Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 26 de junho de 2015

O jogo cancelado do Mario devido ao nível de violência

Todo mundo conhece os jogos do Mario e como a Nintendo se esforça para inovar com o personagem, sempre criando jogos bem inovadores como Mario Kart e o inesquecível Mario Party. No entanto uma coisa que a empresa sempre mantém é o nível "saudável" da coisa, inclusive o próprio Super Smash Bros já foi um título ameaçado por ser um pouco violento demais. E hoje vou falar sobre um título que foi cancelado por ultrapassar o limite do aceitável da empresa.

A Next Level Games é uma desenvolvedora independente que já foi contratada diversas vezes pela Nintendo para preparar seus jogos, e isso vemdesde a época do Nintendo Game Cube, quando criou Super Mario Strikers, assim como na época do Nintendo Wii criou uma sequencia chamada Mario Strikers Charged.

Em 2007 a Next Level Games foi chamada para criar um novo jogo, inicialmente ele se chamaria Mario Volleyball, no entanto esse nome puro dá a entender que é um jogo de vôlei do Mario, enquanto na verdade era uma mistura de vôlei e wrestling, que é aquele esporte que vemos em colégios americanos, onde garotos vestem umas roupas coladas, uma proteção na cabeça que parece fone de ouvido e se agarram.

Com a evolução do projeto, acabaram decidindo que aquele nome poderia gerar confusão e decidiram alterar para Super Mario Spikers, que colocava os personagens para lutarem e usarem bolas ao mesmo tempo, então enquanto se moviam por uma arena e davam enormes saltos para lançar a bola, também podiam aplicar golpes.

As artes conceituais apresentavam algumas arenas de luta mesmo, cheia de fãs ao redor, enquanto outras já mostravam a mesma coisa, porém com uma quadra de vôlei no centro. Isso leva a deduzir que além da modalidade híbrida padrão, haveriam modos de jogo com foco nos dois esportes, focando assim em um estilo de competição.

Porém a nintendo acabou não gostando do conceito, e ficando surpreso com as animações violentas de personagens aplicando golpes complexos, como um Yoshi levantando o outro e então puxando com força para arremessá-lo no chão, ou o Waluigi dando um salto e caindo com os dois pés em cima da barriga do Mario.

Enfim, e vocês? Acham que iria fazer sucesso um jogo do Mario com violência de verdade? Ou acreditam que seria meio chocante ver os personagens que achamos tão fofinhos aplicando golpes sérios uns nos outros? Confiram as animações que foram criadas para demonstrar o jogo à Nintendo:

3 comentários:

Pablo Henricky disse...

Nintendo sempre tão puritana, doida para fechar as portas e ficar só com portáteis, como uma empresa vive no mercado de hoje, usando técnicas de ontem e ainda quer permanecer viva no mercado de amanhã.

Skywalkerpg disse...

Mas as coisas estão fechando para a Nintendo, o mercado de dispositivos móveis está ameaçador, tanto que ela atualmente decidiu aderir. Eu acho admirável isso de sempre querer algo "Puro" e inocente, mas infelizmente é algo que não dá muito certo mais, os tempos mudaram e estão ficando perigosos. A konami é um bom exemplo que viu que o mercado mobile está fugindo do controle, apesar de que foi de uma péssima maneira.

Pablo Henricky disse...

Sem falar que a mulecada de hoje não é mais, não é mais tão "inocente", gosta é de sangue e de víceras, coisinhas assim muito puritanas afasta a freguesia, não é atoa que WiiU virou sinônimo de deboche e jogo para criança, amo a nintendo desde 1994 quando ganhei meu Snes e ela sempre vai morar no meu coração, mas dói ver uma empresa tão querida se acabar assim, sem falar que aquele presidente não é nada carismático, o cara só se parece com o Zacarias e parou por ai, marketing da nintendo esta ridículo, o que segura a empresa ohe é só Zelda e Mario, triste hein?