Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 22 de março de 2014

Planet Explorers - Um jogo onde você pode fazer tudo!

Esse é um daqueles jogos de possibilidades enormes, em que você conhece e vê que a quantidade de coisas que você poderá fazer é tão alta que acaba se tornando natural a sensação constante de liberdade e de não se estar limitado a quase nada. Apesar disso tem alguns defeitos que são capazes também de espantar muitos jogadores menos pacientes.

O ano é 2287, e você é um dos tripulantes de uma nave colônia que acaba de chegar a um planeta chamado Maria, tudo parece estar tranquilo e a sequência de pouso é iniciada, no entanto acontece um problema no último momento e a nave cai no planeta, fazendo com que vários tripulantes morram, outros conseguem entrar em naves de emergência e sair na última hora, e você é um desses sobreviventes, porém acaba pousando isoladamente, assim como vários outros que entraram de forma rápida no planeta. Seu objetivo é sobreviver e construir um novo lar.

Esse jogo tem uma jogabilidade extremamente híbrida com um jogo em mundo aberto onde você verá elementos de vários jogos anteriores, como jogos de construção, tower defense, 4x, RPG e aventura. A variedade realmente é imensa e dá ao jogador uma ampla gama de possibilidades em um mundo onde se pode ou não seguir a história principal.

Existem três modos de jogo, sendo o principal o modo história, onde você tem um enorme mapa pronto de 16x8 quilômetros e deve ir falando com NPC's, pegando missões e cumprindo aos poucos, algumas são principais e outras podem ser ignoradas, além de se poder escolher a ordem em que se quer fazer as coisas. Além da história você pode montar um verdadeiro império, negociando com alienígenas, criando plantações para manter seguidores vivos, erguer muralhas e defesas em uma base, entre outras coisas que fazem lembra rum jogo de casinha, mas ao mesmo tempo com muita liberdade de ação.

O segundo modo de jogo é o aventura, onde o mapa é gerado automaticamente, com uma grande variedade de biomas e onde você sempre acabará vendo algo novo em um enorme ambiente com mais que o triplo do tamanho do mapa do modo história. Nesse você pode fazer o que quiser, porém sem ter uma história principal e sempre apresentando um novo mundo.

E por fim existe o modo construção, feito com foco naqueles jogadores que não querem explorar e coletar recursos, mas apenas construir algo para ver como fica, dando assim um acesso rápido a uma enorme quantidade de recursos que dá liberdade ao jogador de fazer o que quiser sem ter que ralar para isso.

A variedade de coisas para serem construídas é realmente enorme e não se limita apenas a paredes, você pode construir coisas tecnológicas como veículos com motor, armas de fogo e torres de defesas automáticas. E ainda coisas menos tecnológicas, porém ainda assim bastante emocionantes, como uma asa delta para poder voar pelo mundo do jogo.

Os gráficos do jogo não são tão surpreendentes, mas também não são horríveis, apenas é um 3D simples que pode acabar se tornando lindo de se ver pelo ambiente natural maravilhoso que o planeta Maria apresenta, dando assim grandes possibilidades ao jogador.

Mas infelizmente nem tudo é maravilha, e o jogo tem um defeito em especial que pode ser o suficiente para muita gente desistir imediatamente, que é o fato dele parecer demais um MMO, realmente a sensação que você tem é de se estar jogando um MMO feito para poucas pessoas. Isso porque  começando pelos controles, o jogo te deixa com aquela sensação de falta de impacto ao interagir com as coisas, por exemplo você vai bater em uma árvore, o personagem fica balançando o braço em sinal de estar batendo, e uma barrinha aparece sendo carregada até que a árvore quebra. E até mesmo as missões tem carinha de MMO, como por exemplo "Colete tal quantidade de plantas pra eu fazer um remédio", aí você vai lá nas plantas, tem que posicionar o personagem certinho na frente dela e apertar com o botão direito pra ele se abaixar e a planta desaparecer. Isso sem contar que a interação com as coisas acontece com você usando a seta do mouse e tem alguns jogos que são MMORPG mesmo e você tem maior sensação de interação direta, como é o caso de Defiance, onde você se sente em um jogo clássico em terceira pessoa.

O jogo ainda está em acesso antecipado, por isso o multiplayer está extremamente bugado e injogável por enquanto. Eu tentei jogar com um amigo e foi bem frustrante a experiência, sendo que quando entramos a primeira vez, vimos uma lista enorme de servidores criados por outros jogadores, porém impossível organizar por nome, ping ou o que for, sendo assim quando meu amigo criou, eu tive que procurar página por página até achar onde ele tava, e eram 27 páginas. Quando achei e entrei, não conseguimos nos achar e saí, ele criou de novo e não dava mais pra entrar, eu tentei criar e dava problema quando ele tentava conectar, ele tentou de novo e achei mas começou a dar problema com eu tentando conectar. Tentamos entrar no servidor de outra pessoa e dava problema, daí quando finalmente entramos em um, o ping era tão alto que não dava pra fazer nada, a não ser morrer pros monstros sem nem ao menos percebermos. Ou seja, o multiplayer pode ficar bom no futuro, mas ao menos por enquanto está injogável.

Enfim, esse é um jogo que definitivamente acaba dividindo dois grandes grupos, deixando apenas uns poucos com meio termo, um dos grupos ama e o outro odeia, a ideia do jogo é realmente boa e a variação é enorme, mas a sensação de MMO pode acabar não sendo muito agradável. Para quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: