Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

SteamWorld Heist - Estratégia tática com toque steampunk

Quando eu conheci Steamworld Dig, nem imaginava o quanto ia ficar viciado naquele joguinho, cada vez que eu abria acabava perdendo a noção do tempo, simplesmente era muito divertido e foi uma tristeza acabar zerando rapidamente. Então quando vi o anúncio de SteamWorld Heist, fiquei muito feliz, porém assim que a jogabilidade foi revelada, fiquei decepcionado, isso porque vi que não era uma sequencia, mas sim um Spin-Off do jogo.

No entanto é claro que eu precisava dar uma conferida, afinal sabia que era uma obra dos mesmos criadores, sendo assim o que impedia de fazerem outro jogo maravilhoso porém dessa vez com o estilo de estratégia tática? No entanto eu queria tanto que fosse uma continuação de Steamworld Dig que fui com o pé bem atrás.


A história se passa em um universo steampunk, porém não há humanos, apenas máquinas humanizadas. E além disso conseguiram conquistar o espaço, portanto naves espaciais constantemente viajam fazendo trabalhinhos. É um universo de piratas e caçadores de recompensas. Você controla uma capitã de uma nave e vaga pelo espaço explorando e fazendo os mais variados tipos de serviços.

Tenho que assumir que eu não me apaixonei tanto por ele quanto me apaixonei por Steamworld Dig, no entanto de maneira alguma esse jogo é ruim. Eu o achei realmente muito gostoso de se jogar, não é de admirar que no momento em que estou escrevendo essa postagem, ele tem 305 análises no steam e apenas 4 delas são negativas!

A jogabilidade é daquele estilo onde você tem uma nave espacial em que pausa entre as missões e pode organizar suas coisas. Essa nave te permite ir a lugares tranquilos do universo como bares e vendedores espaciais. No entanto ela também te leva até as missões, permitindo invadir bases e naves inimigas.

Quando você entra em terreno hostil, o jogo passa para uma jogabilidade em turnos. Cada missão tem um limite de personagens, alguns podem ter mais, outros menos. Você deve deve mover um por um, podendo se esconder atrás de lugares e usar habilidades como cura. A coisa é bastante semelhante ao atmosférico Hard West, com um limite de posição para movimento e um "pós-limite" que estende a distância em que você o posiciona mas se entrar nessa linha não poderá fazer a ação seguinte, que normalmente é atirar.

Uma das coisas charmosas é que apesar da coisa ser em turno, a mira é algo em tempo real e algumas das balas ricocheteiam. Sendo assim se você tiver com um laser equipado, pode ver perfeitamente o percurso que ela vai passar, além disso o personagem fica se movimentando, então ela fica balançando pra cima e pra baixo e é preciso esperar o momento certo para apertar o gatilho.

Outra coisa maneira é que existem eventos durante as missões, por exemplo alarmes que fazem aparecer inúmeros inimigos. Isso gera um certo desespero, te faz querer alcançar o objetivo rapidamente e evacuar antes que a coisa fique absurdamente feia. Isso sem contar que as naves são geradas de formas aleatórias.

Enfim, se você fica fascinado com aquele climinha de filmes de velho oeste, mas também adora uma ficção espacial tipo o agitado Serenity, certamente vai adorar essa mistura, aqui temos verdadeiros cowboys espaciais. É um jogo que merece as notas altas que tem. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.

Nenhum comentário: