Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 27 de outubro de 2013

Você sabe o que é um jogo do gênero Roguelike?

Um dos termos que vemos constantemente por aí, mas que nem sempre a pessoa sabe exatamente o que caracteriza o jogo nesse gênero, é o Roguelike, então resolvi criar essa matéria para falar sobre ele, já que eu tenho jogado muitos jogos do tipo e acho que é uma ótima curiosidade para gamers.

Vocês lembram que antigamente os jogos em mundo aberto eram referidos como "Tipo GTA"? E pra falar a verdade até hoje, mesmo com a popularização do termo, muitas pessoas ainda se referem assim a esse tipo de jogo, isso me faz imaginar que o termo poderia ter sido ao invés de "Open World" ser "GTALIKE" hahahaha, mas como esse gênero surgiu antes de GTA, não dava não é mesmo?



Agora quando falamos de Roguelike, as coisas são diferentes. Em 1980 surgiu o jogo chamado Rogue (o da fotinho ali embaixo), que foi lançado para o sistema operacional chamado Unix e embora ninguém ouça falar hoje em dia, foi uma baita de uma revolução, influenciando diversos jogos que se tornaram grandes franquias, como por exemplo o primeiro Diablo.

Basicamente os Roguelikes tem duas características fixas e que estão sempre presentes. A primeira é o fato dos cenários serem gerados aleatoriamente, dessa forma fazendo com que se torne algo imprevisível, já que você entrará em um lugar que apresenta um aspecto diferente toda vez que for jogar.

A segunda característica fixa dos Roguelikes é o fato de que se você morrer, terá que voltar do início, o que inicialmente parece ser bem chato, no entanto é exatamente isso o que os torna tão atraentes. Esse tipo de jogo costuma ser dividido em níveis, sendo que pra atravessar o nível você tem que chegar ao fim dele para destravar o próximo. Existe uma recompensa em chegar ao fim do nível, que é liberar esse seguinte, mas ao mesmo tempo existe uma constante pressão, pois você sente o quanto está ficando desafiador.

Outro elemento que é quase obrigatório em um roguelike é a presença de um inventário, evolução do personagem, essas coisas. Sendo que você perderá tudo se morrer, portanto você entra no nível e vai pegando coisas incríveis, vendo que está fodão e você sabe que se conseguir sobreviver até o final do cenário, irá ficar com esses itens, mas se morrer vai perder tudo e na próxima vez que jogar, o cenário estará diferente e você provavelmente não achará os mesmos itens. Está vendo qual é a diversão da coisa?

E existem também os jogos que muitos chamam de "roguelike-like" ou "rogue-lite" e esses carregam características de um rogue-like, mas por algum motivo não são considerados um. Um bom exemplo disso é o Rogue Legacy, em que há os cenários aleatórios, há a morte permanente, no entanto se você morrer, todos os itens passam para os seus descendentes e você continua a história com eles, sendo assim, exceto pelo ouro, você não perde tudo, portanto carrega o termo de rogue-lite.

Enfim, é isso, espero que tenham gostado da matéria, alguns exemplos de roguelikes são legend of dungeon, teleglitch, e o maravilhoso, lindo, gostoso, super estiloso, um dos melhores jogos da minha vida Eldritch(Eiiiita jogo PORRETA da porra Ò_Ò)! Esse sem sombra de dúvidas é um gênero marcante para a história dos video games.

Um comentário:

Matt Kist disse...

Aconselho Dungeon Crawl: Stone Soup , um roguelike das antigas, estilo NetHack mas não é todo em caracteres. Dá para perder horas jogando esse jogo, e uma das coisas que gosto nele é o fato de existir uma versão web onde é possível assistir ao vivo seus amigos morrendo nas profundezas das dungeons, além é claro de ter que enfrentar seus fantasmas.