Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 2 de julho de 2016

Berserk 2016 - O retorno do anime quase 20 anos depois

Eu já falei aqui no blog o quanto sou apaixonado por Berserk, aquele universo é simplesmente intenso demais ao meu ver, algo puramente atraente. A essência daquele universo é única demais, um universo medieval tão pesado, aquele climinha apavorante de ser perseguido por demônios e a forma que você não pode se apegar aos personagens pois por mais fofinhos e engraçadinhos que possam ser o autor não tem medo de matá-los da forma mais horrível.

Muita gente presenciou pela primeira vez um universo medieval sem medo de matar protagonistas com a série Game of Thrones, mas em 1989, oito anos antes do primeiro livro da franquia de George R.R. Martin, Berserk já apresentava muitas surpresas com personagens sofrendo muito e morrendo. Porém a essência das duas obras é diferente, o mangá tem aquele climinha de coisa amaldiçoada, de medo, é uma atmosfera bem única.

Hoje em dia existem anime violento o tempo todo, mas Berserk foi um que se popularizou e ganhou destaque. Isso porque é antigo (de 1997), então muito antes de diversos animes sangrentos ganharem popularidade, ele chegou primeiro. Somado isso ao fato de não ser genérico, acabou naturalmente entrando no coração de muitas pessoas. Lembro que quando assisti com meu amigo lá por 2002, ficamos procurando o episódio 26 por um baita tempo, afinal de contas como diabos um anime poderia não ter final? Como poderia acabar na parte mais épica de todas?

Quando parti para o mangá, aí sim me apaixonei de vez, o arco da Era de Ouro foi a parte apresentada no anime, que é todo como se fosse um flashback, já que a primeira cena é depois que a coisa já ficou preta, o arco do Cavaleiro Negro. Porém o anime acaba exatamente quando vai entrar nesse arco. Depois vieram os filmes em 2012, que obviamente me animaram demais, porém novamente apresentarem o arco da Era de Ouro.

Então quando foi anunciado um novo anime para 2016, eu fiquei louco com isso. Mas logo pensei "Vai ser a Era de Ouro de novo...". Era mais fácil deixar nas mãos dos fãs mesmo, como foi o caso daquele maravilhoso curta metragem em live action mostrando um vislumbre do arco do Cavaleiro Negro. Só que felizmente eu estava errado! Eles realmente decidiram fazer uma continuação para o anime de 1997. E finalmente pude conferir aquele universo mais macabro do que nunca em uma versão em animação.

Infelizmente nem tudo é maravilha né? E já vou avisando que vou descer o cacete nesse anime, por mais que me doa fazer uma coisa dessas com Berserk. Mas infelizmente parece algo meio "afetado", criado por uma equipe que não é apaixonada por Berserk, ao menos essa foi a sensação que tive. Enquanto os filmes foram algo maravilhoso com uma essência super forte, esse anime não é. E isso foi um soco no estômago pra mim, pois pensava que ia ser quase uma sequencia direta dos filmes, com mesma qualidade e tudo mais.

Tudo começou quando vi o primeiro trailer, que vi que o anime seria completamente em 3D. Mas era algo muito feio, muito travado. Não era como o 3D usado nos filmes que era aquela coisa suave, bonita de se ver e que realmente se misturava com 2D. É um bagulho estranho demais, aquela sensação de estar vendo uma cutscene de jogo que não usa CG, mas sim mostra a própria gameplay rolando.

Mas beleza né? Eu assisti Ajin e amei, então por que não poderia amar Berserk também? Então quando finalmente fui assistir a coisa, vi que realmente me incomodou menos do que eu imaginava, até que foi algo bem tranquilo. Incômodo, mas não insuportável, foi como estar assistindo um episódio de Max Steel kkkkk.



Outra coisa que me desagradou, foi o fato de misturarem os arcos. Sabem, depois de esperar tanto tempo eu imaginava que a coisa seria puro amor. Algo bem rígido mesmo, é um anime com uma baita quantidade de fãs, com um nome forte, uma história forte. Precisava mesmo mudar a coisa? E eu não to falando que tenha ficado horrível porque mudaram, mas parece desnecessário, é algo que sinto que não tinha que mexer, poderia seguir seu fluxo naturalmente.

Afinal é perigoso ficar brincando com obras que já funcionam muito bem né? Meio que soa como aqueles diretores excêntricos de Hollywood que vão adaptar algo "E SE AO INVÉS DE FAZER ISSO, NÓS FIZÉSSEMOS A VILÃ SE APAIXONAR PELO MOCINHO E O MOCINHO VIRAR O VILÃO E...", sabem? E eu sei bem que existem obras que podem funcionar de forma fantástica com mudanças, mas no caso de Berserk o negócio tem tanto conteúdo, pra que pegar coisa lá da frente como se fosse cobrir filer?

E por fim, talvez a coisa que mais me irritou foi a música. Quando vi a abertura eu nem podia acreditar. Eu sei que a abertura do primeiro anime de Berserk é bem tosquinha, mas ela dá pra perdoar afinal de contas era um anime de 1997 né? Agora o que eu esperava da abertura do anime só tem um nome que é mais do que ÓBVIO, e esse nome é Susumu Hirasawa. Como assim depois de todos esses anos os caras não colocaram a coisa que os fãs realmente queriam? Ao invés disso tem essa porra aqui:
Fala sério, que diabos foi isso meu? Os caras colocaram uma abertura genérica de anime, uma musiquinha qualquer e um monte de ceninhas aleatórias que não precisam de sincronia alguma, podendo ser facilmente substituídas por outros momentos. Pra falar a verdade estou surpreso de não terem colocado um grupo de colegiais correndo sorrindo em um campo e uma garota abraçando um bichinho fofinho, eles só podem ter esquecido porque é óbvio que essas cenas estão faltando aí.

Estão defendendo que a letra é o que importa, levando essa lógica então poderiam colocar a Britney Spears pra cantar no mesmo estilo, desde que a letra tivesse a ver. Qual é né? Isso não cola! Sim, a letra é importante, mas Berserk a trilha sonora dessa obra passa uma baita essência na melodia. Susumu Hirasawa já se impregnou nesse anime e os caras colocam uma bagaceira dessas que se pode ver em qualquer outro anime? Eu gosto de rock, acho legal, mas em um anime medieval tão sombrio a coisa parece ser distorcida demais. Se fosse pra fazer isso deviam ter colocado logo a abertura do primeiro anime, que pelo menos ia ser nostálgico e uma surpresa rever aquilo.

E o pior é que os caras nem se esforçaram em ao menos tacar cenas legais para acompanhar essa música genérica aí. Bem que podiam ter feito algo bem bolado né? Uma sincronia com a música, um trabalho de ligação entre as cenas. Mas não, ao invés disso o clima é "Vamos pegar um monte de cenas aleatórias aí, tacar junto e depois colocar uma musiquinha animada com guitarras, pronto! É a abertura de Berserk!".

Mas a coisa vai além, eles não se limitaram a música tosca apenas na abertura, a coisa rola durante o anime também. Sei que aqui é questão de gosto, mas conhecendo o universo sombrio de Berserk, o clima de medo e a sensação de algo escondido nas trevas, ver Guts lutando contra um monte de criaturas e tá umas guitarrinhas tocando é simplesmente algo que parece distorcer a essência da coisa. Sei que colocaram as guitarras pra ser empolgante tipo "Olha lá! O cara com a espadona detonando os monstros e umas guitarras IRAAADAS tocando! Isso é demais cara! Uhul!", mas a sensação que tive foi exatamente o contrário.

Mas agora sendo um pouco menos "fã chato", é sim um anime legal. Ele é sombrio apesar de tudo, acredito que se eu não conhecesse Berserk iria ficar impressionado com a atitude filho da puta do protagonista e a matança de personagens fofos já no primeiro episódio. Não acho que seja uma merda, mesmo com coisas completamente desnecessárias ele ainda consegue ser melhor que a legião de animes genéricos que temos aí.

Então o que tenho a dizer é que nesse anime desperdiçaram uma chance enorme de fazer uma obra puramente épica, algo visto como cinco estrelas tanto para fãs novos quanto para antigos. Sinto que não foi colocado nas mãos de uma equipe competente mas que Berserk é tão bom que mesmo com o esforço do estúdio em estragar a coisa, ainda saiu algo legal. Não foi algo tão horrível como a adaptação de Gyo, que tiveram as manhas de transformar um mangá de terror perturbador em uma comédia paspalhona, mas ainda assim você sente que não tem paixão na coisa. Para quem se interessar em ler, Berserk foi publicado no Brasil pela Panini.
 

6 comentários:

Saitama - sama disse...

Véi, que abertura é essa? Só faltava o Gats soltar um rasengan. '-'

Além de todos esses problemas, acho que o anime ainda vai passar por uma censura. (palavras ditas por Saitama Diná) Realmente existem animes violentos pra caralho ultimamente, mas a TV japonesa é meio diferente nos dias de hoje, não dá pra exibir um Gantz ou Genociber da vida hoje em dia. Pode até ser violentinho o negócio, mas não vai ser a mesma coisa do mangá, pode ter certeza. -_-

Fabio disse...

Ae Sky, já assistiu Mushishi? Da uma procurada, acho que vai se interessar, é bem diferenciado

Skywalkerpg disse...

Já ouvi falar dele algumas vezes, mas nunca fui atrás. Vou adicionar a minha lista de animes pra dar uma conferida depois. Obrigado. =)

Rian disse...

Porra eu não poderia deixar de comentar algo a respeito de berserk. Eu vi esse anime á poucos minutos, e que decepção cara. Pelo menos aqueles filminhos que soltaram tinha a música Forces... Que animação 3d de merda foi essa cara. Eu só gostei do início, aquele lago com a cor meio lilás pela luz do céu amanhecendo com aquele grupo religioso de farnese refletindo sobre o que aconteceu e etc... A abertura eu só gostei das imagens, mostrar os antigos personagens que eu gostava tanto do bando de falcão que morreram. Mas no geral a abertura e o encerramento eu achei uma MERDA, aquele estilo popzinho de hoje em dia, tudo frenético, tudo estiloso demais, tudo lixo tóxico.

A animação 3D é o que mais está me deixando puto, só vou acompanhar para ver as passagens que li no mangá em versão animada, mas sempre com aquele rancor por dentro de estar vendo algo que podia ser tão bom se tornar isso aí....

Eu já acho que guri que segue o gats chato pra cacete, a animação 3D dele consegue ser pior que ele em si, ele carregando as canecas parecia uma massinha se mexendo, que tosqueira mermão...

Eles ainda ousaram em por cenas que não haviam no mangá, uma cena de tentáculo hentai com a Caska, sendo que tecnicamente não é mostrando no mangá os monstros estuprando ela, apenas despindo-a até o griffith chegar e fazer aquilo lá.

A espada do guts tem som de frigideira batendo Sky, som de frigideira. Eu sei que é um ferro batendo em armaduras, mas ponha pelo menos uns ossos quebrando, carne fatiando, enfim....

Eu gostei muito do anime antigo, ele não possui tudo o que o mangá oferece, mas as músicas, tanto da abertura e encerramento, como a trilha sonora que toca no fundo no decorrer do anime é muito boa, tem uma essência triste ali, séria. Esse novo anime não possui nada disso cara.

Enfim... Torcer para que eles melhorem a animação, e que seja pelo menos tragável assistir o anime e ver certas cenas interessantes, como foi aquela do rio, entre outras coisinhas... O puck também é outra merda, mas já falei demais.

Rian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rian disse...

Devo adicionar umas coisas... O anime é muito melhor que outros animes que estão na praça aí hoje em dia... Não por mérito do estúdio, e sim por se espelharem em um grande mangá, só por isso ele passa por cima de muito anime lixo genérico que temos hoje em grande safra.
Eu ouvi boatos que essa música de abertura tem muito coisa haver com essa parte do berserk, olhando pelo contexto da letra, mas pra mim foda-se, eu quero algo marcante e nostálgico e respeitoso, como foi o anime antigo, e não essa diarreia adolescente.
Ainda vale a pena acompanhar, vai que eles melhoram esse 3D, ainda é meio cedo pra ter certezas, mas já começou com aquele cheirinho de cocô de bebê pairando no ar, vou estar de olho.