Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 16 de agosto de 2015

Munchkin - Um jogo que te fará perder muitas amizades

Você é do tipo que fica com raiva de alguém, mas guarda pra você e só procura uma desculpa para brigar com a pessoa? Pois hoje vou falar sobre um jogo de cartas perfeito que definitivamente te dará muitos motivos para voar na garganta da pessoa e e botar pra quebrar. Estou falando de Munchkin! Um jogo que é impressionante como independente da nacionalidade da pessoa (assisti uns vídeos em português, inglês e espanhol), um dos detalhes que sempre tocam é esse assunto das amizades perdidas.

Mas pra começar vamos falar um pouco sobre o RPG de mesa, você certamente deve pelo menos uma breve noção desse jogo onde se interpreta personagens. Em RPG's medievais como Guerra dos Tronos e Dragon Age  uma coisa muito comum é um grupo de heróis ir a lugares como castelos abandonados, cavernas, prisões, e qualquer outro ambiente fechado que certamente tem perigos e tesouros escondidos.



Alguns sentimentos constantes que surgem em alguns jogadores enquanto estão em Dungeons são os da inveja, vontade de ser melhor que os outros, vontade de pegar tesouros mais valiosos. Ver que o companheiro conseguiu algo espetacular e você não, pode ser algo muito frustrante. Ver que um item valiosíssimo estava naquela porta ali que você ignorou para entrar na outra. Isso sem contar nos pensamentos como "HAHAHA, O FULANO SE DEU MAL! FOI AMALDIÇOADO!" costumam também acontecer.

E agora vamos falar um pouco sobre algo ainda mais antigo. Na matéria em que escrevi, sobre a cena de suicídio escondida no filme O mágico de Oz, leitores falaram sobre os seres que apareciam pendurados em árvores por serem escravizados. Eles estavam se referindo aos Munchkins, os moradores de Oz, que não são altos como humanos, mas também não tão pequenos.
Esse nome foi inventado pelo autor de O mágico de Oz, L. Frank Baum, e depois passou a ser um nome que foi utilizado em outros lugares. No RPG de mesa Munchkin é um apelido que os jogadores competitivos ganharam, normalmente por serem chatos em partidas que deveriam ser cooperativas e eles não conseguem agir de outra maneira. Estão sempre desafiando, tirando sarro e se gabando do que tem. Querem ser os melhores e se darem muito bem, às vezes é algo que simplesmente acontece, a pessoa está jogando e acaba indo pra esse lado sem perceber e às vezes a pessoa realmente tem esse jeito.

E a Steve Jackson Games, extremamente criativa em seus jogos e criadora de jogos muito diferentes como Zombie Dice ou mesmo o polêmico card game Illuminati, lançou em 2001 uma homenagem a esses jogadores imaturos, o jogo de cartas Munchkin! Então agora você já deve estar começando a entender o motivo do jogo fazer você perder amizades não é? =D

Em Munchkin há uma simulação da experiência de Dungeon, ou seja, entrar em lugares, enfrentar monstros e pegar tesouro. O jogo tem foco apenas nessa área de um RPG, portanto é uma diversão voltada pra experiência de ficar poderoso, rico e cheio de itens enquanto enfrenta criaturas, nada de interpretação ou algo assim, o negócio aqui é a pancadaria mesmo.

O jogo é representado por dois baralhos, o de portas e o de tesouros. O de portas representa o avanço do jogador durante a partida, pois é como se ele estivesse abrindo as portas da masmorra sem saber o que está atrás dela, será um monstro? Uma maldição? Ou será outra coisa? E quanto ao baralho de tesouros, é exatamente o que diz, tem tesouros nele!

Então as partidas se passam em turnos e o jogador daquele momento pega as cartas do topo dele como se tivessem abrindo uma porta e todos devem ver, dependendo da ocasião ele pode ter que enfrentar o que tem ali, ou mesmo guardar pra ele.

Já o baralho de tesouros está ali para quando um jogador enfrenta uma criatura ou por algum motivo especificado em uma carta, ele seja recompensado. Todo mundo quer pegar as cartas que estão disponíveis na área de tesouro, isso porque sempre vão dar vantagens para o seu personagem, deixando as coisas mais fáceis.

Seu personagem inicialmente é um humano no nível 1, mas você pode achar raças que te dão determinadas vantagens, ou equipar armaduras a eles, aumentando assim o seu poder. Além de ter itens mágicos, poções e outras coisas que podem ajudá-lo. Ele vai subindo de nível quando mata monstros, ou em outras condições que podem aparecer no jogo.

Tudo muito legal né? Só que é aí que as coisas começam a ficar interessantes, isso porque em Munchkin o grande diferencial é sacanear todos os jogadores que estão ao seu redor, ser melhor que eles, conseguir os melhores itens, conseguir ir além, se dar bem e fazer eles se darem muito mal. E depois ainda oferecer descaradamente ajuda em troca de tesouros.

Então no turno de um amigo, ele pode ter achado um monstro, usado suas poções e magias, garantindo assim que vai vencer. Mas "acidentalmente" você pode acabar deixando cair uma magia que duplique o poder do monstro, ou amaldiçoe seu amigo.

Na hora do desespero a pessoa que vai perder, pode pedir ajuda para alguém da mesa, para alguns jogadores pode parecer interessante dar uma mão e aí entra a fase das negociações! Os jogadores podem fazer ofertas, e pode rolar um remorso. Por exemplo o ajudante nunca avança de nível por ajudar, mas se for um elfo, ele tem essa característica de evoluir, no entanto pode ser que ele tenha sido o cara que amaldiçoou o que tá pedindo ajuda e mesmo não pedindo tesouro ter deixado o cara irritado, que por sua vez prefere receber a ajuda do outro que cobrou dois tesouros que o monstro enorme dava.

As partidas podem ser jogadas de 2 a 6 jogadores, embora 2 não seja nada adequado, sendo que 3 é a quantidade mínima para que toda a essência presente. O objetivo é chegar até o nível 10, o que também pode fazer parte da estratégia, se fulano tá chegando perto demais da coisa, os outros podem partir pra cima só pra ele não chegar.

Uma das coisas legais é que foram lançadas um monte diversas expansões para o jogo, com uma quantidade imensa de novas cartas cheias de loucura e coisas bizarras que fazem gargalhar ainda mais com as situações estranhas. Além disso também foram feitas versões em cenários diferentes como Munchkin Zombies e Munchkin Cthulhu (Que usa o universo de H.P Lovecraft como tema).

No Brasil a Devir Livraria lançou em 2007 a versão do pacote original em português, mas se esgotou e ela não parece ter se interessado em continuar, e assim em 2012 a Galápagos pegou os direitos e relançou o jogo (também em português), com cartas em modelos novos, coloridas e etc, diferente da versão de 2001, por isso é possível se achar modelos diferentes, a empresa também lançou várias expansões.

Então fica essa dica galera! Eu comprei o meu por 89 reais, vindo com o livro de regras, um dado e as cartas, um preço relativamente barato para algo que vai durar muitos anos, é como falei na matéria sobre o maravilhoso universo dos jogos de tabuleiro, não é uma diversão passageira, é algo para se usar centenas de vezes! (com um pouco de cuidado é claro), e se você gostar e se divertir, as expansões são 49,90 vindo com cartas novas. Confiram uma partida sendo jogada e e ativem a legenda em português:

E se você está todo empolgadinho e com muita vontade de jogar, mas simplesmente não tem dinheiro ou não quer esperar, tenho boas notícias! Você pode jogar Munchkin daqui a pouco! Como? Simples, pra alegria da galera, uma demo que pode ser impressa foi lançada.

Você pode comprar nas seguintes lojas:


2 comentários:

João Marcos ;* disse...

esse jogo é muito bom, comprei ja faz um ano e nao me arrependo!!! recomendo, e com quanto mais gente melhor!!

Matt Kist disse...

Hehehehe, boa matéria Sky, esse é um dos melhores jogos para se jogar de turmas grandes, e é fácil para novos jogadores aprenderem, mesmo que seja temático.