Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 21 de março de 2016

A terra em que Deus mentiu - Capítulo 43


Esse é um conto interativo onde após a leitura de cada capítulo, os leitores votam na decisão que o personagem tomará para a continuação. Antes de começar, leia o que veio anteriormente:


Por favor, leiam e apontem qualquer erro de português ou digitação, não precisam dizer em que linha está, apenas escrever o trecho e o acharei, isso garantirá que leitores que venham depois, possam ter uma leitura mais agradável.

Capítulo 43

I

Tenho que me acalmar! Não posso entrar em pânico, talvez eu deva sentar e chamar baixinho por Ensis, acordá-la para nos proteger. Não... É melhor eu não usar minha voz, ficar calado, isso aumenta minhas chances de surpreendê-los, estamos em total escuridão, talvez seja melhor apenas usar meu pé para mexer nela, certamente vai perceber logo que algo estranho está acontecendo.

Me aproximo vagarosamente e a empurro, faço isso com força, mas... Estou meio tonto... Isso só pode ser aquele dardo que atiraram em mim, que não seja veneno, se for veneno é isso, é o fim pra mim. Droga, eu devia ter me sentado, pouparia minha energia, evitaria se espalhar, mas o efeito disso é bem forte pelo jeito.

Caio de joelhos no chão e depois de bruços, não consigo mexer meu corpo, apenas consigo piscar. É melhor eu me acalmar, não há o que fazer, torcer para que Ensis acorde. Acho que ela está se levantando, não tenho certeza, parece bastante silencioso aqui, talvez seja porque ela é uma guerreira muito bem treinada e tenha entendido de imediato e sido cautelosa, ou talvez ela simplesmente não tenha despertado, eu devia ter a chamado.

Ouço alguns sussurros no silêncio, já ouvi esses sussurros várias vezes nesse tempo que passei no pântano, eles sempre conversam dessa maneira, são discretos, não tenho ideia do que estão planejando, mas é sempre muito assustador ouvir essas vozes tão baixas e saber que estão me observando, provavelmente falando algo relacionado a mim.

Que escuridão intensa, será mesmo que hoje a noite está tão escura? Que nenhum raio de luz vindo da lua é capaz de iluminar um pouco esse lugar quando não se tem uma fogueira? Mesmo que de uma forma fraca? Ou será que essa substância em meu corpo está deixando minha visão cada vez mais escura e por isso apenas consigo ouvir?

II

Sinto meu corpo no chão, ainda estou de bruços, meus olhos fechados, mas há algo diferente, o que aconteceu? Eu cochilei? Não... Acho que dormi, mas estou vivo ou ao menos pareço estar a não ser que exista uma outra realidade além daquela que ninguém fala para não atrair alados. Espero ter ficado bem, mas duvido.

Fico imóvel por um momento, quero parecer dormindo antes de qualquer coisa, estou deitado em algo gelado, cheira mal, provavelmente lama do pântano, minha boca está um pouco aberta e sinto o sabor horrível desse solo, se eu não fosse acostumado a provar coisas nojentas em experimentos provavelmente não aguentaria continuar fingindo e teria uma ânsia de vômito agora mesmo.

O som ao redor parece diferente, ouço pequenas criaturas comuns pela manhã, certos tipos de sapos e insetos, levando em consideração o tom mais claro em minhas pálpebras fechadas eu imagino que tenha amanhecido. Isso deve ser bom, ao menos se abrir os olhos poderei observar o que acontece ao meu redor.

Não sinto o calor da fogueira, ah é mesmo... Ela foi apagada ontem, costumávamos deixá-la acesa constantemente, a fumaça afasta alguns insetos o que é um alívio. Com certeza aqueles que nos atacaram não iriam acender de novo, a não ser que as histórias sobre bruxos comedores de pessoas seja real, mas duvido que esse chão seja de uma cabana de bruxa.


Ouço então alguns sussurros em meio ao som feito pelos bichos do pântano, cada vez os sussurros se tornam mais rápidos. Eles estão aqui, eles já não estavam? Então eu estava sozinho, certamente foram fazer alguma coisa, mas agora estão voltando.

1 - Abrir os olhos, se levantar e correr.
2 - Continuar deitado pra ver o que vai acontecer e esperar os sussuros pararem.


Vocês tem até dia 23 pra votar, por favor apontem os erros cabulosos de português, digitação e palavras que inventei que acharem aí (e os erros discretos também Ò_Ò).

2 comentários:

yasmin k. disse...

Fui ver só agora q já tinha saído o capítulo 42, ñ sei por onde andei semana passada....

Voto na opção 2.

E com os erros de português não poderei colaboras, sou uma lástima quando se trata da nossa língua, haha

alex5432 disse...

Vixi estou indeciso, eu votaria em "abrir os olhos de leve pra ver se noto algo, mas tentar que percebam que estou acordado" mas não tem essa opção :\

Vota na 2.