O novo negócio de Lipe Fumacinha

Seu João mais uma vez chega à escola de seu filhinho de 7 anos, o amável Felipinho, um garoto inteligente, amigável, todo mundo gosta dele. O homem pensou que iria ter uma reunião, porém acabou sendo dispensado mais cedo e agora procura em meio à multidão de crianças para ver se avista o garoto, até que sente umas puxadinhas em seu paletó, ele olha pra baixo e vê dois garotinhos da mesma idade de seu filho, um deles pergunta:

-Ow tio, você é o pai do Breaking Bad?
-Quem?
-O Nóia, o que vende o melhor bagulho da escola.
-Como é que é moleque?
-Ai tio... Larga de ser careta, nós ta falando de beque, tapa na pantera, viage, brenfa, totó, papel de ceda, cigarrinho do capeta, erva, bagulho, marijuana, ta ligado?
-Se manda daqui moleque! - Diz o homem com a voz irritada.

Ao olhar mais um pouco para os lados, ele avista uma mulher branquinha, extremamente peituda, e com uma bunda gigante, vestida de forma completamente inadequada para um lugar com crianças, lembrando uma personagem de conto de fadas de forma depravada e próximo a ela está seu filho, passando um pacotinho com uma coisa verde dentro, ela fuma e ri alto. O homem se aproxima nervoso e grita:

-O que é isso Felipinho!?
-Vazei - Diz a puta, se mandando do lugar e pulando um muro.
-Papai??? Eu pensei que você ia trabalhar até mais tarde hoje e...
-Nós vamos até a diretoria agora mesmo ver o que significa isso! - Diz o homem puxando o garoto.
-Ai pai, ta doendo, para com isso, essa era a última vez que vendi bagulho, eu já tinha até mudado de negócio até e não ia mais vender isso e...

Mas o homem não dá atenção e já entra na escola, puxando o garoto pelo ombro, mas deixa o garoto do lado de fora da diretoria e entra de uma vez no lugar, fazendo a diretora dar um pulo assustada ao ver a entrada repentina. Ela então diz:

-Mas o que significa isso?
-Que porra é essa aquê? - Diz o homem lançando a mochila do garoto aos pés da mulher e fazendo um saco com dois kilos de pó sair junto com vários cigarrinhos do capiroto e pílulas da diversão.
-O que? Eu... De onde veio isso?
-Eu achei esse monte de porcarias na mochila do meu filhinho!
-Mas que absurdo!!! O garoto tava com isso dentro da mochila?!
-Isso mesmo! Eu trago meu filho pra essa escola e deixo ele aqui pra traficar.
-Traficar??? Meu Deus do céu! - Diz a mulher, levando a mão à boca horrorizada - Quem... Quem é seu filho?
-O Felipe Gabriel do da turma 1A.
-Ahhhh bom, o Breaking Bad? Ufa mano, que susto você me deu - Diz a mulher limpando o suor da testa aliviada - Eu tava pensando que tinha chegado outro trombadinha na escola, mas então ta de boa e olha, eu tenho que dizer, o bagulho que teu filho libera é dos bons, nunca experimentei viajem mais alucinante e...
-Como é que é o negócio aí minha senhora?!
-Hã? Opa, quer dizer... Eu... - Diz a mulher desorientada ao perceber que o homem é careta.
-Agora eu exijo saber onde foi que meu filhinho conseguiu essas porcarias!
-Er... Eu não saberia dizer, eu...
-Que viadinho- Diz uma voz de mulher vindo do lado da porta. - Fui eu que forneci o bagulho.

O homem e a diretora olham imediatamente pro lado da porta e veem uma mulher com uma micro saia com uma meia calça que vai até o meio das coxas e então o é preso em cintos, a mulher tem uma pinta preta no queixo e fuma um cigarro, ela fecha os olhos para dar uma longa tragada e então abre, dando um olhar sedutor para o homem. Logo depois vai andando em sua direção a ele e apaga o cigarro no ombro de seu paletó, para então soltar muita fumaça em seu rosto e dizer:

-Deixa de ser dramático, o garoto falou que tava sem grana e eu ofereci um método.
-Mas quem é essa vagabunda? - Diz o homem olhando para a diretora.
-Essa é a professora Ana.
-Professora??? - Pergunta o homem, surpreso.
-Com muiiito prazer... - Diz ela com uma voz bem safada. - Agora que já sabe de onde vem o bagulho, acho que o assunto ta resolvido, eu to dando o fora daqui.

A mulher sai da sala, e o homem fala para a diretora:

-Isso não vai ficar assim, é melhor você resolver esses problemas até amanhã!

Ele sai da sala e segura na mão do filho, o garoto logo diz:

-Me desculpa papai, eu não vou fazer isso nunca mais.
-Tudo bem filhinho, eu sei que eles te obrigaram, mas ninguém mais vai te usar desse jeito.
-Obrigado, te amo papai.
-Quando chegar em casa vamos pedir uma pizza e...

De repente o homem vê uma enorme mão negra segurando seu ombro, e então ouve uma voz bem grossa dizer:

-E aê branca de neve! Essa bundinha redondinha é gostozinha mesmo ein!
-Quem diabos é você? - Diz o pai se virando e vendo um homem enorme e musculoso.
-Er... Papai esse é o Chocolate, bom... Er... Lembra que eu tentei te falar que eu tinha mudado de negócio e que nunca mais ia fazer isso? Pois é... Eu tinha combinado com o chocolate que ele me pagava adiantado pelo bukake e...
-Bukake???? O________O'
-Bom e... Ai eu ia trazer a garota e eu tinha combinado com o Chocolate que seria a primeira pessoa que ele visse andando comigo e... Bom... Ele já pagou. '-'
-O que você quer dizer com iss...

Ele nem terminou de falar, pois uma porretada atingiu sua cabeça.

Uma semana depois...

Seu João acorda em um beco, e sente um cheiro muito estranho em suas roupas, o homem então tenta se levantar, mas logo passa a mão na nádega direita e diz:

-Ai... Que dor na bunda. '-'

[FIM Ò____Ò]

Dedico esse texto a meu querido amigo Felipe Gabriel, que fez uma plantação de maconha no apartamento.

Comentários

Bruno Arce disse…
aeeee sky voltou com suas historias loucas,continue com elas cara
matheus henrique disse…
Plantaçao d emaconha no apartamento heueheueh continua com essas historia.
►Afon◄ disse…
Vixe Filipinho deve ter os contatos com o maneta, continua essas crónicas xD
Jardel Holub disse…
Definitivamente vc tem q virar escritor Ó-Ó
Super Suporte disse…
Chorei, essa historia lembra bastante suas postagens no faice :3