Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 19 de novembro de 2016

Eerie Indiana - Cidade estranha e terror para crianças

Eu lembro que a primeira vez que bati os olhos em uma imagem de Eerie Indiana, já me apaixonei pelo seriado, isso foi no final dos anos 90 e a série passava no canal Fox Kids, meu amigo assinava NET e recebia todo mês uma revista de programação, eu devorava aquelas revistas vendo o que ia rolar, e quando vi uma imagem desse seriado, quis ver imediatamente. Era a foto de um garoto em preto e branco apresentando o garoto em uma bicicleta próximo a lugar com cara de abandonado, cheio de mato e uma placa de cidade escrito "Eerie Indiana" mas com um 666 subliminar no número da população e um corvo em cima da placa. Aquilo foi simplesmente muito atraente, fez com que eu me perguntasse que tipo de maravilha não estava me esperando ali.

A história se passa na cidade de Eerie, localizada no estado americano de Indiana, o foco dela é Marshall Teller, um garoto que acaba de se mudar para o lugar e logo percebe que é tudo muito estranho, há vibrações esquisitas ali, aparições, vultos e tudo quanto é tipo de estranhesa, no entanto ninguém consegue ver nada demais, a não ser o seu novo amigo Simon Holmes, um garoto um pouco mais novo e que percebe todas as esquisitices que estão rolando e os dois passam a investigar e tentar desmascarar as estranhezas.

A série foi muito aclamada na época de seu lançamento, que aliás, é fora da minha época e eu não sabia. Quando foi lançado na Fox Kids, era 1998 e ao meu ver era algo atual, e continuei pensando isso por anos, até atualmente quando fui pesquisar sobre o seriado e vi que foi lançado em 1991, ou seja... Sete anos antes! Não que os anos 90 tenham variado tanto assim, do começo ao fim aquela década pareceu tecnologicamente parada no tempo, diferente de 2000 a 2010 que você vê claramente que o nível muda. Mas mesmo assim foi estranho ver que eu estava aproveitando algo de outro tempo.

Os episódios apresentavam os mais variados tipos de bizarrices as vezes com efeitos especiais muito bons como a transformação de um lobisomem, que aliás achei bastante assustador e que certamente é capaz de fazer crianças ficarem com medo, e há outros episódios que vão ao trash absurdo, como a mulher que tem tupperwares (sim aquelas vasilhas de plástico de conserva), mas são as "foreverware" e servem para conservar corpos humanos e assim ela pode viver pra sempre pois dorme dentro de uma.

Esse é um seriado que infelizmente envelheceu com o tempo, isso porque lembro que na época eu via os episódios quando podia, mas ficava apaixonado, era um climinha de suspense tão interessante, mas infelizmente não conseguia ver constantemente, afinal de contas era algo da TV a cabo e não dava pra morar na casa do meu amigo kkkkk, mesmo assim as lembranças são ótimas. Daí revi a série inteira atualmente e vi que realmente é uma coisa voltada pra criança, ainda assim gostei bastante, tenho ótimas lembranças, mas não creio que se eu fosse conhecer hoje, me interessaria tanto.

Definitivamente Eerie Indiana pode ser considerado como um seriado cult, pois é algo que mostra um cenário amplo para ser explorado, nem todos conhecem e é nítido que foi bem trabalhado, pois mostra um monte de detalhes que nem todos vão realmente reparar, como por exemplo a quantidade de piadinhas a referências a filmes de terror muito antigos. A série inclusive é considerada como uma "obra Stephen King" apresentada no estilo dos Simpsons. É também uma das coisas que me fazem ver que desde minha infância eu já era apaixonado por coisas sombrias e histórias em cidadezinhas misteriosas.

Como falei, o universo pode ser bastante expandido e em 1997 na Fox Kids Americana foi lançado e em meio a empolgação, uma série de livros também foi lançada, no total foram 17 até 1998 e também mostram os mesmos personagens da série investigando novos casos. Nesse mesmo ano foi lançado um Spin-Off nomeado de Eerie Indiana em outra dimensão, que mostra novos garotos, seguindo o mesmo estilo da primeira, certamente fizeram assim porque os atores do primeiro seriado já estavam grandes e as crianças não iriam se identificar tanto.

Essa é uma daquelas séries que para quem gosta de ter conhecimento cult de horror, certamente vai querer dar uma olhada, e com certeza pode gostar bastante, é algo bem tranquilo e simpático, mas é preciso lembrar que é pra crianças e não pode esperar levar sustos, por isso é necessário ter mente aberta para coisas bobinhas acontecendo.

De certa forma me lembrou Twin Peaks, que aliás, é uma série tão bizarra quanto, é como se pai e filho. Twin Peaks para o público adulto e Eerie Indiana voltada para crianças. As duas tem uma fotografia muito semelhante, e também são da mesma época e inclusive em um dos episódios tem até uma referência em que Marshal fala "É VOCÊ" e o garoto do cabelo cinza diz "Bom... Não é a mulher da tora", se referindo a mulher que conversa com uma tora em Twin Peaks e carrega pra todo lado. Se você é fã de histórias de terror, certamente vai gostar da atmosfera clássica.

Enfim, com certeza é capaz de marcar e bate aquela sensação nostálgica de algo que ficou perdido no tempo, como se Eerie estivesse lá em 1991 cheia de mistérios, acho que nunca vou esquecer da cena final do último episódio com Simon cantando uma musiquinha e dando um sorriso, bateu aquela sensação de perda, mas ao mesmo tempo de que valeu bastante a pena. E aproveitando, vejam também a matéria sobre Goosebumps que é outra série de terror dos anos 90 que eu sou apaixonado pra caramba. E você, conhecia Eerie Indiana? É fã? Compartilhe! =D

Nenhum comentário: