Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Você sabe o que é um jogo em 60fps e 1080p pra cima?

Uma coisa que ganhou destaque na sétima geração de consoles, foi o tal do 1080p e 60fps que fanboys de computador tanto gostavam de esfregar na cara de consolistas, gerando a típica briguinha sem fim. Mas no final das contas, muita gente se acostumou tanto com essa briga, que nem sabe do que diabos se trata, apenas entendia que os tais 1080p e 60fps eram melhores. A verdade é que essa é uma questão muito simples e esse é o tema dessa matéria.

Primeiro vamos começar pelos tais dos 1080p. Vocês lembram da matéria onde falo sobre como melhorar a resolução do seu PC? No início dela eu dou uma breve explicação sobre o que é resolução e em como deixam as coisas quadradas. Essas resoluções são simbolizadas por LarguraXaltura em relação a quantidade de pixels que tem no monitor.


Então o P é de pixels (aqueles quadradinhos de uma imagem que você pode ver quando aumenta muito ela), e o 1080 é o tamanho da altura, ou seja LarguraX1080p, sendo que o padrão de largura é praticamente sempre 1920, ficando assim a resolução 1920x1080.

Ou seja, quando uma pessoa fala que um jogo tem 1080p, significa que ele apresenta uma imagem que contém 1080 pixels de cima a baixo e 1920 pixels de um lado ao outro, formando assim uma imagem muito detalhada, pois se fosse por exemplo 480p (maior resolução que o playstation 1 suportava), você via aquelas imagens em 3D, mas com quadrados enormes na tela, isso porque como tinha menos pixels, a tela tinha que compensar, e como ela compensa? Esticando tudo! E o que acontece quando algo fica esticado? Todo mundo vê mais claramente os quadrados.

Uma resolução 1080p deixa as coisas tão pequenas, que ficam mais detalhadas, bem mais agradáveis de se ver. Mas uma resolução 720p já é também considerada HD, inclusive tem pessoas que acreditam que 720p é tão pequeno que ser ou não 1080p, não faz diferença alguma e que é pura frescura das pessoas.

Então se já dizem isso de ser o limite em 1080p, imagina 4k (3840×2160p)? Mas lembrando que acontece sim de se atingir um limite, dependendo do tamanho do monitor, chega a um ponto que os pixels estão tão pequenos, que ficar menor que aquilo não vai mudar nada. O 4K é considerado o limite para uma televisão doméstica.

Mas beleza visual não quer dizer fluidez, e é nessa parte que entramos nos 60fps, que simbolizam o quanto as coisas vão parecer realistas graças a movimentação. Por exemplo, sabem a Katsudō Shashin, a primeira animação feita no Japão? Ela é uma animação de baixíssimo fps, você consegue ver se mexendo, mas não é nada fluído, pois tem pouco mais de 16fps.

Então o que você tem que pensar é em uma imagem como animação tradicional, no caso da animação citada, ele tem 50frames (quadros de desenho) no total, e quando colocadas uma atrás da outra, faz parecer que o personagem está se movimentado. Daí você pega 50frames, divide pela quantidade de segundos da animação, que no caso são 3 e tem pouco mais que 16, ou seja 16 Frames Por Segundo (16fps). Naturalmente em jogos não existem telas pré-definidas, ao invés disso acontece uma renderização em tempo real, então o fps é mais simbólico em relação a fluidez da coisa e taxa de atualização do que se vê na tela.

Um jogo padrão a 30fps te faz ver as coisas normais, é jogável, é divertido e tudo mais, porém um jogo a 60fps te faz notar uma fluidez muito maior, é como se o que você estivesse vendo, fosse algo gravado de uma câmera e estivesse acontecendo naquele instante, entendem? Você sente um realismo a mais, parece muito natural.

Com 30fps a velocidade das coisas é compensada com borrões na hora do movimento. Você já pausou algo em um momento exato e viu a tela distorcida porque estavam acontecendo coisas rápidas naquele instante? Em 60fps essa distorção é imensamente maior ou simplesmente desaparece por completo, isso porque são capturados tantos quadros por segundo, que mesmo que uma coisa se mova rápida demais, ao pausar, a quantidade de quadros que capturou aquilo vai conseguir pegar aquele instante.

Em alguns casos com uma quantidade grande de fps, é possível se ver qualquer coisa em câmera lenta, pois a quantidade de quadros que se tem é tão alta, que você pode filmar aquilo (com o equipamento adequado e tão potente quanto, é claro) e depois assistir acontecer em câmera lenta o que o seus olhos simplesmente não conseguiram acompanhar. Confiram esse vídeo aí embaixo em tela cheia e em alguns momentos do vídeo pause e observe as árvores ao redor, você vai ver a distorção:

Lembrando que essa é uma matéria sobre jogos, e a taxa de FPS varia muito, por exemplo se você jogar um Final Fantasy IV da vida, não tem lógica ele ter suporte a 60fps, pois o jogo vai ser tão lento, que não faz diferença no fim das contas. Mas se você for jogar um jogo agitado como Far Cry Blood Dragon, cheio de explosões, correria, carros, dinossauros soltando lasers pelos olhos e florestas entrando em chamas, aí a diferença vai ser total.

Um detalhe interessante é que cinetose (aquela doença que dá em muitos gamers), ataca em algumas pessoas quando assistem coisas com FPS altos demais, a taxa de quadros simplesmente faz a pessoa querer vomitar quando vê algo tão fluído acontecendo.

Então resumindo, um jogo 1080p é um jogo com um visual maravilhosamente nítido, tendo ou não gráficos bonitos, lembram de como jogos de gamecube ficam tão mais bonitos no PC? Isso porque a resolução do PC é muito superior, mas os modelos são os mesmos. Já 60fps é o quanto você verá as coisas acontecendo de forma lisa na tela, dando a impressão de que estão acontecendo naquele instante.

Agora fiquem com Metal Gear Solid V: The Phantom Pain rodando a 4K em 60fps, por favor assistam em tela cheia é claro, e já aviso que nem todo mundo vai conseguir ver inteiro, portanto se seu monitor não suporta 4K, você verá apenas no máximo de resolução que ele oferecer:

Nenhum comentário: