Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Silent Hill 3 - Uma verdadeira obra prima do terror

Que saudades de Silent Hill 3... Esse é um dos jogos que tenho um imenso carinho e que marcou meu coração *-* ! Eu lembro que depois que zerei Silent Hill 2, o jogo se tornou automaticamente o meu favorito da franquia e isso nunca mudou. Então quando o terceiro foi anunciado para sair em outubro de 2003 para PC, aquilo me deixou simplesmente eufórico.



Uma das coisas que se destacou na época foi o tamanho da demo, eram quase 500mb, ou seja quase o tamanho de um CD e em 2003 um CD era o tamanho padrão de um jogo, se chegasse a dois significa que realmente era um jogo muito grande. Agora imagina a reação do povo ao ver uma mera demo com esse tamanho? Isso somado às conexões limitadas das pessoas (a maioria ainda usando conexão discada) e os HD's minúsculos fez com que muita gente ficasse revoltada.

Mas a verdade é que fazer o que né? Baixa a demo quem quer, e não demorou muito para entender o motivo do negócio ser tão grande. Isso porque era um jogo extremamente bonito e bem detalhado. Não apenas na parte gráfica, mas também na sonora que tinha uma qualidade maravilhosa, além de belos efeitos. A versão final do jogo saiu com 5 CD's.

Quando o jogo foi anunciado, um menino me mostrou fotos do jogo e eu não acreditava que aquilo eram mesmo gráficos de um jogo. Eu falei que só podia ser CG e ele disse que não, foi algo que me deixou muito desconfiado, mas no fim realmente eram os gráficos. Uma das imagens que mais marcou foi do Douglas Cartland se apresentando, essa:
A imagem era exatamente essa aí, em baixa resolução mesmo. Até pra hoje em dia o gráfico continua muito lindo, esses detalhes da barba e o modelo em geral são fantásticos. Pra algumas pessoas pode não impressionar, mas era 2003! Uma época em que ainda era normal ver modelos de personagens que não mexiam a boca e que o rosto inteiro era uma foto. Sendo assim esse visual era inacreditável!

Para o meu azar, esse jogo não rodava no meu computador, ele precisava de um recurso que me atormentou por anos, o Pixel Shader 2.0, algo que minha pobre placa de vídeo MX440 não tinha. Mas eu queria tanto jogar que fui na base da gambiarra mesmo e assim usei o programa 3D Analyzer, que fazia jogos pesados rodarem em PC's vagabundos.
Foi só a bagaceira, pra vocês terem uma ideia, existiam algumas salas que o PC simplesmente não rodava e ficava completamente em branco. Ou seja, eu entrava na sala e ficava entrando no mapa pra ver como ela era, daí jogava às cegas kkkkkk. Realmente a vontade de jogar esse jogo era grande demais.

Silent Hill 3 é considerado por muitos dos fãs como o verdadeiro Silent Hill 2, isso porque ele é a continuação direta do primeiro jogo da franquia. Até então o que tínhamos da franquia principal desse universo eram dois jogos com personagens e histórias completamente diferentes, se ligando apenas por se passarem na mesma cidade.

No caso, o terceiro jogo da franquia te coloca no papel de Heather Mason, filha de Harry, o protagonista do primeiro jogo. E se passa 17 anos após os acontecimentos de Silent Hill. Dessa vez mostrando o antigo culto se aproximando da garota e querendo que ela faça algo que a princípio não é claro.

Esse jogo carrega muito da jogabilidade apresentada em Silent Hill 2. Então quem jogou, vai se sentir bem em casa, no entanto a atmosfera é bastante diferente. Aqui você controla uma adolescente e ela transmite bem as sensações, medos, desespero e confusão em relação ao que está acontecendo ao seu redor. É difícil não criar um carinho pela Heather, você zera, o tempo passa e fica a sensação de que parece uma amiga que você não vê há muito tempo.

É bastante incrível como a história é conduzida, com Heather aos poucos descobrindo o que essas pessoas querem e tendo que enfrentar criaturas bizarras. Como falei na matéria sobre a essência de Silent Hill, cada pessoa vê as criaturas em formas diferentes, baseadas em suas próprias dores. Aqui a coisa não é diferente e ela tem seus próprios.

Mas um destaque é como em relação a jogos anteriores os da Heather são gigantescos, isso assusta pra caramba, pois alguns conseguem cobrir passagens inteiras em corredores. Agora imagina você desviando de um monstro e correndo feliz porque vai economizar balas, daí dá de cara com outro gigantesco, ficando entre os dois. Isso dá um medo enorme!

Eu já comentei aqui no blog sobre a maravilhosa trilha sonora de Silent Hill, mas a do terceiro jogo tem um destaque especial por entrar em uma nova era da música da franquia, pois é quando elas passaram a ser cantadas. O melhor é que foram feitas especialmente para ele, sendo assim quando está em um momento triste e começa uma música, ela tem realmente a ver com aquilo, transmite demais o sentimento da coisa.

Enfim, Silent Hill 3 é um jogo maravilhoso, usa mecânica de survival horror antigo, se esforçando para te deixar apavorado. Além disso é um baita de um clássico, se você é fã de terror, não pode deixar de dar uma conferida nessa maravilha. Infelizmente o jogo não está disponível a venda na steam, mas você pode comprar a versão remasterizada que vem o 1 e 2 juntos por um preço extremamente barato.


Nenhum comentário: