Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

O Homem nas Trevas - Hora de um pouco de claustrofobia

Hoje vou falar sobre um tipo de filme que causa um terror peculiar em quem assistem. Estou falando daquela agonia de ser pego que mexe tanto com todos nós. Sabe quando você é criança e está brincando com um adulto e fica escondidinho em um lugar, ele sabe onde você está, mas finge que não e fica te procurando, e bate aquela tensão de "Ele vai me achaaarrr aiiiiiii!!!"? Pois é bem isso que esse filme causa.



Aqui temos um trio de bandidos que fazem pequenos furtos enquanto tentam melhorar de vida, até que ficam sabendo de um velho cego que mora sozinho em um lugar e que tem muito dinheiro. Nunca fizeram algo grande assim, portanto é perigoso, mas decidem ir de qualquer forma. No entanto todo mundo tem seus segredos e esse homem é um ex militar extremamente bem treinado e pronto para lidar com situações tensas.

O filme é o segundo longa metragem do Fede Alvarez, que foi responsável pelo remake de Evil Dead, e novamente tem a bênção de Sam Raimi, que ficou na produção da coisa. Ele manteve o seu estilo, com uma atmosfera bem pesada e a sensação de estar na escuridão com um cego extremamente fodão foi bem interessante.

Uma coisa que achei engraçado foi a presença do Dylan Minnette como um dos bandidos. Ele é o mesmo ator que protagonizou o filme Goosebumps, só que o engraçado é que aqui transmite a mesma essência, ou seja é como se fosse aquele mesmo personagem só que dessa vez no mundo da bandidagem e se dando muito mal kkkkkk. Aliás, to até criando uma teoria de que "O Homem nas Trevas" seja uma sequencia direta de Goosebumps e o personagem foi sugado pra um dos livros kkkkk.

Mas brincadeiras a parte, é um filme que achei muito bom, bem conduzido e com cenas extremamente claustrofóbicas. Aquela sensação de "Não se mexa, não faça nenhum ruído!". Aliás ficou perfeita a escolha do nome em inglês "Don't Breathe" (Não respire), a em português não ficou ruim, mas acho que não passa tão bem a essência da coisa.

Em alguns pontos o filme me lembrou bastante Rua Cloverfield, 10. Essa atmosfera de estar preso em um lugar com um cara perigoso é bem semelhante nos dois filmes, apesar de que aqui a coisa é bem mais pesada com os ambientes super escuros e a maneira tão mais agressiva que o cara tem, causando ferimentos realmente graves.

Apesar de que talvez esse não seja um filme que vá ficar marcado na minha vida, com certeza é um bom entretenimento com uma atmosfera peculiar. E isso já acaba valendo muito, pois uma das coisas mais chatas que se tem em filmes é aquela sensação de perda de tempo. Esses filmes que você assiste e são tão vazios que você só pensa em como poderia ter feito algo útil nesse tempo.

Enfim, não digo que é um filme para todos porque ele gera uma fortíssima sensação de incômodo e pode causar um aperto realmente desagradável em algumas pessoas, aquela agonia de querer que uma cena acabe logo. Mas sei bem que pra muita gente vai ser um bom passa tempo. Quem se interessar pode conferir aqui.


2 comentários:

Unknown disse...

Eu não entro nesse blog desde 2013 e Eu acabei de passar 2 dias lendo todas as postagems que Eu perdi...é 6 da manha senhor. oque que Eu to fazendo da minha Vida ;-;

Aika Dx disse...

Kkkk sei bem como é