Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 17 de julho de 2016

Block'hood - Um inovador simulador de cidade ecológica

Tem alguns jogos que sem sombra de dúvidas gostam de dar uma inovada usando elementos que já vimos em outros jogos e esse é bem o caso de Block'hood, que é um tipo de CMS, mas eu nem sei se essa definição se encaixa bem para esse caso, pois não é bem uma administração de negócios, mas ainda assim você tem que fazer a coisa funcionar.


Aqui você é um tipo de arquiteto e deve construir um ambiente urbano/ecológico, que é designado a tarefas de elaborar prédios que funcionem e com recursos que possam se renovar e ter uma fonte fluída de "alimentação". Assim como o viciante Poly Bridge, esse jogo não tem um foco na história mesmo, é muito mais uma experiência para a diversão de ver suas criações funcionarem e a satisfação de conseguir vencer desafios.

Esse é mais um jogo que acaba naturalmente lembrando a infância e aqueles LEGOS maravilhosos, ou qualquer outro brinquedo nesse estilo de construir. Sabe aquela sensação de orgulho quando você terminava uma obra? Pois é, aqui a coisa é a mesma, você vai montando na base dos bloquinhos sendo que cada um representa algo.

Então o que temos é um jogo de construir cidade onde você só constrói uma estrutura por vez, há um espaço limitado dividido entre quadradinhos e você deve ir colocando um em cima do outro. Mas diferente de um lego, o que temos aqui não são peças com formatos diferentes, mas sim blocos com utilidades diferentes.

Cada bloquinho é útil para alguma coisa, por exemplo tem o bloco de energia solar que vai abastecer seus prédios, tem o bloco de poço para trazer água para o lugar, ou o bloco de árvores para fazer com que seja um ambiente com ar fresco. E assim você vai vendo as necessidades da coisa e montando aos pouquinhos.
Mas alguns blocos tem que ter uma fonte de alimentação para poderem produzir coisas, sendo que os mais básicos são os blocos de árvore, que precisam estar ligados a um bloco de água que aí sim poderão funcionar direito e continuar trabalhando até "quebrarem". Isso porque cada bloco tem seu tempo de vida e com o tempo vai ficando cada vez pior.

No entanto como falei, esse é um simulador de ambiente urbano, então embora tenha diversas opções de coisas relacionadas a natureza e seja necessário haver uma harmonia ou até mesmo a possibilidade de construção de fazenda, não são apenas blocos naturais que estão presentes, mas principalmente os de coisas não naturais como blocos de passarela para que as pessoas tenham acesso a certos pontos e blocos de elevador que te permitem colocar novos blocos um em cima do outro e assim criar vários andares.

Você pode jogar no modo desafio em que tem um objetivo a ser cumprido, algo semelhante ao jogo Romopolis, ou se quiser apenas construir algo sem "zerar", pode optar pelo modo sandbox em que você pode configurar a coisa para apenas se entreter enquanto aumenta cada vez mais a sua construção e faz experiências.

Enfim, esse é um daqueles jogos que passa uma sensação de paz com o seu visual super limpo e uma beleza intensa, tendo ciclo de dia e noite pra você ver as luzes acendendo e apagando. Pode ser uma ótima opção para passar o tempo. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.

Nenhum comentário: