Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

A homenagem da blizzard a um funcionário que morreu

Como alguns de vocês devem lembrar bem, eu desci o cacete na análise de Diablo 3, apesar de tudo a irritação ficou mais leve em Reaper of Souls e fui bem mais agradável na hora de analisar. Naturalmente não deixei de gostar da franquia por ter me decepcionado tanto com o terceiro jogo, apenas fiquei meio chateado com a blizzard, pois sou muito fã. Como alguns aqui devem ter visto, fiz um especial contando a história inteira de todos os jogos da série.


E assim continuei acompanhando de olho para ver o que rolava. Uma das coisas que acontecia no épico Diablo 2 era eu ficar louco a cada patch lançado, isso porque trazia atualizações e alguns extras maravilhosos. Mas eu tinha esquecido disso pelo jeito, talvez porque ao meu ver a empresa parecia ter se perdido e não ter mais aquela personalidade de antes. Digo isso porque quando saiu o trailer da atualização 2.3.0, fiquei encantado em como a coisa parecia uma pequena expansão, com trailer e tudo mais.

Mas ao pensar bem, ela apenas estava tomando a mesma atitude que costumava tomar antes da era da Casa de Leilões (Graças aos céus que foi fechada). Mas foi bonito ver uma atitude que ela tomava na era de Diablo 2 e usando ferramentas que não era possível se dar o luxo, como a divulgação de vídeos trailers do patch. E assim surgiu essa maravilha:

Bem empolgante, não acham? Atmosférico e tal por essas mensagens explicando, parece até uma expansão mesmo. Além de que adiciona o Cubo de Kanai, que para quem jogou Diablo 2 acaba automaticamente lembrando o Cubo Horádrico, que era um dos artefatos poderosos que permitia os jogadores fazerem a festa.

Mas fora a alegria de ver a blizzard fazendo isso, a coisa foi muito além! Esse cubo não é meramente um elemento que foi adicionado depois, mas uma homenagem ao designer Kevin Kanai Griffith, que trabalhou para a empresa, mas que infelizmente em 2012 desenvolveu um tipo raro de câncer e a luta durou por dois anos até ele falecer. A empresa declarou:

"Seu espírito e seu legado sempre estarão vivos nos muitos jogos que ele ajudou a criar com sua arte impressionante, bem como nos corações de cada um que teve a honra de conhecê-lo," disse a Blizzard. 'Estamos com saudades, Kevin. Este Cubo é para você.' "

E aqui embaixo você pode conferir mais detalhes técnicos com comentários da equipe sobre a criação do cubo de Kanai, confiram:

Um comentário:

Matt Kist disse...

Bonita homenagem.

Antes mesmo de lançar D3, eu já tava lendo as features e apontando o fracasso eminente: Auction House, DRM, Builds Inexistentes, Grind...
Eu descia o k7 nessa merda de jogo e todos os meus amigos, também fãs da série, falavam que eu era maluco, que ia ser muito bom e tal. Se fuderam.
Eu comprei essa merda de jogo, paguei caro. Zerei o jogo apenas uma vez, só para confirmar que a história seria tão boa quanto o gameplay e nunca mais coloquei a mão nesse lixo. Não comprei a expansão, e to de boa.

Ouvi falar que eles correram atrás do próprio rabo pra consertar as cagadas de decisões que eles tomaram, mas mesmo assim o jogo continua tendo DRM (o que atrapalha em muito no gameplay, por ser online e a internet no Brasil ser um lixo. Sem falar nas filas de conexão e no sentimento de que você está jogando um MMO), continua não tendo flexibilidade nas builds (porque alguém achou que seria legal poder ficar trocando skill à vontade, e outro alguém achou que seria legal ficar lançando patch para nerfar os personagens toda vez que alguém descobrisse alguma combinação maneira) e principalmente, continua tendo grind (porque alguém achou que não ter "lvl cap" faria as pessoas jogarem mais seu jogo... adivinha? o que faz a pessoa querer rejogar a franquia de Diablo, repetidas vezes, é justamente as builds diferentes que eles fizeram questão de capar fora do jogo aliada à emoção do loot, que eles resolveram nerfar por se tratar de um MMO (e todo mundo sabe que MMOs precisam ter loot nerfado que é para não entregar o ouro na mão de todo mundo)).

Eles entenderam tudo errado a mecânica do jogo. Diablo não se trata de ficar destruindo o mouse e matando hordas e hordas de inimigo. Diablo tem inspiração no Rogue. Se trata de explorar, descer cada vez mais fundo na treta, achar loots épicos e sentir medo de abrir uma porta e se deparar com a morte do seu personagem.

Para mim, Diablo 3 não existe.
Portanto, para quem tiver interesse, gostaria de falar que ainda existem servers ladder de Diablo 2 com muitos jogadores. Eu particularmente sempre jogo no arenabrasil.net, e ano passado eu tive o prazer de decidir jogar no ArenaBrasil exatamente no dia em que eles resetaram o ladder.
Eu amo Diablo 1 e Diablo 2. E não me importo que estejam velhos, sempre é divertido jogar novamente, e tenho certeza que se depender dos fãs, os servidores de Diablo 3 vão esvaziar antes dos servidores de Diablo 2.

Ah, ainda é possível jogar Diablo 1 nos servidores oficiais do battlenet (Diablo 2 também, aliás, embora eu prefira o ArenaBrasil), faz uns 2 anos que eu entrei para jogar com um grande amigo meu, e só tinha UMA pessoa além de nós jogando no servidor europeu, hehehe, fizemos amizade com o gringo e jogamos juntos, nós 3, abandonados no Diablo 1.

Desculpe pelo desabafo, mas "Diablo 3" é uma das maiores decepções que sofri com a indústria de entretenimento em minha vida. Diablo 3 conseguiu me machucar mais que o final de Lost...