Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

9.03m - Uma homenagem às vítimas do Tsunami de 2011

Como vocês devem saber o ano de 2011 teve uma grande tragédia no Japão, um terremoto que ocorreu na costa nordeste do país e acabou por gerar um tsunami, uma onda gigantesca que causou não apenas um estrago, mas uma quantidade enorme de mortes que fez o mundo lamentar, afinal de contas somos todos humanos e aquela desgraça atingiu repentinamente pessoas que poderia ser qualquer um de nós.

A partir disso foi criada uma obra chamada 9.03m, que rapidamente você percebe que não se trata de um jogo, ao menos não um padrão, é mais pra um tipo de experiência interativa. Eu diria que se considerei Dear Esther como um conto interativo, então 9.03m poderia ser considerado como um poema interativo, pois a sensação que passa realmente é a de se estar dentro de um poema. Mas vou chamar de jogo mesmo porque não conheço nenhuma outra classificação para esse tipo de obra.

O mundo ocidental acabou naturalmente criando uma estranha ligação com o Japão, é algo que parece tão distante mas ao mesmo tempo tão próximo, a cultura japonesa está impregnada na ocidental e quando vemos obras como o curta UGUISU, bate aquela sensação estranha e esquisita. Tecnologia japonesa, animes e outras coisas são usufruídas por constantemente e livros como o simpático Histórias do Japão, que mostra contos interculturais acabam fazendo essa estranha ligação parecer ainda mais forte.
O jogo foi baseado na tragédia japonesa, mas não se passa no Japão, e sim em Baker Beach, uma praia da cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. Eu sei que isso é estranho a primeira vista, no entanto existe uma explicação. A obra foi feita com o intuito de transmitir a sensação de que cada uma daquelas pessoas do outro lado do mundo tinham uma história. E assim o ambiente foi escolhido porque tempos após o tsunami, objetos começaram a surgir nessa praia e foram sendo achados, algo um tanto chocante. Afinal imagina você costumar caminha pela praia de manhã como sempre e então de repente achar uma caixinha de música com coisas em japonês escritas? Objetos de crianças, casais, idosos, pessoas que tinham sonhos e pessoas que nem ao menos tinham nascido, como um carrinho de bebê.

O jogo é em primeira pessoa e apesar de ser 3D, coloca os objetos do cenário com um estilo silhueta, e você deve sair procurando os objetos, assim como vê a silhueta das pessoas as quais pertencem. Enfim, para aqueles que querem experimentar, é algo realmente rápido, acho que no máximo em 20 minutos se chega ao fim. Vale a pena dar uma conferida no preço que ele tá G2A, muitas vezes lá fica mais barato que na própria steam e aceitam boleto bancário. Clique aqui para dar uma olhada.

Nenhum comentário: