domingo, 18 de março de 2012

Shadowrun - Um mundo inesquecível...

Sabem, é engraçado como tem gostos nossos que são extremamente intensos e que não sabemos o motivo disso, mas se pararmos para analisar o nosso passado, principalmente a infância quando estamos descobrindo tantas coisas novas, acabamos percebendo de onde surgiram verdadeiras paixões em nossas vidas.

Quem visita o blog há algum tempo já deve ter percebido que eu amo cidades, amo luzes, tecnologia, poluição, o meio urbano, coisas sombrias. Então eu acho espetacular grandes cidades, prédios e tudo mais, pra mim é lindo, é realmente comparado a admiração da maioria das pessoas pelo campo. Lógico que eu sempre notei que era um gosto esquisito, afinal cidades super desenvolvidas e sujas são algo totalmente fora do ambiente natural, que é o que as pessoas mais amam, mas eu nunca tinha realmente me perguntado o motivo desse gosto, simplesmente continuei gostando.

Outra coisa que eu sou fascinado é o impacto tecnológico entre os anos 90 e os anos 2000, quem lê o blog já deve ter me visto citando diversas vezes, os leitores de Eu sou Deus em especial devem ter percebido que eu realmente vejo com um fascínio enorme essa mudança, é algo que eu considero incrível mesmo.

Esses dias eu estava voltando do trabalho e andando pelas ruas da Asa Sul, observando o ambiente como sempre, quando algo me chamou a atenção. Em baixo de um dos prédios tinha uma coisa que eu não via há uma década ou mais. Um grupo de garotos sentados segurando papéis e jogando dados enquanto conversavam, logo eu diminuí o passo e percebi que estavam fazendo o que imaginei, jogando RPG, foi uma surpresa pra mim, pois eu não acho algo muito comum de se ver, ao menos não dessa forma, em baixo de um prédio com amigos. Na hora eu tive uma sensação tão nostálgica e foi impossível não começar a pensar em anos atrás, aproximadamente em 1995, também na Asa Sul, quando um grupo de garotos de 8 e 9 anos de idade também se juntava em baixo de um prédio após chegar da escola à noite e ficavam até 10:30 jogando RPG.

Eu me sinto extremamente privilegiado em tão novo já ter tido contato com RPG. Digo isso porque apesar de eu ter começado a jogar bem jovem, eu sempre considerei o jogo algo de adolescentes, realmente acho que tive uma sorte enorme em ter conhecido o grupo certo na época certa. Não acredito que eu teria jogado esse jogo tão cedo se não fossem aqueles meninos, afinal eu sempre fui uma criança muito quieta e padrão, acredito eu, enquanto eles eram verdadeiras pragas e me metiam nas maiores furadas, só que isso acabou gerando momentos inesquecíveis. Aquele foi o meu primeiro grupo de amigos e me causou muita influência no futuro e inspiração a escrever coisas como por exemplo o conto Lembranças da Observadora. Então sempre tive um carinho especial por aqueles amigos.

O jogo que nós jogávamos se chamava Shadowrun, e era fascinante até demais, aquilo era o tipo de coisa que eu nunca tinha visto antes e também o meu primeiro contato com um universo Cyberpunk. A história se passa no ano 2053 e é um mundo sombrio, mega corporações se tornaram mais poderosas que os governos e o mundo virou uma terra sem lei onde a pobreza é alta e a tecnologia é poderosa. As ruas são sujas e cheias de bandidos, todos querem sobreviver. Muitos se tornaram Shadowrunners, que são pessoas que fazem qualquer trabalho por dinheiro, matam, roubam, sequestram, qualquer coisa que gere dinheiro eles podem fazer, e as mega corporações adoram contratar. As leis do mundo também mudaram, a magia existe, ela surgiu no mundo e causou o caos porque as leis da ciência já não eram tão lógicas assim, e com ela surgiu também criaturas que antes só eram vistas em histórias de fantasia medieval. Esse é o mundo de Shadowrun, um lugar perigoso, sujo, tecnológico e com certeza inesquecível.

A complexidade do mundo de Shadowrun é espetacular, existem tantos detalhes, tanta história, esse é um RPG que na minha infância fazia ver um lugar diferente de onde eu vivia. Aqueles eram os anos 90 e a coisa mais tecnológica que eu conhecia era a minha televisão, então quando eu jogava isso, eu me teletransportava pra um lugar totalmente novo, experimentava coisas diferentes, as aventuras vividas nesse RPG de mesa me faziam começar a ver de uma forma linda toda aquela podridão daquele mundo. A tecnologia era algo que eu via como intocável, mas não enquanto eu estava jogando, naquele momento era uma realidade que eu podia atingir.

Nós sempre sonhávamos com o ano 2000, era um ano simbólico, estávamos acostumados com o 199X, mas para nossas mentes infantis atingir o 2000 era como se fôssemos para o futuro, como se as coisas fossem mudar, lógico que também tínhamos a visão apocalíptica daquilo, todo mundo dizia que era o ano em que o mundo iria acabar, mas vocês sabem como é que é né? As pessoas sempre pensam em duas possibilidades, então apesar de vermos o possível fim do mundo, também víamos como se a tecnologia estivesse por vir e às vezes falávamos coisas como "Daqui 10 anos eu estarei..." ou "No ano 2000 eu vou..." então era realmente algo que fazia sonhar.

O mais irônico é que isso realmente aconteceu! O que quero dizer é, nós eramos crianças e falávamos besteiras, não era pra levar a sério mesmo, provavelmente se tivéssemos 15 anos por exemplo não iríamos falar "Em 2000 a tecnologia vai chegar" mas caramba, depois de 2000 as coisas realmente mudaram, com a introdução de celulares e computadores, o mundo virou outro, ficou dependente e hoje nós estamos viciados em tecnologia, todos conectados e sem ela o mundo iria parar e muita gente surtaria. Imagine por exemplo as pessoas viciadas em filmes não terem mais a opção de baixar o filme que quiser na hora que quiser? Imagine essa gente tendo que começar a parar com sua pirataria e ter que começar a pagar por isso sem nem ao menos ter acesso a praticamente todos os filmes que existem como se tem hoje em dia? Imagine essa gente tendo que voltar à era da locadora? É, o negócio deixaria muitos deprimidos, muita gente se sentiria presa, sem conseguir respirar.

Hoje existem coisas que naquela época eu só via como elementos de Shadowrun mesmo, por exemplo a pirataria de softwares. Nossa isso parecia uma viagem, afinal naquela época tênis era pirata, camiseta era pirata, agora programas? Nossa, isso era fora da realidade totalmente! Como assim pessoas pirateando programas de computador? Gente virando a noite em uma rede mundial? Pessoas invadindo lugares e roubando bancos? Gente sendo presa porque fez algo ilegal do outro lado do mundo? Nossa meu... Totalmente surreal! Mas hoje... Hoje é a coisa mais comum do mundo saber que a mãe do seu amigo usou um programa pirata. Mas se você falasse isso nos anos 90 iria gerar boas gargalhadas até.

Mas bom, eu estou falando sobre isso da "tecnologia vir depois de 2000" porque o mundo de Shadowrun tem uma ligação com o nosso e toda uma história que explica cada detalhe de como o mundo mudou tanto a ponto de se tornar Cyberpunk. Então vou citar aqui os detalhes:
Mega corporações

Empresas começaram fusões e se tornaram poderosas demais, muitas leis mudaram e algumas envolviam empresas ter seus próprios exércitos, sendo assim segurança privada. Os jogos corporativos começaram a ficar perigosos e assassinatos às escuras surgirem, com as empresas cada vez maiores, os governos ficaram pequenos a um ponto de não conseguirem deter o crescimento. Dessa forma muitas coisas feitas às escuras poderiam calar a boca de quem quisesse se meter com elas... Naturalmente com uma máquina de fazer dinheiro como corporações gigantescas solta sem controle e não pensando na qualidade da vida das pessoas mas sim no dinheiro que pode ser tirado delas, a qualidade de vida começou a cair drasticamente, mas isso era só o começo.

Nuyen ¥ a moeda mundial!


Naturalmente quando se fala de megacorporações não se pode deixar de falar em Japão que tem megacorporações e muita tecnologia, o resultado é que as corporações japonesas se tornaram as mais poderosas do mundo e o dólar caiu fora dando lugar a uma moeda mundial nomeada de Nuyen, substituindo o antigo dinheiro japonês yen. Particularmente acho extremamente sombrio existir um dinheiro mundial, dá uma sensação de controle total, de falta de liberdade no mundo.

Elfos e Anões surgindo no mundo

No ano de 2011(Shadowrun foi criado nos anos 80) algo bizarro aconteceu no mundo, diversos pais saudáveis por algum motivo estavam tendo filhos deformados. Porém existia um padrão nas deformações, eles se assemelhavam a elfos com orelhas pontudas e anões medievais, aqueles que não são pequenininhos,mas sim estilo o Gimli do senhor dos anéis. Os médicos não sabiam como curar a anomalia e o que restou foi apenas aceitar.

A magia

O nascimento de elfos e anões no mundo foi um impacto de uma mudança radical na humanidade, no entanto aquela foi só a ponta do iceberg. O mundo já não é um lugar mais tão verde assim e com megacorporações dominando tudo, naturalmente os recursos naturais do planeta acabam não sendo poupados. Nos Estados Unidos a autorização para se apropriar de áreas indígenas protegidas é cedida e isso causa a fúria dos índios levando eles ao extremo de se envolver em um incidente terrorista para protestar que acaba piorando as coisas porque a mídia mostra que os índios quase feriram centenas de pessoas, o resultado é que o ódio contra nativos explode entre a nação e eles são enviados para campos de concentração.

No mesmo ano em que os elfos e anões surgem, um xamã lidera um grupo para fugir de um campo e liberta seu povo, estranhamente ele foge sem que os guardas consigam fazer nada. A partir daí começa a guerra contra o governo, o grupo indígena declara que aquelas são as terras deles e que todos que não são indígenas se retirem. Lógico que o governo achou uma baita besteira de um grupo terrorista de lunáticos e foi então que os incidentes começaram, primeiro com pequenos incidentes mas então as coisas começaram a fugir do controle, acontecimentos inexplicáveis ocorriam a todo momento e qualquer tentativa de ataque do governo resultava na destruição das aeronaves ou o que fosse... Anos se passaram até que em 2017 três montes entraram em erupção simultaneamente causando danos incalculáveis e o governo acabou cedendo e finalmente decidiu negociar com os indígenas fazendo com que uma bela parte do país fosse entregue aos índios. Desde então estava claro para qualquer um que a magia realmente existia e por algum motivo ficava mais e mais presente na vida de todos.
O mundo

Os países já não são os mesmos no mundo de Shadowrun, há muitas separações graças a conflitos e guerras assim como há outros locais que se unem, e há lugares do mundo que sofrem com os efeitos da magia sendo completamente modificados. O Brasil por exemplo se torna a Nação amazônica. O medo também domina as pessoas, ninguém imagina o que mais poderia acontecer, no mesmo ano do nascimento das "crianças mutantes" centenas de japoneses que andam em um trem bala presenciam a aparição de um gigantesco dragão pela primeira vez, no entanto mais desses serão vistos posteriormente até se tornar normal a existência de dragões na terra, o mundo já não é mais tão calmo.

Goblinização

Esse provavelmente foi o efeito mais traumatizante na humanidade do universo de Shadowrun. Em 2021 começaram a ocorrer mutações ao redor do planeta inteiro, 10% dos adultos do mundo se transformaram em monstros, que logo são apelidados pela mídia de orks(sim, com K) e trolls por sua semelhança às criaturas medievais. O preconceito surge com força, as pessoas tem medo de ser contagioso e logo grupos que promovem o ódio às vítimas começam a surgir. As crianças também passam a sofrer mutações, às vezes na puberdade, imagina só você ser uma criança normal e não saber se quando virar adolescente irá ou não se transformar? Ou então ver os seus filhos e imaginar que isso pode acontecer com ele? O caos surge e tentam isolar as pessoas, alguns são mandados para uma ilha, outros se escondem, no entanto com os anos o único jeito é aceitar. As mutações param e os goblins começam a nascer já do jeito que são, mas o preconceito continua, o mundo de Shadowrun é um lugar cheio de ódio para dar.

A matrix

As megacorporações começaram a inventar chips que conectavam no corpo da pessoa e transmitiam sensações, isso logo começo a se tornar uma febre, pra que usar drogas enquanto você poderia se viciar em chips que simulam emoções? E cada vez foram evoluindo mais.

A rede mundial de dados se tornou um lugar chamado Matrix, onde você usa um aparelho chamado cyberdeck para acessar, então hackers que tem um implante adequado no cérebro podem acessar o lugar. A matrix é um lugar semelhante à Wired de Serial Experiments Lain, mas é muito mais perigoso, há defesas na Matrix e se você por acaso acessa lugares que não deve, há também programas com licença pra fritar o cérebro de qualquer invasor. Então no mundo de Shadowrun existem dois ambientes perigosos, o mundo real e o virtual.

Shadowrunners

Quando se vive em um lugar onde não se vê futuro e não se tem nada a perder, é normal que se faça coisas realmente perigosas sem ter problemas, e assim surgem os Shadowrunners.

Os Shadowrunners são pessoas que decidiram viver perigosamente pelas ruas das grandes cidades, existem de todo tipo, você quer sequestrar alguém? Contrate um bom atirador com cyberimplantes adequados para fazer o trabalho de uma forma implacável. Há um inimigo seu que está te atrapalhando nos negócios? Por que não chamar um Xamã para fazer uma macumba pro infeliz aprender a não se meter no seu caminho? Aqueles dados super protegidos são tudo o que você precisa para conseguir subir na vida? Então por que não contratar um hacker para acessar a matrix e dar um jeito nisso? Não gostou de nenhuma opção? Não se preocupe pois há muito mais shadowrunners com habilidades bem diferentes, basta escolher bem.

Enfim

Esse é o universo espetacular de Shadowrun, de vez em quando eu sempre olho para os anos 80 e começo a pensar como se ele fosse o futuro, isso já aconteceu diversas vezes e nunca tinha parado para pensar sobre o motivo de eu ficar pensando no passado como um lugar futurístico, mas agora que comecei a analisar Shadowrun, tenho quase certeza que provavelmente esse jogo é um dos motivos mesmo eu tendo jogado ele apenas nos anos 90, afinal é uma coisa futurista extremamente marcante na minha vida e que surgiu no passado.

Apesar de termos entrado no novo milênio, o jogo também se atualizou, e com as edições posteriores algumas coisas foram modificadas. É muito legal quando você lê o livro e percebe que nele tem coisas que são descritas como futuristas no entanto na nossa realidade a tecnologia já ultrapassou, por exemplo tem uma citação do livro que diz que as pessoas que não querem acessar um computador digitando um monte de códigos (como era feito no DOS nos anos 80) não precisam, basta instalar um cyberimplante e acessar diretamente a Matrix. Mas apesar de terem atualizado isso em novas edições, eu não vejo esse impacto com a nossa realidade como algo feio e vergonhoso por nossa realidade ter se tornado mais futurista em certos aspectos, pelo contrário eu vejo até de uma forma um tanto estilosa, faz parecer esse universo sujo mais carismático ainda, acho muito mais interessante dizer que no futuro um hacker está digitando um monte de linhas de comando em uma tela preta do que dizer que ele ta abrindo o windows explorer e entrando na matrix '-'.

Mas bom, é isso aí pessoal, ta aí um jogo que marcou minha vida, infelizmente os anos passaram, aquele grupo de crianças de 1995 seguiu o seu próprio caminho e se separou, mas uma lembrança incrível e nostálgica daquelas noites de RPG em um mundo sujo e tecnológico com bons amigos, com certeza vai ficar pra sempre.

Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Dá uma ajuda compartilhando? =)

Comentários
8 Comentários

8 comentários:

Narutuz disse...

Caramba,embora um pouquinho grande,vale a pena cada segundo lido,uau,curti muito seu post sky.

Gabriel disse...

ai sky o diablo III vai estar a venda na steam

Gabriel disse...

???

Skywalkerpg disse...

Provavelmente não '-'

Felipe Chabat '-' disse...

òtimo post sky *-*. Nossa quando leio seus textos fico com muita inveja de sua infancia, queria ter tido mais oportunidades para jogar rpg's e outras coisas, mas como moro numa roça -.-'...

hiuuga_marciel disse...

sky domingão inteiro e vc não posta nada u.u!!!

Agelus disse...

O mundo de Shadowrun é fascinante *.*, não fazia ideia, pra mim era só um jogo.

Subversivismo disse...

Curti muito esse post. Eu lembro do Shadowrun porque meu primo tinha comprado o livro da segunda edição, mas nunca chegamos a jogar. Mas eu tinha lido sobre o mundo cyberpunk... Fantástico!