Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

The Last Kingdom - Série baseada nas Crônicas Saxônicas

Em 2004 uma série de livro teve início, são as Crônicas Saxônicas, e o primeiro se chama "O Último Reino", que dá nome à série lançada em 2015. Vi muita gente dizendo que é uma série que foi feita como resposta ao sucesso de Game of Thrones, que também é baseado em uma série de livros medievais. No entanto eu acho que é muito mais adequado colocar The Last Kingdom como um concorrente da série Vikings ou até mesmo a violenta The Bastard Executioner, pois é bem no mesmo estilo, algo mais pés no chão e localizado em nossa realidade.

A história apresenta um inglês chamado Uhtred e se passa no século IX, quando tem apenas nove anos de idade, o seu lar é atacado por dinamarqueses, os homens são massacrados e o jovem fica carregado de fúria, atacando desesperadamente um Jarl, que acha engraçado a irritação do garoto, fazendo assim com que decida levá-lo e adotá-lo. Com o tempo o garoto percebe como sua vida fica muito melhor e passa a amá-lo, até que uma traição acontece e sua nova vida desmorona, fazendo com que ele volte à Inglaterra, dedicado a infernizar a vida daqueles que massacraram sua família.


Não li as Crônicas Saxônicas, mas como sempre é natural que aqueles que leram comecem a mesma história. "O livro é melhor! No livro ele usa botas amarelas e não vermelhas, isso estragou toda a história, olha ela entrou na porta da esquerda e não da direita, que lixo de série!" e essas coisas, já é possível ver o povo bem irado. No entanto é bom lembrar da mensagem de Stephen King sobre Under the Dome, onde ele diz que não, uma adaptação não acaba com um livro, ele vai continuar lá do imutável e sem influência externa alguma.

Eu gostei um bocado da série, não me importa se uma personagem usava saia ao invés de flores pra cobrir o corpo. Acredito que muita gente que leu iria gostar bastante da coisa se assistisse de mente aberta, por mais que haja alguma mudança, o que importa é a diversão né? Da mesma forma o criador com certeza abandonou uma quantidade imensa de ideias iniciais que teve pra escrever ou mesmo as modificou um bocado, nem por isso significa que a história virou um lixo porque ele não tacou a primeira coisa que veio à cabeça na versão final né?

Então recomendo um bocado, é um seriado violento, com uma boa fotografia e a história é guiada de uma forma que conseguiu me entreter demais do começo ao final. Sendo assim acho que muita gente vai se divertir um bocado assistindo. Agora fiquem com a abertura que tem o climinha das capas dos livros:

Nenhum comentário: