Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 13 de maio de 2017

Blood+ | Uma obra absurdamente decepcionante

Eu vejo uma penca de gente idolatrando Blood+, falando como esse anime é maravilhoso, que adoram, etc... Mas sinceramente, esse é um dos mais tediosos animes que já vi na minha vida, uma desgraça! O que é uma pena, já que é um derivado do clássico Blood The Last Vampire, mas parece que ao invés do foco ser a violência, é a choradeira.

O anime conta a história de Saya, uma colegial com amnésia que é adotada por um militar e vive com outros dois garotos adotivos. Sua memória vai até um ano antes, mas fora isso tem uma vida normal, trabalha no restaurante do pai e estuda. As coisas mudam quando começam a aparecer criaturas bizarras e lembranças do seu passado passam a surgir.

Blood+ é um spin-off de Blood The Last Vampire, no entanto ele se passa em uma realidade alternativa, talvez até seja considerado um Reboot. Muita gente o vê como uma sequencia do filme, mas as coisas não se encaixam muito bem. Sendo assim é mais para uma inspiração mesmo do que algo ligado a aquela maravilha.

Esse anime foi lançado entre 2005 e 2007, eu devo ter assistido por essa época e acredito que tenha sido o primeiro anime que me fez suar pra conseguir terminar de assistir. Chegou a um ponto que cada episódio era uma tortura, eu queria tanto ver aquilo até o final por ser fã do filme Blood, mas por outro lado eu simplesmente não suportava mais.

Não vou mentir, existem pontos bons nesse anime, no entanto não acho que sejam o suficiente para conseguir ultrapassar o melodrama absurdamente exagerado que é colocado. No começo vi como "Tá certo, tem que ter um pouco de drama né, é uma mudança brusca na vida", mas aí começou a repetir de novo e de novo e de novo e de novo e de novo. Chegou a um ponto que eu tava "CHEGA!!!".

A história tem pontos super interessantes, o envolvimento de militares, o passado de Saya, a cultura das criaturas conhecidas como Chiropteras, e a própria viagem que é feita durante o anime. Os personagens vão a outros lugares do mundo, são apresentadas coisas novas. Mas parece que isso tudo não deu.

A sensação que tenho é que Blood+ foi como o anime Monster, o estúdio deu sinal verde pra fazer um anime enorme. A diferença é que Monster aproveitaram isso e fizeram uma história ultra robusta em 74 episódios, enquanto Blood+ tem 50 episódios, mas poderia facilmente ser resumido em apenas 12 porque o resto é a Saya chorando.

Quando o anime começa, é frenético! Eu lembro que era maravilhoso, atmosférico, não sei dizer bem até que episódio, talvez o 6, sei lá... Mas aí a coisa começa a desandar, ficar meio estranha, até que finalmente chega a um ponto que só passam a ter dois tipos de roteiros e passam a acontecer no estilo par e ímpar. No episódio par acontece o roteiro 1 e no episódio ímpar o roteiro 2.

O roteiro 1 é Saya se lamentando "Oh não, eu não sou humana, eu estou colocando minha família em risco bla bla bla" e no fim do episódio ela foge. Aí vem o roteiro 2, o irmão de Saya a encontra e faz uma falinha sobre o poder do amor e a família e como a ama, no fim do episódio aparece um monstro e Saya tem que protegê-lo, por isso acredita no poder do amor e fica com ele. Aí no episódio seguinte o roteiro 1 de novo, ela começa a pensar "Eu não devia tá aqui, eu não sou humana!" e foge.

Sério, chegou a um ponto do anime que eu começava o episódio e já falava "Já sei!", e então dizia o que ia acontecer e lá estava. Parece que esse anime só tem começo e fim, e alguns eventos importantes picados no meio. Se passarem um filtro de filler nessa bagaceira eu duvido que não consigam encaixar até mesmo em menos de 12 episódios.

O design e animação, ao meu ver, não são perfeitos, mas são bem legais. Eu vi que tem muita gente descendo o pau chamando de medíocre, mas acho que é um dos pontos mais fortes do anime, ação tão bem elaborada que rapidamente se destaca. A paleta de cores é meio obscura e isso dá um ótimo charme, também adoro o design sombrio de vários personagens.

Enfim, péssimo anime, não recomendo pra ninguém. Talvez se acharem um filtro de filler aí sim valha a pena, mas se for pra ver inteiro, passe longe, são CINQUENTA episódios com uma vampira chorando e fugindo, uma faladeira sobre o poder do amor e da família, nossa, insuportável! Se você é fã de katanas, e gosta da ideia psicodélica de uma colegial vampira vestida de marinheira usando uma, recomendo assistir o filme mesmo kkkk.


Nenhum comentário: