Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Essa é a edição limitada de Watch_Dogs para as Américas

Eu tenho que assumir que quando vi Watch_Dogs pela primeira vez, na apresentação da E3 onde o jogo foi apresentado ao mundo, eu achei muito legal e tudo mais, mas não foi algo que me consumiu de vontade de jogar e que eu não via a hora, isso até ver a visão geral do jogo feita pela ubisoft, aquele vídeo explicativo sim me deixou fascinado e sem conseguir me aguentar. Sendo assim, o jogo passou a ser bem mais atraente e também logo me veio o pensamento de que eu me tornaria fã assim que lançasse, e quando vi a edição limitada também já me veio pensamentos loucos do tipo "Será que devo gastar uma fortuna comprando isso? Afinal de contas eu nunca mais vou achar depois, e se eu virar fã disso, certamente vai ser lindo ter no futuro". Bom, infelizmente foi um pensamento que veio, mas que o meu orçamento não gostou muito da ideia kkkkkkkkk, portanto apenas mais umas das maravilhas do mundo gamer que eu abandonei. De qualquer forma ainda vale a pena dar uma mostrada aqui pra vocês do conteúdo dessa belezinha limitada a poucos sortudos:

-Obviamente a caixa contém uma cópia do jogo.
-Uma estátua de 22,5 cm de Aiden Pearce (O protagonista do jogo), onde aparece todo em uma pose radical empunhando um smartphone e uma arma, perfeito para enfeitar seu quarto ou sua sala! *-*
-A máscara que o protagonista usa, e que estranhamente não vem junto com o boné, o que é meio esquisito, já que não seria algo muito caro, como por exemplo seria o sobretudo, mas de qualquer forma dá pra improvisar pegando um boné qualquer.
-A caixa do jogo não é a comum, mas sim uma versão metálica.
-A trilha sonora também está presente, inclusive vem com uma partitura original de Brian Reitzell.
-E por fim um livro de artes conceituais do jogo, que contém capa dura e 80 páginas.

Vixe, uma tentação, não? E vocês, o que acharam?

Nenhum comentário: