Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

A terra em que Deus mentiu - Capítulo 59

Esse é um conto interativo onde após a leitura de cada capítulo, os leitores votam na decisão que o personagem tomará para a continuação. Antes de começar, leia o que veio anteriormente:


Por favor, leiam e apontem qualquer erro de português ou digitação, não precisam dizer em que linha está, apenas escrever o trecho e o acharei, isso garantirá que leitores que venham depois, possam ter uma leitura mais agradável.

Capítulo 59

Os dois recuam ao ver a criatura se aproximando, entram mais uma vez na sala do fim do corredor e fecham a porta. Elium rapidamente começa a se preparar, ele confere a arma de forma desajeitada, enquanto Ensis observa atentamente todos os cantos da sala, como se procurasse alguma saída, mas ela sabe que é improvável que vá achar qualquer outra forma simples de escapar da situação. Como estão no subsolo a coisa se complica mais ainda. O garoto pergunta:

-O que vamos fazer agora?
-Acho que não vai ter jeito, temos que lutar, provavelmente foi sua arma que atraiu esse alado pra cá.
-Eu sei... Mas se eu não usar mais uma vez, provavelmente vamos morrer.
-E se usar provavelmente vai atrair mais deles.
-Isso se não já estiver cheio lá fora, já usei tantas vezes aqui dentro.
-Bom, pelo jeito não temos saída, claro que posso tentar eliminá-lo sozinha com a espada, já lutei muitas vezes contra alados, mas nesse lugar apertado e contra múltiplos a coisa pode realmente ficar complicada.
-É melhor tentarmos com a arma mesmo...


Ensis abre mais uma vez a porta e Elium imediatamente dispara diversos tiros, os dois ouvem o som da criatura urrando e seguem em frente com cautela. Quando se aproximam o suficiente, o garoto vai para o canto direito da parede e espera. A guerreira parte em um ataque contra o alado, a criatura está fraca pelos tiros, mas ainda assim é capaz de ferir gravemente qualquer pessoa.

Ensis luta ferozmente em meio à escuridão, Elium aguarda um pouco e dispara quando acha seguro, sempre mirando bastante para a direita, já que sua companheira está lutando na esquerda. De repente o garoto ouve a voz de cobra do seu lado. Ele se assusta por um momento e percebe que a cela do homem misterioso está bem ali, dizendo:

-Me tire daqui e posso ajudá-la.

1 - Confiar e usar a arma para tirá-lo.
2 - Ignorar e continuar ajudando Ensis.

Desculpem a demora louca, mas no fim do ano passado tive uma sequencia imensa de problemas que se somou fácil com minha preguiça. Vocês tem até sexta pra votar.

Nenhum comentário: