Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 1 de setembro de 2013

Cargo Commander - Um joguinho muito gostoso de jogar

Tem alguns jogos que são simplesmente tão simpáticos como um todo que quando você menos imagina já está viciado e sentindo que o clima é realmente único. Esse definitivamente o caso de Cargo Commander, um jogo que prova que Viscera Cleanup Detail estava errado e que trabalhos especiais mais modestos podem sim ser adrenalina pura!

Nesse jogo você controla um dos homens enviados ao espaço para recolher carga espacial que acabou sendo perdida e ficou vagando em contêineres, só que existe um pequeno probleminha, enquanto vagavam, alguns desses contêineres acabaram eventualmente se tornando lugares para ninhos alienígenas.

No jogo você vive dentro de um container que contém uma pequena casa e assim há tudo necessário para se viver. Nesse lugar há um botão de imã, que quando você aperta pode atrair um ou mais contêineres que estiverem por perto e logo você deve entrar neles e recolher o máximo de carga que puder. O problema é que pode surgir um buraco negro e sugar tudo, portanto você tem que sair logo.

Você tem algumas armas no jogo que usa para lutar contra alienígenas que possa encontrar, mas sem dúvidas o item mais interessante é uma mão mecânica que ele usa para furar as paredes e entrar nos lugares, sendo que em alguns momentos você pode ficar no espaço, mas existe um nível de oxigênio até você entrar de novo. O jogo brinca com a física, então nem sempre quando você sair de sua casa e entrar em outro lugar, a física do lugar vai ser igual, isso causa uns efeitos bem legais.

Cargo Commander gera níveis aleatoriamente e você vai passando os dias a dias de comandante de carga, cumprindo alguns objetivos e voltando a dormir no final do dia. Definitivamente esse é um daqueles jogos capazes de fazer as pessoas jogarem por horas seguidas. Quem tiver interessado pode conferir na steam.

Nenhum comentário: