Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Necronomicon: The Dawning of Darkness

Esse é um jogo que anteriormente eu já tinha citado aqui no blog, na postagem com a lista de jogos baseados na obra de H.P. Lovecraft, e agora vou fazer uma análise mais apropriada, já que até então eu não tinha jogado esse título, apenas conhecia. O jogo não é muito conhecido, sendo meio underground, mas acaba tendo uma popularidade maior graças ao seu nome, já que o livro fictício Necronomicon acabou conseguindo ser mais popular que o próprio Lovecraft, já que foi usado e abusado em diversas obras macabras da cultura pop, ou até mesmo em sátiras e outras coisas, tendo até mesmo muita gente que o confunde com algo real. Dois exemplos de coisas famosas onde aparecem esse livro, são o primeiro jogo da franquia Alone in the Dark, e os aclamados filmes do Evil Dead, e assim se tornou meio que aqueles jogos onde as pessoas veem o nome e acham familiar, sentem que já ouviram em algum lugar, ou mesmo se lembram da obra onde viram.

A história não é como a de muitos jogos onde aparecem só elementos do universo de Lovecraft, ela realmente é uma simulação dos tipos de trama que o autor costumava escrever. Tudo se passa no ano de 1927, quando você assume o papel de um homem chamado William H. Stanton, que recebe a visita repentina de um amigo chamado Edgar, ele parece muito abalado e entrega um artefato, semelhante a uma pirâmide, a William e lhe diz para não entregar aquilo a ninguém, especialmente a ele mesmo se pedir de volta. Pouco tempo depois alguém aparece na casa de William e diz que Edgar está terrivelmente instável mentalmente, e que é talvez tenha que ser internado, e assim lhe dá um cartão, fazendo com que ele comece a investigar o que está acontecendo e logo se vê em um caminho que envolve algo realmente sombrio.

Como podem ver, a história é completamente lovecraftiana, existindo já de cara vários elementos completamente comuns na história do autor, um amigo que descobriu algo muito horrível e não diz o que é, um artefato misterioso, a curiosidade de um dos amigos o levando a investigar algo, e a instabilidade mental. E isso é só o começo, pois aos poucos o jogo realmente te faz sentir como se estivesse em um verdadeiro conto macabro, gerando aquele belo climinha que tanto adoramos sentir ao ler obras de Lovecraft.

A primeira coisa que me chamou a atenção assim que eu comecei a jogar, é em como ele me fez lembrar um outro jogo que joguei há anos atrás, no início da década de 2000, esse jogo é Dracula, que tinha um estilo de aventura point and click diferente, já que eu era acostumado a ver jogos que você via o personagem, clicava  em um lugar e ele andava até ali. Mas em Dracula era diferente, pois o jogo se passava em primeira pessoa e tinha um estilo meio "Google Street View" onde você olhava ao redor, e quando clicava em um caminho, o seu personagem ia até lá. Necronomicon: The Dawning of Darkness usa a mesma técnica, e logo descobri que a familiaridade não era apenas coincidência, pois os dois foram feitos pela mesma empresa.

Graficamente o jogo é muito bom para a época, sinceramente, eu vi algumas pessoas falando mal, mas nossa, ele é de 2001, então acabou ficando muito legal. O ambiente 3D criado não é um 3D real, mas sim um ambiente pré-renderizado, porém é tudo muito bem feito e colocado, naquela época era impossível fazerem um jogo com 3D real nos gráficos apresentados, os computadores simplesmente não rodariam, e a pré-renderização ficou convincente, inclusive em alguns momentos eu deixei bem paradinha a câmera para ver se não estava se movendo e eu não estava percebendo, mas realmente tudo é estático. Por outro lado quando você vai falar com os personagens, rapidamente o jogo muda para um vídeo onde mostra uma apresentação daquele personagem conversando ou tendo alguma outra reação dependendo da situação.

A atmosfera ficou boa, você vai até uma cidadezinha em busca de respostas e todo mundo age de uma forma misteriosa, ao bater em portas, as pessoas não atendem ou simplesmente mandam você ir embora, o povo da rua demonstra que não quer falar com você, e todos agem de uma forma muito esquisita, isso já deixa aquele ambiente misterioso sobre algo estar acontecendo no lugar. Um outro detalhe interessante que vi é que tanto a vila, como o visual dos personagens e até mesmo a forma de falar "Vá embora estranho!" me lembraram demais Resident Evil 4, e não me surpreenderia se esse jogo tivesse sugado mesmo um pouco de Necronomicon, já que ele pegou muitos elementos de um filme baseado na obra de Lovecraft, o Dagon.

Mas enfim, esse é um jogo que acabou envelhecendo com o tempo, sendo assim você precisa se colocar na época em que ele foi lançado para realmente aproveitar, no entanto é notável que houve sim um capricho nessa obra, e oferecia um belo jogo se for olhar no geral. Para quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: