Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Conheça as diferenças entre a HQ e a série The Walking Dead 5ª temporada - Episódio 07

Hoje vou fazer uma análise comparativa de mais um episódio de The Walking Dead em relação a revista em quadrinhos, se você ainda não tiver visto, recomendo dar uma olhada no episódio anterior primeiro.

Esse é um episódio que acaba mostrando muitas conclusões de coisas que aconteceram, e no final das contas acontecem nos quadrinhos, porém são um pouco irrelevantes, especialmente os momentos com Eugene, que parecem ser apenas enrolação e acredito que facilmente poderiam ser retiradas do episódio sem fazer diferença alguma, porém vendo pelo lado dramático da coisa, podem ser cenas vistas como algo que fortaleceu o clima.

Aqui há uma primeiro o reverendo Gabriel tramando sua fuga, ele realmente se culpa nos quadrinhos, porém não tem essa atitude desesperada, pra falar a verdade ele tem uma baita pinta de malandro, quando conhece os personagens chega descaradamente, e assim que os vê, quer ficar com eles, e não ir embora.

A parte do Abraham "traumatizado" não existe, ele fica sim muito puto com o que aconteceu, porém não existe todo esse toquezinho, os momentos do resto do grupo dele indo pegar suprimentos muito menos, já que esse grupo não se separou. Uma coisa interessante é que Maggie não é uma personagem forte nos quadrinhos, na verdade ela é bem a mocinha que espera Glenn voltar e sempre fica preocupada com isso, inclusive a esse ponto a Maggie da HQ já tentou se matar enforcada, por isso aquela lição de moral lá que ela dá no Abraham de "Você não foi o único que perdeu algo" seria mais fácil ele dar essa lição nela na HQ.

Quanto a cena do hospital, é exclusiva da série, nesse momento nos quadrinhos todos estariam na estrada viajando para Washington e não procurando pelas duas personagens, portanto foi um episódio que as coisas que mostrou e que aparecem na HQ foram mais as conclusões do que novos atos em si.

Nenhum comentário: