Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Emuladores são mais importantes do que se imagina

Sabem, tem uma coisa que SEMPRE acontece quando se fala de emulação em um lugar onde tem a praga fanboy, eles choram, gritam, desejam que a emulação daquilo nunca aconteça e ficam ridicularizando pessoas que gostam de emuladores e se interessam em rodar jogos de uma plataforma em outra. Além de claro, ter aqueles que ficam perguntando pra que algo tão inútil quanto um emulador, o que sinceramente acho um verdadeiro absurdo.

O negócio é que os fanboys pensam muito no "AGORA", quando eles tem os seus aparelhinhos favoritos e tem que ficar torcendo por eles, desejando que todo mundo que não tenha algo daquela marca, se dê mal. E até mesmo quem não é fanboy as vezes acha completamente inútil se ter emuladores e coisa de pirateiro safado.



Mas as coisas não são simples assim, primeiro vamos pensar em video games como obras de arte, é claro que muita gente não concorda com isso e acha ridículo pois é algo eletrônico. Mas apesar de tudo são necessários artistas para fazer aquilo, sendo talentosos ou não, isso é necessário. O mesmo acontece em todo tipo de arte, quadros, música, cinema, etc... Por mais que não se concorde que seja arte, é inegável que jogos fazem pessoas terem sensações variadas, rirem, chorarem, ou simplesmente acharem intenso.

Vamos pensar agora em quadros, um quadro do Da Vinci, ultrapassado né? Coisa velha, por que não tacar esses quadros no lixo e se concentrar em coisa nova? Hoje em dia temos computadores, podemos fazer quadros em 3D, coisa muito mais moderna e sofisticada, pra que manter aquela velharia intacta? Acho que vocês já devem ter entendido onde estou querendo chegar.

Lembram do jogo Death Race? O primeiro jogo a causar polêmica relacionada a violência? Esse é o tipo de coisa que costuma causar curiosidade nas pessoas. Ficou curioso? Agora vai tentar achar um boteco com com um fliperama e que esse seja exatamente Death Race, tenta achar pra você ver o quanto vai procurar.

O mundo muda, tecnologias mudam e coisas antigas ficam pra trás, é verdade que tem jogos clássicos que venderam feito água e ficaram destinados a serem relançados eternamente, mas agora você acha que 100 Man yen Quiz Hunter vai ser relançado algum dia? E estou falando isso independente do jogo ser ou não ruim, pessoas podem querer ver, vai que a pessoa decidiu que quer experimentar tudo relacionado ao programa de TV dos anos 80 que esse jogo foi baseado, vai que ela tá escrevendo um artigo, vai que ela decidiu jogar todos os jogos desse gênero, vai que ela jogou na época, AMOU e quer rejogar?

Pense na infinidade de jogos que são lançados no mundo o tempo todo, e jogo pra video game tem uns que são puramente underground, simplesmente surgem, não fazem o mínimo sucesso e caem no esquecimento, morrendo e desaparecendo de vez. Você nunca mais vai achar ele a venda, você nunca mais vai poder ter aquela experiência. Mas pera, você tem o jogo e você nunca vai vender ele? E se ele se desgastar e parar de funcionar? E se o seu console antigo queimar e não fabricarem mais peças pra repor? E aí?

Ao contrário do que muita gente pensa, emulação não é vagabundagem, emulação é preservação. As empresas que criaram a máquina jamais vão fazer um emulador pra ele, pra que? Gastar dinheiro à toa sem lucrar? Os programadores que criam emuladores podem fazer por diversão, é o passatempo dos caras, ver o quanto conseguem fazer, eles são vagabundos por se divertirem assim? Claro que não, se não todo mundo é vagabundo por se divertir com algo. Os emuladores em si são preservação pura!

Então para aqueles que sempre falam mal de emulação, fica esse esclarecimento, é preciso agradecer a essas pessoas que se dão o trabalho de fazer algo assim de graça nos dando a oportunidade de ter acesso a coisas antigas extremamente underground quando quisermos, e não ficar massacrando, xingando e torcendo pra nunca dar certo só para acariciar o ego. Hoje nós temos várias opções modernas de video games, mas até a coisa mais moderna um dia fica velha e para de receber suporte. Confira também a saga do emulador que desafiou a SONY.

4 comentários:

Wendel disse...

Mano essa matéria ficou top, até hoje lembro de 2 jogos que cairam no esquecimento e que nunca mais vou velos, um era tipo um puzzle o nome eu não lembro mas era isométrico e tinha "dimond" no nome com um personagem estilo indiana jones o jogo lembrava o antigo "CHIP" do windous 95.

O outro era um emulador de musica infantil que tinha uns intrumentos animados estilo carros da disney e andavam em trilhas que faziam som e você podia editar as trilhas com os instrumentos e criar musica de uma forma incrível. nunca mais ouvi falar destes jogos Vinha na antiga Revista CD-ROM que hoje é extinta. Salvar os jogos é fundamental, vamos emular galera, são obras de arte sim.

Matt Kist disse...

Boa Sky, muito boa. Isso me lembra uma notícia que vi à pouco tempo no site RockPaperShotgun sobre como o GOG consegue recuperar jogos antigos. Um dos principais parceiros do GOG para isso é o pessoal da DOSBox, que não deixa de ser um emulador. É interessante esta matéria, se você puder, e entender bem inglês, busque por GOG no RockPaperShotgun, existem as implicações legais e também o fato muito comum de o código fonte de determinados jogos antigos já não existirem mais. É interessante o trabalho da GOG, eles acham brechas nas leis para conseguir ter acesso aos jogos que pretendem recuperar para que não caiam no limbo da inexistência. Eles são como restauradores de obras de arte, cheios de advogados. Hehehe.

Existem jogos que não podem cair na inexistência, e infelizmente é possível vê-los caindo cada vez mais nesse limbo. Um ótimo exemplo disto é um jogo que amo jogar até hoje, DIABLO!
Comentei faz algum tempo que o uma vez fui jogá-lo online e NO SERVIDOR US dele só havia eu, meu amigo e um gringo que virou parceirão da gente porque fazia tempo que não via ninguém em Tristram, aquela já cidade fantasma.
Eu acho triste porque na lojinha da BLizzard não existe Diablo para comprar, apenas Diablo II e III., ou seja, Diablo está fadado ao esquecimento, talvez daqui a 10, talvez daqui a 20 anos, mas um dia vai existir um Diablo VI e alguém vai perguntar "e o Diablo I?".
Rezo para que a GOG consiga os direitos de Diablo I e eternize-o em sua loja.

Outros jogos que acho uma grande pena não poder mais jogar (e esses eu realmente não consigo mais jogar) são os jogos de SNES que tinham Super FX, lembra? Você já fez uma postagem sobre isso. Esses jogos infelizmente nunca rodaram em nenhum emulador de SNES que já tive oportunidade de experimentar. Provavelmente porque o ROM do jogo deve ser gerado a partir dos fontes (lógicos) do jogo, e este Super FX era uma parte customizada do Hardware, por isso se perdeu.
Um bom exemplo é o TopGear3000, que nunca mais consegui rodar em emulador algum. Ele funciona bem até iniciar uma corrida, daí em diante é tela preta.
O Kirby Dream Course é outro exemplo, eu até consigo jogá-lo em emuladores, mas os gráficos ficam extremamente bugados.
... é uma pena.

alex5432 disse...

Boa matéria, e emuladores são exatamente isso a preservação, eu espero que com os recursos hoje em dai nem um jogo suma da existência, a steam por exemplo, todo jogo que entrar lá vai ficar lá pra sempre e nunca sairá.
Mas realmente tem muitos jogos que sumiram do mapa e eram bons pra caralho.
E no final das contas se não fosse pessoas tão generosas que tivessem tido a ideia de faze-lo vai que alguma empresa pegava essa ideia e começava a fazer emuladores, e hoje em dia os únicos que existissem fossem pagos e tinha que recomprar cada jogo, e pior seria se eles fossem os olhos da cara...

Jardel Holub disse...

Realmente amo o mundo da emulação, e fico sempre feliz quando consigo jogar um jogo bem antigo pra ver como era, até agora nunca vi alguem falando mal de emulação, realmente existe esse tipo de FILHO DA PUTA!?, a até hoje sonho em um dia distante ver um emulador de Playstation 3 T_T (só que a situação dele ta foda...) , ou dos Xbox... também além dos projetos de emuladores que preservam a existencia desses consoles e computadores antigos, já ouviu falar dos sites que buscam guardar as informações pra dumpar os jogos ok (como por exemplo o site REDUMP, Goodtools, entre outros), os quais também acho muito importantes pra essa preservação.