisfação de ter visto algo que notavelmente foi feito de forma suave, sem seguir uma fórmula certinha e acabou surpreendendo, recomendo!


Nenhum comentário: