Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Kings of Kung Fu - Um apaixonante jogo de luta

Caramba, quando vi esse jogo a minha primeira impressão foi de que seria somente mais um título de luta, porém assim que vi o trailer eu simplesmente não pude deixar de me atrair e precisava experimentar o que essa maravilha tinha a oferecer. Kings of Kung Fu não é apenas mais um jogo, mas sim uma obra apaixonada e capaz de facilmente atrair até mesmo quem não gosta do gênero luta, pois é transmitido rapidamente uma essência.

A história apresenta um torneio de artes marciais onde diversos lutadores competem com estrelas de filmes para tentar estrear o próprio filme, no entanto é preciso vencer a todos para se provar digno de ser adorado por fãs, e assim o seu estilo deve prevalecer diante de todos os artistas marciais ao redor do mundo.


Apaixonado certamente é a palavra que melhor define esse jogo, é como se você estivesse olhando para um filme trash dos anos 70, que por mais que você saiba que a tosqueira vá rolar solta, ainda assim é algo que se torna irresistível, a começar pela imagem de apresentação do jogo onde você lê "Reis do Kung Fu" e rapidamente bate os olhos em um cara com um baita Black Power, algo que se torna um tanto peculiar para o lutador, especialmente porque apesar de ser algo que se tornou mundial, o normal é se esperar um oriental para obras relacionadas a esse estilo de luta e rapidamente você pensa em clássicos como Operação Dragão.

Apesar de não usarem os nomes dos personagens de filmes, é notável que eles foram baseados em cada um desses, e assim como em Broforce, você irá identificar quem é, mas verá um nome puramente familiar e alguns detalhes adicionais para disfarçar, por exemplo esse homem do Black Power se chama Ron Jones, e em 1974 foi feito um filme chamado Black Belt Jones onde o personagem tem exatamente a mesma cara, a diferença é que no jogo ele veste um quimono com a bandeira do Brasil.

O jogo é realmente gostoso de se jogar, e rapidamente pode se assimilado ao primeiro Tekken, isso porque além de ter pouquíssimos lutadores, as lutas são mesmo no combate corporal, nada de poderes. Mas apesar da quantidade baixa de personagens, cada um foi lindamente trabalhado e além da personalidade própria, também tem um estilo próprio de combate, sendo assim você realmente tem que aprender a lutar com cada um deles e é algo bonito de se ver quando os estilos entram em contato. Essas formas de lutar são baseadas em filmes de Kung Fu, por exemplo existe o lutador bêbado, que se move como se estivesse tonto o tempo todo.

Os gráficos do jogo não são maravilhosos, no entanto conseguem agradar um bocado, isso porque apesar dos modelos não serem nada realistas e remeterem ao início da era do playstation 2, há um toque bonito e um efeito nas bordas que faz parecer que um filme velho está sendo rodado naquele momento, isso mantém ainda mais a gostosa atmosfera. Outro detalhe muito bom é que os ambientes colocados são muito bem trabalhados e dão a impressão de cenário de filme desse gênero mesmo.

Enfim, Kings of Kung Fu é um jogo maravilhoso e que vai encantar amantes da cultura pop em geral, mesmo não sendo um grande fã de jogos de luta, rapidamente me interessei por esse jogo, ele não apenas tenta ser mais um título genérico, mas sim abusa de maneira inteligente dos elementos já tão conhecidos e assim apresenta algo com uma cara própria.

Especialmente se você é do tipo que fica gamado nessa atmosfera e lê livros como A filosofia do grande mestre, certamente vai ficar viciado. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.

Um comentário:

Franz Warley disse...

Eu vi Bruce Lee, Jackie Chan, Jim Kelly, Michelle Yeoh, Donnie Yen, Gordon Liu, Van Damme, Tony Jaa, e o chefão do filme "O último dragão" com sua celebre frase "Quem é o mestre?" Haha