Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Jurassic World | A revigorada que a franquia precisava

Já falei aqui sobre como me ferrei tentando assistir Jurassic World nos cinemas, e assim acabei deixando pra lá por muito tempo, porém ontem tava frio pra cacete e pensei "Eu não tô afim de trabalhar, eu tô afim de relaxar!", e fui me deitar pra assistir alguma coisa aleatória, que acabou sendo um momento adequado para finalmente ver o quarto filme da franquia, e agora chegou o momento da análise!


A história se passa vinte anos após o primeiro Jurassic Park, e apresenta finalmente o lugar funcionando e dando certo. No entanto dessa vez não com o nome Jurassic Park 4, mas sim Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros (Que subtítulo ridículo no Brasil kkkkkkk). Mas após duas décadas do ressurgimento dos dinossauros, o interesse das pessoas diminuiu, fazendo com que experimentos tenham que criar novas e mais perigosas criaturas.

Quando se fala em Jurassic Park, é normal ver pessoas dando suspiros. Em um primeiro momento o pensamento é na trilogia, mas quando a maioria pensa melhor, acaba chutando Jurassic Park 3 por considerar horrível. Já ao meu ver, acho que se for pra marcar algo como épico mesmo, é só o primeiro filme.

O negócio é, o primeiro filme conseguiu fazer algo épico, e você nota isso especialmente depois de ler o livro de Jurassic Park, pois ele é tão mais profundo e detalhado, que faz o filme parecer uma mera casca, mas ao ver os detalhes técnicos da produção e o efeito que causou nas pessoas, você nota que é algo rápido que conseguiu encantar demais.

Daí veio The Lost World: Jurassic Park, que a maioria das pessoas tem uma lembrança maravilhosa, mas acho que se forem parar pra assistir de novo, vão ver que é um filme vazio pra cacete e se resume a um monte de gente gritando em um matagal, e até mesmo o Spielberg deu uma entrevista comentando que sentiu um vazio enquanto filmava.

Por fim veio Jurassic Park 3 em 2001, dando aquele forte impacto de "Nossa, o terceiro filme!", mas que a maioria odeia com todas as forças. Considero inclusive que é um filme injustiçado, pois pelo menos ele tenta apresentar um monte de situações diferentes, enquanto o segundo encantou o público e varia muito pouco.

Ou seja, as duas sequencias pareceram tentar revigorar a franquia, mas sem conseguir de verdade, mesmo tendo mais orçamento. O segundo eu nem sei como conseguiram gastar mais que o primeiro, sendo que é quase todo no mato, e o terceiro que foi muito mais caro, passa aquela sensaçãozinha de que não é uma super produção, mas um episódio de série de TV tosca, ou seja, um climinha de baixa qualidade, mesmo apresentando situações ousadas.

E então em 2015 veio Jurassic World, que finalmente pareceu ser de novo uma super produção, aliás, tem até cara de que pode ignorar os dois filmes anteriores. Isso porque esse sim parece uma obra que os caras pegaram uma grana de super produção e falaram "VAMOS FAZER UMA SUPER PRODUÇÃO!".

É notável a qualidade do filme, algo extremamente caro e que imediatamente você percebe que não é qualquer estúdio que consegue preparar algo assim. Quero dizer, no primeiro filme foi feito milagre, usaram efeitos especiais que era fora de sua época e disfarçaram de forma absurdamente convincente, dando um toque de seriedade enorme com a fotografia usada.

Pra vocês terem uma ideia do milagre feito, no total o filme só tem seis de dinossauros digitais (que era caro demais pra fazer), e nove minutos de bonecos (Que precisavam ser muito disfarçados pra parecerem criaturas vivas). Então imagina? Um filme de mais de duas horas e a sensação que conseguiram passar é que dinossauros apareciam o tempo todo, de tão épica que cada aparição era.

A coisa é que aquilo misturava história e ação de uma forma incrível, era um filme que te deixava entretido quando falava de ciência, dava explicação e tudo mais. Os dois seguintes era bem "Foda-se a ciência! DINOSSAUROS PORRA!" e uma correria e gritaria sem ter mais foco em nada, dinossauros parecendo bonecões, uma bagaceira.

Mas Jurassic World é um filme de outra época, onde os caras podiam investir em efeitos especiais, trouxeram um dos elementos mais cativantes de volta que é o parque, e voltaram a falar de ciência. Aliás, talvez o parque tenha sido exatamente o elemento que faltou nos dois outros e acabou fazendo-os parecer genéricos.

Quero dizer, vendo as atrações da coisa e pessoas normais visitando faz com que você sonhe, imagine que maravilhoso não deve ser passear por um lugar assim. É um elemento intenso, agora quando só é correria e gritaria, a sensação é mais pra um filme de terror qualquer, o que fizeram diferente nesse, trazendo essa emoção de volta.

Por outro lado, assumo que esperava sentir uma emoção maior, talvez seja porque não sou dos maiores fãs de filmes de ação. Talvez seja porque a primeira tentativa foi frustrada e já tinha assistido metade do filme. Não sei dizer bem... Foi legal sim, e consegui ver toda a grandiosidade da coisa, mas não me bateu aquela empolgação. Só que como disse, sei bem que isso é bem mais pessoal, pois é notável a qualidade e variação presente.

Esse filme contém uma das mortes mais horríveis que já vi na franquia, aliás, achei um filme meio gore viu. Tem coisas que cheguei a estranhar, quero dizer, tá que desde o primeiro já aparecia um tiranossauro metendo a boca no infeliz e levantando, mas não me parecia algo de tão grande impacto quanto aqui.

Mas também tem elementos que não gostei mesmo no filme. Em uma ceninha em especial também que achei extremamente inadequada pra crianças, o cara fala que os animais pensam "Eu tenho que comer, eu tenho que caçar, eu tenho que..." e faz um movimento sexual com o braço pra frente e pra trás e uma cara de safado. Sei lá, achei bem bizarro terem colocado algo assim, até meio constrangedor, ainda bem que não assisti com crianças kkkkkk.

Umas cenas com velociraptors eu achei também meio forçadinhas, tipo o governo usando eles para caçar. É tão forçado o bagulho, parece tão "Ei! Cara!Vamos usar velociraptors pra caçar? ÉÉÉ! VAI DAR CERTO! Essa ideia é genial, só porque queremos eles vão nos obedecer!". Achei esse bagulho completamente anti-clímax, afinal é tão plano maléfico de desenho animado.

Enfim, é um filme que no geral achei de extremo alto nível, tem seus elementos que não gostei nem um pouco, mas no geral com certeza é uma obra de qualidade e que acho que vale a pena ser assistida. Então se nunca viram, vale a pena deixar reservado pra aquele momento que você só quer se entreter um pouco. Quem se interessar pode conferir aqui.


Nenhum comentário: