Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 19 de março de 2015

Conheça as diferenças entre a HQ e a série The Walking Dead 5ª temporada - Episódio 14

Hoje vou fazer uma análise comparativa de mais um episódio de The Walking Dead em relação a revista em quadrinhos, se você ainda não tiver visto, recomendo dar uma olhada no episódio anterior primeiro.

O episódio começa com padre Gabriel se lamentando, e é algo bem frequente mesmo nos quadrinhos, ele fica constantemente pensativo sobre o que aconteceu com os seguidores dele e por isso é um personagem meio maluquinho.

Após isso tem a cena do Noah pedindo auxilio para a construção do muro, algo que ficou bem interessante na série, pois apresentou algo que já tem nos quadrinhos de uma forma um pouco mais profunda. A verdade é que existe a construção dos muros na HQ, mas é algo que já é constante quando o grupo chega em Alexandria, além disso Noah é um personagem exclusivo da série, portanto essa cena não está presente.

Na cena de Sam e Carol, é notável que foi proposital os produtores mostrarem algo assim exatamente com a personagem que perdeu uma filha, passou pelo terror de ver uma garota enlouquecer e matar a própria irmã e que acabou desenvolvendo um coração mole por crianças. Mas nos quadrinhos isso não ocorre, na verdade Sam é um personagem que interage mais com Carl do que qualquer outro e é bem pouco, só que aqui existe um destaque maior no garoto, lembrando que Carol morreu na época da prisão na HQ. Mesmo assim essa parte foi muito bem aproveitada para apresentar os problemas familiares que o garoto tem em casa.

A cena de Abraham salvando o dia segue basicamente o mesmo padrão nos quadrinhos, portanto há tudo aquilo dos outros se acovardarem, a única diferença mesmo é que os personagens brigam feio por lá, não é tão bonitinho assim de "Caracas! Ele é o herói!".

Quanto a morte de Aiden, ela não ocorre na HQ, pois esse personagem não existe lá, somente o seu irmão Spencer, sendo assim essa parte do Glenn indo procurar suprimentos e havendo a morte também de Noah, não existe.

Depois tem a parte de Carol e Rick conversando sobre o marido embriagado que bate na mulher e no filho, não existe um plano de matá-lo. E por fim a conversa de Gabriel e Deanna, que nos quadrinhos é a conversa dele e Douglas Monroe (líder do lugar), onde o personagem se mostra um verdadeiro babaca falando mal do grupo, isso acontece assim mas a edição termina antes de Douglas responder, deixando um mistério e na edição seguinte ele só fala algo do tipo "Todos tivemos que fazer coisas horríveis, além do mais você quer que eu faça o que? Vá lá e mande eles irem embora?". Douglas é bem mais tranquilo, já Deanna nesse episódio mostrou preocupação ao dar o cargo a Abraham, portanto é meio diferente, e também a Maggie não tão ouvindo a fofoca na HQ não.

Enfim, esse episódio me passou uma sensação de grande pra caramba, cheguei até a pensar que era um episódio duplo, mas quando fui ver, só foram quarenta e poucos minutos mesmo hahaha, alguém mais sentiu isso?

Cliquem aqui para ver a análise do próximo episódio>>>

Um comentário:

talita disse...

é.. tem episódio q não acontece nd e outro em q morrem 2 pessoas..
tadinho do noah.. morte horrível!!